Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Crônicas do Motta
Tela cheia

Ano eleitoral, classe média e a "bolha imobiliária"

29 de Março de 2014, 20:07 , por carlos motta - 22 comentários | No one following this article yet.
Visualizado 71 vezes
Licenciado sob CC (by)
Casa

Uma conversa telefônica com um amigo dia desses me fez refletir sobre como a ignorância e a burrice são nefastas para o bem-estar das pessoas. 
No mundo de hoje, no qual a informação está facilmente disponível para qualquer um, é inadmissível que haja gente que acredite em tudo o que escuta, não seja capaz de somar um mais um e agir com base em conclusões próprias. 
O efeito manada infelizmente ainda prevalece. 
Mas voltando ao telefonema, esse meu amigo quis saber como estava a minha nova vida no interior:
- Tudo muito bom por enquanto - respondo.
- E o apartamento em São Paulo? - pergunta.
- Botei para vender, mas até agora, nada.
- É, o mercado está meio parado mesmo.
- Será que isso é verdade? - pergunto.
- É o que dizem. Ano de eleição é assim mesmo, as pessoas estão achando que os preços estão muito altos e vão cair no ano que vem e além disso há vários jornalistas falando que o Brasil vive uma bolha imobiliária que está para estourar - diz ele.
- E tem gente que acredita nisso? - replico. Eles acham que os preços vão cair se o governo mudar? E essa história de bolha, será possível que tenha gente que caia nesse conto do vigário?
- É, dizem que vai ser como nos Estados Unidos...
- Mas será possível que esse pessoal não perceba que hoje tem crédito imobiliário sobrando e que se a oposição vencer, esse crédito barato, com juros de 10% ao ano, 4% na verdade, se descontarmos a inflação, vai sair da Caixa e ficar com o Bradesco, o Itaú, o Santander, e aí as taxas vão disparar?
- É ano eleitoral, vai ser assim até a eleição - emenda esse amigo. 
O resto da conversa foi sobre trivialidades.
Depois de me despedir dele fiquei imaginando quantos brasileiros estão aproveitando as facilidades do crédito imobiliário para comprar seu primeiro imóvel por meio do Minha Casa, Minha Vida.
Me veio à cabeça que a maioria absoluta desse pessoal não está enquadrado nesse fenômeno da natureza chamado classe média, ou que está ingressando agora nela e ainda não está contaminada pelo seu modo de pensar e agir.
Se esse povo tivesse a cabeça da classe média é quase certo que estaria ouvindo os conselhos dos tais analistas que preveem o estouro da "bolha imobiliária", a queda generalizada dos preços se o governo atual perder a eleição, a repetição no Brasil do que houve nos Estados Unidos e alguns países europeus há poucos anos. 
E continuaria a morar em favelas, em cortiços, em sub-habitações, sob condições precaríssimas.
A sorte dessa gente é que eles não leem jornais ou revistas e, portanto, o fim do mundo ainda se encontra distante deles.
Já a educada, antenada, culta e sempre esperta classe média vai ficar esperando os preços dos imóveis desabar.
Como dizia Odorico Paraguaçu, o simpático herói-vilão de O Bem Amado, "a ignorância é que atravanca o progresso"...


Tags deste artigo: bradesco classe média itaú minha casa minha vida santander bolha imobiliária crédito imobiliário mercado imobiliário

22 comentários

  • 56425f5a1857cb2f1697d6d67498c761?only path=false&size=50&d=404Isabel(usuário não autenticado)
    30 de Março de 2014, 17:26

    Bolha imobiliária

    É amigo.... acho que está faltando a você sim um pouco mais de informação. Se você acompanhasse a economia do nosso país, de maneira séria e não amadora, sua opinião mudaria, com certeza. Existe bolha sim, isto é um fato e ela vai estourar. Aos ignorantes sim cabe não acreditar nisso.


  • Tn motta desenho minorMotta
    30 de Março de 2014, 17:47

    A bolha que nunca estoura

    É, amiga...Acho que está faltando a você um pouco mais de informação. Se você acompanhasse a economia do nosso país de maneira séria e não por meio de analistas do mercado financeiro, especuladores e afins, sua opinião mudaria, com certeza. Esse pessoal vem propagando essa história de bolha imobiliária há uns três anos, isso é um fato, e ela não vai estourar porque as condições da economia brasileira são completamente diferentes da dos Estados Unidos, da Espanha, da Grécia etc etc, países que sentiram na carne a crise econômica. Aos ignorantes resta acreditar em boatos e na contrainformação dos especuladores.


Enviar um comentário

Os campos realçados são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

Cancelar

Motta

0 comunidades

Nenhum(a)