Ir para o conteúdo
ou

Blogoosfero
beta

Verdade ou Mentira?

Seja curioso, não entre...

 Voltar a Verdade ou mentira
Tela cheia

Métodos de movimento social

23 de Agosto de 2014, 18:36 , por Rafael Pisani Ribeiro - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 338 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

 

 

  O principio básico das mudanças sociais é mudar a ordem causando uma desordem. As três medidas para isso são intensidade, tempo e conhecimento (tendo por características qualidade e quantidade). Intensidade e tempo são inversamente proporcionais, sendo possível dizer serem quantitativas, apesar de não mensurável. Quanto maior a quantidade de liberação da energia menor será o tempo e o mais intenso possível. Pode, assim causar grandes mudanças como já ocorreu várias vezes. Por perder rapidamente o efeito, é necessária uma constante recarga de energia. Isso também é um fator decisivo se o objetivo será alcançado ou não. Sem esquecer o fato de ser um efeito cumulativo, então a cada recarga a energia daquele sistema de lutas vai aumentado.

Em segundo caso, se pouca energia é liberada ela acumula da mesma forma e em algum momento é totalmente liberada, dando o mesmo efeito. O conhecimento tanto em qualidade, como em quantidade é muito influente na duração do tempo e quantidade de intensidade, por isso é um elemento muito importante. Isso porque, tendo as pessoas conhecimento, tem também consciência. Antes de falar sobre os modos de luta é necessário falar da dependência.

Não adianta lutar contra algo, sendo que dependemos dele. Colocando atualmente, não adianta fazer protestos contra os baixos salários se os trabalhadores continuam trabalhando. Porque mesmo com a luta, o sistema continua sendo sustentado por essas pessoas. Essa é uma grande jogada. Mesmo que lute contra, precisa. Para que verdadeiras revoluções aconteçam é preciso o corte dessa dependência.  Existem três modos de luta: o método da ação, o método educativo, e o metodo-da-nao-violencia (tratado por um texto específico).

 

  Método da ação: É um método com intensidade alta e tempo de duração curto, - a grande desvantagem desse método.  Necessita de uma ação em massa para ocorrer e sempre tem seus líderes, isto é, não que a massa careça de conhecimento, mas o conhecimento em sua totalidade está nos lideres. A massa possui um conhecimento de causa, já que são os maiores protagonistas da situação. De alguma forma são afetados por ela, porém, sua grande função é o contágio emocional. Tem seus efeitos aumentados caso utilizem o método educativo. Em suma, sua composição básica é uma grande massa com conhecimento de causa dando força ao movimento e aos líderes. Sendo eles um ou mais indivíduos, mas há por necessidade um símbolo para representar esse tipo de movimento. Seja ele pessoas, bandeiras, desenhos etc... algo a reforçar o sentimento de luta ao máximo.

  Para exemplificar podemos citar os eventos da ditadura militar e a ditadura de Muamar kadafi, com 1 milhão de pessoas se reunindo para derrubá-lo. No primeiro, a cada protesto, a cada preso, a cada torturado, a luta recebia uma recarga de energia- aumentando a sua força, até que alcança seu objetivo. O mesmo ocorreu com a ditadura da líbia. A falta de recarga dessa energia cumulativa é o motivo por muitas lutas e progressos falharem, sendo em algum momento esquecidas. Sendo isso uma característica iminente desse método. Exceto pela possibilidade de registros em documento e na mente de quem participou efetivamente.

Porém, a emoção- o motor do movimento- desaparece. Atualmente percebe-se uma tendência ao aumento do número de líderes, no entanto, a estrutura básica ainda se mantém. Hittler para perpetuar o nazismo utilizou esse método. A diferença era sua intenção de subjulgar a massa, portanto, utilizou também o método educativo e deu a ela o conhecimento necessário para que o sistema se perpetuasse. Fez não só aceitação, mas também concordância e defesa de sistema. O Imperialismo Americano também o faz. O grande efeito do método de ação é causar desordem imediata. Isso pode ser feito de várias formas, entre elas: panelaço, buzinaço, fechamento de ruas etc...

 

Método educativo:Atua através do mecanismo social de educação na qual o indivíduo é educado e alienado. A intensidade e tempo para esse método são exatamente o oposto do método da ação. A intensidade despendida no inicio é menor, porém é cumulativa e o tempo é mais longo. Quando a energia é liberada sai em grande quantidade e é bem possível de alcançar seu objetivo. Nesse momento tem tanto efeito quanto o método de ação e é mais duradouro, porém demora para ocorrer.

Sua mistura com o método de ação é quando o conhecimento é adquirido ao ponto de uma luta ser movida por ele. Não age por meio de desordem imediata, e sim por um longo período causando desordem em pequenos pontos que, ao final se juntam procurando alcançar seu objetivo. Como exemplo podemos citar grandes escritores ou descobridores de novos conhecimentos muitas vezes considerados loucos e perseguidos. Além de vir muito após a sua morte o reconhecimento. Respectivamente Michel Foulcault, Karl Marx e Galileu Galilei. Um preso em um hospício, outro era perseguido não importa em que país vivesse e o terceiro além de ser considerado louco, sempre foi perseguido e obteve seu reconhecimento após a morte.

O grande ponto desse método é o conhecimento chegar à massa, dando a ela uma fonte, motivo e motor mais duradouros para a luta, isto é, a educação. Se aproxima em algum momento da forma de atuação do primeiro, excetuando-se vir de uma fonte mais duradoura. Portanto, é por mais vezes lembrado por não depender somente da emoção- algo bastante dissipável-. Além de permitir a vigilância para que a mudança continue pela força do conhecimento que precedeu e colaborou com a mudança.

  Atualmente, para se atuar por ele é possível trabalhar com programas de televisão (incluindo todos os tipos de programas que passam), jornais, rádios, internet, enfim, tudo o que não cause desordem imediata e sirva para ensinar algo novo- educar. Os filmes, novelas, jornais (online, impressos, televisivos), internet e etc... nos ensinam muita coisa. O modelo de beleza, o corpo perfeito, o consumismo, a nossa moral como um todo é perpetuada por esses elementos e ajudamos a sua continuação o perpetuando. Assim é como o modelo capitalista Americano e Cuba se perpetuam, como um local isolado (políticamente falando), isto é, uma lha de poder.  Esses são os métodos clássicos dos Movimentos Socais. Eles não são nem bons nem ruins em termos de valor, o que define isso é para que são usados.

Lembrem-se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários.

Escrito por: Rafael Pisani

 


Tags deste artigo: movimento estudantil

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.