Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Crônicas do Motta
Tela cheia

O PMDB deixa o governo. Já vai tarde

29 de Março de 2016, 14:03 , por CRÔNICAS DO MOTTA - | No one following this article yet.
Visualizado 33 vezes
O PMDB vai desembarcar do governo Dilma, anuncia-se com toques solenes de fanfarra.

E daí?

Desde quando o PMDB ajudou o governo Dilma?

A qual partido pertence Eduardo Cunha, o Sr. Impeachment?

E o traíra Michel Temer?


O PMDB, vamos falar claramente, está longe de ser um partido ideológico.

É mais um aglomerado de políticos com interesses diversos e um objetivo comum: participar do poder, seja ele qual for.

Há de tudo entre seus filiados, desde comunistas - não confundir com petistas - até o mais radical defensor de "Estado mínimo".

O fato é que desde o início deste segundo mandato Dilma o PMDB mais atrapalhou do que ajudou a governabilidade.

Usou, sem nenhum pudor, os mais descarados métodos de chantagem para obter generosos nacos do poder.

Não foi, em nenhum momento, um parceiro efetivo do governo de coalização.

Fora isso, seus quadros são, quando muito, medíocres.

Não acrescentaram nada ao Ministério escolhido pela presidenta Dilma.

Sempre esteve rachado nas votações importantes - é bom lembrar que vários de seus deputados comem na mão do chantagista mór Eduardo Cunha.


Claro que a imprensa golpista vai dar destaque à saída do PMDB do governo.

É isso o que se espera dela, é esse o seu papel nesta guerra para defenestrar os trabalhistas do Palácio do Planalto.

Mas, objetivamente, nada vai mudar na correlação de forças da política nacional.

Os parlamentares peemedebistas que estavam contra o governo continuarão contra, assim como os que estavam a favor continuarão a favor.

Fora isso, tudo o mais é só propaganda a favor do golpe.
Fonte: http://cronicasdomotta.blogspot.com/2016/03/o-pmdb-deixa-o-governo-ja-vai-tarde.html

Motta

0 comunidades

Nenhum(a)