Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Segundo Clichê
Tela cheia

Danilo Caymmi e Cláudio Nucci abrem Festival de Artes e Saberes das Águas

10 de Julho de 2024, 10:10 , por segundo clichê - | No one following this article yet.
Visualizado 22 vezes


De julho a setembro, a primeira edição do Fasa - Festival de Artes e Saberes das Águas vai celebrar o valor cultural, social e os costumes em torno desse elemento vital em seis municípios de São Paulo, representantes da diversidade hidrográfica do Estado. 

Com direção artística de Pablo Castellar e patrocínio da Sabesp, por meio da Lei de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet, o Fasa apresentará espetáculos com renomados nomes da música nacional e artistas locais, palestras e visitas guiadas  às águas de cada território, além de diversos conteúdos virtuais. 

A abertura será no dia 14 de julho, homenageando o mar e os rios de Ilhabela, com a participação de diversos artistas locais, entre os quais fotógrafos, músicos e artistas plásticos, além da apresentação de Danilo Caymmi e Claudio Nucci (foto) no Teatro de Vermelhos, uma parceria do Fasa com o Instituto Baía dos Vermelhos, encerrando o Festival Vermelhos 2024 - Música e Artes Cênicas. 

Durante o dia, o Fasa vai oferecer uma grande variedade de atividades e atrações que prestigiam a produção artística local. Na parte da manhã, estão previstos os Passeios Fasa na Trilha da Água Branca, tendo como guia Danilo Taino, criador do portal Arquipélago Ilhabela. 

Já no início da tarde, no Instituto Baía dos Vermelhos, o Fasa da Casa trará uma exposição de fotos de dois nomes de relevância da fotografia brasileira. Maristela Colucci e Luciano Candisani, ambos residentes de Ilhabela, vão apresentar suas fotografias em telas no foyer do Teatro dos Vermelhos, com obras inspiradas no tema das águas. 

Especialista em ilustrações botânicas e design, a artista plástica Patti Silva vai pintar um quadro ao vivo, ao longo do dia, celebrando a riqueza hídrica local, que será posteriormente doado a uma instituição social de Ilhabela. Artista local em constante atividade, Patti trabalha com desenho e pintura em paredes na cidade e adjacências, atuando também como professora e oficineira em diferentes projetos locais, além de expositora em diversas feiras de arte da região.

A produtora cultural, artista visual e arte-educadora Naiara Novazzi vai oferecer uma oficina de Lettering e Poesia Visual, convidando o público de toda a família a participar de um grande painel colaborativo. A artista utiliza oficinas como ações catalisadoras na reinvenção do cotidiano e, no Fasa, vai explorar a poesia em suas variadas formas e estilos. 

Também à tarde, no Reflexões Fasa, está prevista uma palestra com Carlos Nunes, co-fundador do Instituto Ilhabela Sustentável e criador do Observatório dos ODS do Litoral Norte de São Paulo. De intensa atuação no monitoramento e gestão do ecossistema local, o Instituto é uma importante organização não governamental e sem fins lucrativos que busca promover a participação na sociedade por meio do planejamento, implementação e monitoramento de ações para o desenvolvimento sustentável de Ilhabela.

Antes do show de Danilo Caymmi e Claudio Nucci, o grupo Ciribaí fará a apresentação de abertura. O trio instrumental, formado pelos músicos locais Paulio Celé (guitarra), Sá Reston (piano) e Junior Chiaparini (baixo elétrico), possui um repertório repleto de referências à cultura popular, composições e arranjos autorais influenciados pela Música Universal de Hermeto Pascoal. Após a apresentação de Claudio Nucci e Danilo Caymmi, o Fasa encerra suas atividades em Ilhabela com um cortejo do grupo Marabantu, levando o público a ocupar o Instituto Baía dos Vermelhos, celebrando a relação das águas com o ritmo do Maracatu.

Programação

Depois de Ilhabela, o Fasa vai percorrer, até setembro, outras cinco cidades paulistas sempre com participações de artistas renomados nacionais e regionais. O violonista Fábio Zanon e o flautista Marcelo Barboza celebrarão as cavernas e rios subterrâneos de Iporanga com um repertório que incluirá as peças "Mitologia de las Águas", de Leo Brouwer, e "Toward the Sea", de Tōru Takemitsu, entre outras. O concerto será no dia 4 de agosto no Petar - Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira. 

No dia 8 de setembro será a vez de São Bernardo do Campo. O trio de Hamilton de Holanda realizará um espetáculo celebrando as águas no Parque Engenheiro Salvador Arena. 

Na semana seguinte, no dia 15 setembro, a soprano Marília Vargas, a harpista Liuba Klevtsova e a violoncelista Vana Bock se apresentarão em Nazaré Paulista, dando continuidade ao trabalho que vêm realizando em torno da obra de mulheres compositoras, desta vez trazendo obras musicais que exploram a temática das águas. Entre as compositoras brasileiras, obras de Babi de Oliveira, Diva Ponse e Helza Camêu, além das europeias Fanny Mendelssohn, Clara Schumann e Nadia Boulanger. O concerto abordará temas comuns entre os continentes como as sereias, o mar, os rios e riachos, e também representações femininas claramente regionais, nas formas de Janaína ou Lorelei. 

Campos do Jordão, com seus lagos e nascentes e Santos com seus rios, mangues e mar também estarão no circuito com uma programação que em breve será anunciada. Ao todo, o Fasa contará com seis concertos e diversas atividades que poderão ser conferida no site fasa.art.br

Além dos concertos, o Fasa Reflexões convidará artistas, pesquisadores, historiadores, cientistas e personalidades comprometidas com as questões ambientais ligadas à água, programando palestras que antecederão os concertos, pensadas para dialogar com a história das águas e as peculiaridades hidrográficas de cada cidade. 

Outras ações e atividades também estão programadas, como os "Passeios Fasa” que promovem visitas guiadas, para que o público possa conhecer mais sobre os rios, represas, lagos e outros atrativos de cada cidade mencionada, aprendendo sobre a importância da preservação de suas águas.  Já o Fasa da Casa, abrirá espaço no festival para que artistas locais possam apresentar trabalhos que tangenciam a temática das águas.

O projeto também vai lançar o Fasa Digital, um espaço para o público de todo o Brasil vivenciar a experiência proposta pelo festival de forma gratuita por meio das suas mídias digitais. Os conteúdos incluem a websérie “Água na Boca", que antecipa o que será apresentado nos concertos, levando aos espectadores a um entendimento mais claro sobre as escolhas das obras musicais apresentadas em cada local; a série O Caminho das Águas, que faz um registro audiovisual dos Passeios Fasa, incluindo imagens exclusivas feitas para trazer toda a diversidade das águas de cada local; o podcast Água com História, que celebra nossa complexa ligação com as águas; e os Concertos Virtuais, todos filmados em alta definição trazendo registros das apresentações musicais.

O festival ainda conta com ações educacionais, como o Fasa Aulas Magnas, que vi oferecer master classes em três cidades do circuito, com a participação de músicos convidados do festival, e o Fasa na Escola, uma ação educacional que será realizada em uma das cidades visitadas e que terá como objetivo sensibilizar crianças e jovens, estimulando novos caminhos para compreensão da importância e preservação das águas por meio de ações que estimulem o entendimento do seu valor social e cultural. 


Fonte: http://segundocliche.blogspot.com/2024/07/danilo-caymmi-e-claudio-nucci-abrem.html

Motta

Novidades

0 comunidades

Nenhum(a)