Ir para o conteúdo
ou

Thin logo

 Voltar a Blog Anima Mundi
Tela cheia

Como Lidar com: Liberdade de Expressão

26 de Maio de 2014, 14:29 , por Thiago - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 34 vezes
Licenciado sob GNU GPL

Trisquel

Fonte: https://www.gnu.org/distros/screenshot.html

Por que isto tão importante para a Liberdade de Expressão? Para existir, porque se não fosse isso, jamais houvesse tamanha força de existir, ao mesmo tempo que o capitalismo monopolista de riqueza concentradas faz com que, historicamente, fossem apenas difundidos aqueles que interessavam aos grandes interesses político-econômicos.

Software Livre sobrevive de liberdade de expressão, e seu modelo do senso de comunidade dos membros é um exemplo de como é tão poderosos o "saber lidar com a liberdade de expressão", além de não ser contra as práticas empresariais e se mostra favorável para que seus difusores ganhem dinheiro sem empecilhos, como é o caso da pirataria.

Liberdade de expressão é às vezes difícil de lidar, porque quando se falta meios de difundir informação, meios de comunicação que não funcionam como meios de comunicação e quando tentam ainda são com práticas muito atrasadas, com interesses próprios e, às vezes, seguindo noções equivocadas sobre as coisas. Tem também a falta de voz que o povo tem diante de poderosos da economia e da política.

Enquanto tudo isto é suprimido, fica mais difícil superar depois tal supressão da voz do povo e da vontade popular. Tudo se trata do interesse de grupos de pessoas em controlar e unilateralizar as decisões governamentais, então o "livre" de "software livre" que significa "liberdade de software" se trata sobre a controlação dos usuários.

Segundo Richard Stallman:

Por “software livre” devemos entender aquele software que respeita a liberdade e senso de comunidade dos usuários. Grosso modo, os usuários possuem a liberdade de executar, copiar, distribuir, estudar, mudar e melhorar o software. Com essas liberdades, os usuários (tanto individualmente quanto coletivamente) controlam o programa e o que ele faz por eles.

Quando os usuários não controlam o programa, o programa controla os usuários. O desenvolvedor controla o programa e, por meio dele, controla os usuários. Esse programa não-livre e “proprietário” é, portanto, um instrumento de poder injusto.

Assim sendo, “software livre” é uma questão de liberdade, não de preço. Para entender o conceito, pense em “liberdade de expressão”, não em “cerveja grátis”.

Fonte: https://www.gnu.org/philosophy/free-sw.pt-br.html

 

Se temos liberdade de expressão, então nós temos mecanismos para que nenhuma pequena parte tenha o controle especial sobre o governo. Sendo todas as decisões governamentais neutras, temos condições de encontrar caminhos para representar amplos segmentos da sociedade sem suprimir seu crescimento.

Então nos deparamos com liberdade de expressão x influência econômica das enormes corporações. Que criam dependências tecnológicas nas pessoas porque tudo se trata de "relações de poderosas forças que decidirão qual tecnologica é mais útil e melhor para servir ao Desenvolvimento Sustentável".

Não vejo como isso se tornaria possível sem código aberto e livre. A liberdade de software e de qualquer outra ramificação de suas práticos como conhecimento, educação e informação, não é apenas aberto, mas se adequa segundo a somatória dos participantes.

Se trata então, de saber quais os mecanismos adequados à liberdade de expressão. Escrever e levantar plaquinhas em manifestações não é, evidentemente, a forma mais efetiva de ser escutado. Poderes públicos de livre participação do povo ajudam para que não sejam suprimidas qualquer voz do povo. Facebook é um lugar que praticamente tudo se torna em vão, não há liberdade de software, certas inovações surgem para explorar usuários (é desgastante ter que ter uma conta no FB), e é a rede que os grandes interesses querem que as pessoas conheçam, e parecem fazer todo o possível para que somente esta rede exista para o grande público.

Contra tudo aquilo que está impôsto ao nosso povo de todo o mundo, o Brasil tomou uma decisão arrojada e inovadora de lidar com os problemas da cosntrução de sua democracia pela cidadania e participação social. Graças à liberdade de expressão, e não por ser gratuito, que existimos, e sabemos lidar muito bem com tal liberdade de expressão.

Tal "senso de comunidade" junto ao capitalismo de descentralizar riquezas, gerando oportunidade aos pequenos e médios produtores de software, principalmente os livres, que não terão apoio desses tradicionais canais de comunicação, são o ponto chave dessa Democracia Real que construiremos.


Tags deste artigo: democracia real justiça social economia e desenvolvimento sustentável liberdade de expressão liberdade de software

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.