Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Crônicas do Motta
Tela cheia

O padrão Globo de falta de qualidade

24 de Abril de 2015, 12:40 , por CRÔNICAS DO MOTTA - | No one following this article yet.
Visualizado 23 vezes
A Rede Globo de Televisão comemora, com pompa, seus 50 anos de existência. 

O oba-oba se estende ao carro-chefe do jornalismo da emissora, o Jornal Nacional.

Leio que as matérias sobre o assunto são parciais, mentirosas até, como uma tentativa de reescrever a história.

Se for isso mesmo, o JN mantém a sua coerência - afinal, desde quando praticou jornalismo de verdade, esse que ouve os dois lados de uma história, que dá espaço ao contraditório, que busca se aproximar, o máximo possível, da realidade factual?


Se a gente for ver, não é só o JN que divulga diariamente a sua visão particular do mundo, segundo a conveniência dos manda-chuvas da emissora.

Toda a programação da Globo segue essa linha, a começar pelo carioquismo explícito pelo sotaque de suas principais atrações.

E que continua pela cor da pele da maioria dos astros, sempre brancos, e se possível loiros. 

Não vejo a Globo e televisão aberta há muitos anos.

Mas só as raras zapeadas que dou são suficiente para observar que nada mudou na emissora.

O tal "padrão Globo de qualidade" continua o mesmo - uma porcaria.

Lembro de algumas novelas das quais vi alguns capítulos - lá se vão, no mínimo, uns 20 anos.

E de alguns segundos, por mera curiosidade, das mais novas.

Uma pobreza só, do texto à interpretação, da cenografia à direção.

Em 90% do tempo, plano e contraplano, ou seja, a alternância entre um ator e outro, coisa de quando o cinema era mudo.

O tal sucesso da dramaturgia da Globo no exterior se deve muito mais a essa miséria artística, visando agradar a um público acostumado ao lixo cultural, do que a qualquer outra coisa.

As raras produções da Globo com algum valor artístico sempre foram - e são - relegadas a um conveniente horário tardio, para que não afugente os telespectadores habituais.

E, por falar em audiência, ela está se esvaindo numa velocidade que aumenta à medida em que a internet se consolida e se amplia no Brasil.

Pelo andar da carruagem, a menos que a toda poderosa dê um jeito de botar no Palácio do Planalto um governo inteiramente sujeito às suas variadas e imensas demandas, vai ser muito difícil de ela comemorar, tão efusivamente, seus próximos aniversários. 
Fonte: http://cronicasdomotta.blogspot.com/2015/04/o-padrao-globo-de-falta-de-qualidade.html

Motta

0 comunidades

Nenhum(a)