Ir para o conteúdo
ou

Blogoosfero
beta

Verdade ou Mentira?

Seja curioso, não entre...

 Voltar a Verdade ou mentira
Tela cheia

A violência nas manifestações

6 de Março de 2014, 19:48 , por Rafael Pisani Ribeiro - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 366 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

O Brasil em crise, as pessoas descontando toda a indignação nessas manifestações, o governo não aceita e manda a polícia reprimir e o povo revida, resultando em vandalismo. Policial machucado de cá, manifestante machucado de lá, lojas quebradas de um lado, pernas quebradas e morte de outro. Pedras na cabeça de um lado, dificuldade de visão e respiração de outro. E assim vão sendo as manifestações dentro de todo o país. Manifestantes dizem ser a polícia, a polícia diz ser os manifestantes. Quem diz a verdade? É complicado definir nesse caso. Vai depender a quem é perguntado.

Isso porque cada lado tem uma visão diferente e por isso com diferentes explicações causais. Alguns possuem o discurso de que já é necessário dar um fim em tudo isso, já esta ficando chato, e por isso a repressão é necessária. Já outros dizem que o Brasil tem que mudar, e sem tudo isso a mudança se torna difícil. O pior que é a maioria tem concordância com essa ideia, mas como está atrapalhando a vida cotidiana justificam como necessária a repressão. Os manifestantes já dizem que a entrada da polícia pode significar repressão aos movimentos sociais e criminalização deles, sendo isso um grande problema para um país democrático.

A questão é: o efeito esperado é exatamente o de parar com o giro do capital e causar mudança na vida cotidiana, porque ela favorecia os problemas de corrupção, saúde, passagem de ônibus etc... Portanto, pode e deve ser algo chato para o conservadorismo. Toda mudança causa efeitos colaterais. Nesse caso, a violência é um deles. Mas, afinal de contas porque ocorre e quem é o culpado dessa violência?

   Essa questão de quem inicia só tem valor no começo. Isso porque após o inicio da confusão tudo tende a se tornar um caos, ou seja, 10 pessoas violentas podem se tornar 100 ou mais, principalmente quando é jogada uma bomba de gás que atinge culpados e não culpados. Freud afirma que isso ocorre porque dentro de uma massa predomina a personalidade inconsciente orientada por via de sugestão e contágio de ideias e sentimentos com grande tendência a transformação de ideias em atos. O indivíduo nesse caso perde sua própria característica e se torna um ser de massa.[1]

Por isso quando um corre todos passam a correr, mesmo sem saber a causa. A lógica é a mesma para a violência nesses casos. Ainda assim existem três possibilidades de início de uma confusão: pela polícia fardada, grupos com intenção vândalos e infiltrados do estado na manifestação.  

   Suponhamos cada um e analisemos suas consequências. Se iniciado pela polícia fardada pode significar repressão estatal a manifestação. É tudo por ordens, mas existe uma justificativa para o ato, ainda que possa ser falsa é valida. Caso seja por infiltrados do estado é uma possibilidade ainda pior. Isso porque pode ser uma caça aos “cabeças” do movimento ou têm ordem de criar confusão dando a ideia de que foi causada pelo protesto para assim tirar sua credibilidade. Se por grupos vândalos a intenção pode ser só essa ou algo pregado pela ideologia.

   De forma geral, é possível que a origem da violência não seja dos manifestantes, e sim por uma minoria que pretende acabar com o movimento. A mídia mostra a violência como foco do movimento e causa medo nas pessoas, impedindo-as de ir aos protestos pelos medos criados e ajuda o estado a evitar as manifestações. Já para finalizar quero dizer que devemos ser bem seletos e expansivos nas fontes que usamos para obter informações, afinal, sabemos que a mídia oficial distorce as notícias sempre a seu favor. Prova disso é a inversão do discurso da Globo sobre os protestos basta analisar nos dois vídeos abaixo a mudança nos discurso de Arnaldo Jabor da Globo.

http://www.youtube.com/watch?v=fdjw00-2nyo

 

http://www.youtube.com/watch?v=fdjw00-2nyo

 Lembrem- se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários.

 Escrito por: Rafael Pisani

Referencias bibliográficas:

 Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=fdjw00-2nyo . MrFazsentido . Data de acesso: 01 de julho de 2013

 Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=fdjw00-2nyo . TudonaTVHD . Data de acesso: 01 de julho de 2013

 Psicologia das massas e análise do eu e outros textos (1920-1923) / Sigmund Freud ; tradução Paulo César de Souza- São Paulo: Companhia das Letras 2011

 


[1] Fonte: Freud em a psicologia das massas. Checar lista de referencias.


Tags deste artigo: manifestações

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.