Ir para o conteúdo
ou

Blogoosfero
beta

Verdade ou Mentira?

Seja curioso, não entre...

 Voltar a Verdade ou mentira
Tela cheia

O show das viagens de Truman

27 de Março de 2014, 8:36 , por Rafael Pisani Ribeiro - 1Um comentário | No one following this article yet.
Visualizado 519 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

 

Introdução

“O show de Truman” é um filme fantástico porque trás a luz várias perguntas existenciais e análise de nossas vidas. É aconselhável ter visto o filme antes de ler este texto (caso queira assistir entre nesse link: http://www.filmesonlinegratis.net/assistir-o-show-de-truman-dublado-online.html). Truman nasceu com um contrato de vigília, isto é, todos em sua vida eram atores, desde os pais aos primeiros amigos, namoradas e esposa.   Para todos eles era uma grande pressão se manter naquele posto, principalmente para a mulher que interpretava sua esposa. Uma rotina se criava para todos eles. Era literalmente viver um trabalho, atuar uma vida.

A própria esposa relata no filme “Olha pra min, não existe diferença entre vida privada e vida pública, minha vida é a minha vida, o show de Truman é show de Truman. É um estilo de vida, é uma vida nobre, uma vida verdadeiramente abençoada.” Ou seja, o show acabou se tornando seu mundo. Já Marlon, o suposto melhor amigo relata “É tudo verdade, é tudo real, nada do que vivemos no filme é falso. É apenas controlado.” Ou seja, Truman vive uma falsa liberdade. Muitos deles cresceram junto com ele, como Marlon e sua esposa que o conheciam desde jovens. O diretor também esteve muito envolvido, porque do início ao fim controlar a vida de Truman parece ter sido uma obsessão, quase como se fosse um filho.

A vida de Truman

O local onde morava era uma cidade chamada Seaheaven. O clima, dia e noite, nível de claridade e nível do mar eram controlados pelos produtores na cúpula. Era possível criar situações para causar emoções reais em Truman Burbank. Em boa parte dos objetos e locais havia câmeras para vigiá-lo, inclusive no momento em que nasceu. Cada objeto desde roupas, casas e produtos alimentícios eram objetos para serem vendidos e estavam disponíveis no catalogo Truman.  No fim das contas, sua vida era um filme 24 horas a disposição de todos, por isso o nome “O show de Truman”. Truman acabou vivendo dessa forma por 30 anos.

A infância 

Os fatos marcantes de sua vida eram a infância, onde todos seus desejos de sair dali foram retirados de alguma forma, através de educação formal e informal, incluindo programas de televisão, notícias e rádio mostrando os perigos de viajar e as vantagens de continuar em casa.

A adolescência 

Sua grande paixão adolescente foi Sylvia que, apesar de ser figurante, se apaixonou por ele. Tentou avisá-lo de que sua vida era uma mentira, mas foi expulsa antes disso. Não teve efeito imediato, mas deixou marcas futuras e foi um dos motivos dele conseguir se libertar.

A fase adulta

Truman alcançou o status de adulto no modelo perfeito e ideal de cidadão, isto é, homem responsável, trabalhador, obediente, casado, respeitoso com os vizinhos e conhecidos, e assim como nós criou uma rotina. 

A libertação

Aos poucos foi percebendo pequenos sinais da falsidade de seu mundo, algo ao qual um observador desatento e totalmente acomodado não teria capacidade. O mais incrível foi notar os efeitos que seu comportamento tinha nos indivíduos ao seu redor. Foi passando a ter consciência da manipulação de seu mundo, decidindo viajar e refletindo sobre seu mundo ter sido criação de Deus ou não. Antes de ir para o mar, o único elo social que tinha era com Marlon e o pai, que tentavam tirá-lo do surto. Enquanto tentava fugir, ocorriam apostas se Truman era capaz ou não de sair daquele mundo, sendo Sylvia a única a torcer para que fosse. Ao fim descobre a ultima barreira entre os dois mundos: a porta de saída- sua escolha final. Todos assistem aflitos até que sai.

Conclusão 

  Somos educados formal e informalmente para acreditar e agir de certa forma em um mundo específico. Na adolescência temos nossos amores, conhecemos modelos de ser[1] para enfim, criarmos nossa identidade. Em algum momento nos tornamos adultos, criamos uma rotina e fortalecemos crenças e amizades, enfim, “Nós aceitamos a realidade do mundo com o qual nos defrontamos”[2]. Se trocarmos de lugar com Truman talvez começaríamos a nos perguntar:

  Quem somos nós? Perdemos nossa identidade. Quem são as pessoas ao nosso redor? Perdemos nossos referenciais, temos de criar algo do zero. Como saber quem é a pessoa para confiar? Não é tão fácil saber quem é a Sylvia de nossas vidas. Todos ao nosso redor podem ser atores, ou até sermos atores, mesmo sem saber. O pior é saber e não reagir. Deus existe? O Deus de Truman, não importa sua crença, era o diretor do programa. No momento em que os dois conversam e Truman olha para o céu, é quase o sonho cristão de falar com Deus. O diretor podia inclusive brincar de Deus com isso. Onde nós vivemos?

Talvez nossas cidades, países ou continentes sejam cúpulas projetadas para nos prender. Até onde nos limitamos? A maior barreira de Truman não era a cúpula em si, mas suas crenças. Como última e mais importante pergunta: estamos prontos para nos libertar totalmente de nossa vida e adentrar em um novo mundo desconhecido? Disse o diretor na entrevista para a televisão: “Nós aceitamos a realidade do mundo com o qual nos defrontamos”. Também afirma com as seguintes palavras para Sylvia no telefone que aquele era um mundo perfeito:

“Eu dei ao Truman a oportunidade de levar uma vida normal. O mundo, o lugar em que você mora é um lugar doentio. Seaheaven é como o mundo deveria ser” e define os critérios para Truman conseguir sair dali: “Ele pode largar a qualquer hora. Se isso não fosse apenas uma vaga ambição. Se ele estivesse absolutamente determinado a descobrir a verdade não poderíamos evitar. Eu acho que, o que incomoda você, de verdade, é que no final das contas Truman prefere a cela dele.” Apesar de sair, ele entrou em uma nova grande prisão, mesmo tendo como única diferença ser o “mundo real”.

  Na verdade os dois mundos são reais, mas o de Truman é real só para ele. Como diria o diretor do Show na fala inicial do filme “Nós estamos cansados de ver atores nos darem falsas emoções. Estamos cansados das pirotecnias e dos efeitos especiais. Embora o mundo em que ele habita em certos aspectos seja falso, não há nada de falso no próprio Truman. Sem roteiros, sem deixas, nem sempre é Shakespeare mais é genuíno, é a vida dele.” De alguma forma, a vida de Truman e sua cidade reflete o ideal capitalista onde o comércio gira sem problemas e todos são felizes, é o “American way of life” e por essa questão Truman estava em um mundo totalmente seguro.

O diretor mesmo afirma com as seguintes palavras sobre esse ponto: “Eu sou o criador do programa de televisão que deu esperança, alegria, inspiração a milhões.” e “Não existem mais verdades lá fora do que no mundo que eu criei pra você. Você já viu mentiras, já viu trapaças, mas no meu mundo, você não tem nada a temer.” O diretor diz o seguinte em uma entrevista na qual é perguntado sobra a razão de Truman não sair de seu mundo “Nós aceitamos a realidade do mundo com o qual nos defrontamos.”

Enfrentamos a mesma dificuldade para se livrar de outra prisão, a do “mundo real” onde fabricamos nossa própria prisão. Talvez seja essa a coragem necessária para nos livrar do capitalismo e creio que não exista ninguém que realmente faça uma experiência dessa na “vida real”.

  É frustrante quando essas perguntas afetam profundamente a pessoa e não se tem a resposta. Seríamos capazes de nos libertar como o personagem principal? Por fim, como dizia Truman ao sair pela porta da libertação Ah, e se não nos virmos mais, bom dia, boa tarde e boa noite.”

 Lembrem-se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários.

 Escrito por: Rafael Pisani

Referencias bibliográficas

 Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e-adolescente/desenvolvimento-e-aprendizagem/busca-identidade-adolescencia-jovem-puberdade-538868.shtml?page=1 . Ana Rita Martins / http://revistaescola.abril.com.br . Data de acesso: 08 de setembro de 2013

 Disponível em: http://www.filmesonlinegratis.net/assistir-o-show-de-truman-dublado-online.html . www.filmesonlinegratis.net . Data de acesso: 07 de setembro de 2013


Tags deste artigo: análises de filme- mídia

1Um comentário

Enviar um comentário

Os campos realçados são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.