Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Crônicas do Motta
Tela cheia

Jovens paulistanos rejeitam partidos políticos, sindicatos e a PM

25 de Setembro de 2014, 9:21 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 18 vezes
Segundo a pesquisa,49,82% dos jovens
paulistanos não confiam na PM
(Foto: Oswaldo Corneti/Fotos Públicas)
Anos e anos de demonização por parte dos meios de comunicação conseguiram incutir no brasileiro em geral e principalmente nos jovens a falsa ideia de que nenhum político presta, que os partidos são desnecessários e que a própria atividade política, essencial nos modernos regimes democráticos, é algo para ser evitado.
Amanhã, quinta-feira, 25 de setembro, a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP) vai apresentar os resultados da pesquisa O Jpvem e a Política na Cidade de São Paulo: Confiança e Participação nas Instituições, cujos resultados já eram previsíveis: uma grande descrença em organismos essenciais para o funcionamento adequado de nossa sociedade. 

O estudo foi feito pelo Núcleo de Pesquisa em Ciências Sociais da FESPSP, entre os dias 19 e 28 de agosto, em pontos de fluxo da capital paulista. Foram entrevistados 1.130 jovens com idade entre 15 e 29 anos, que dizem morar na cidade de São Paulo. O intervalo de confiança da pesquisa é de 95% e o erro amostral é de 3 pontos percentuais para cima e para baixo.
O levantamento apontou que, apesar de 41% dos jovens terem participado de alguma manifestação em São Paulo, o grau de confiança em instituições, como partidos, sindicatos, associações e a militância em movimentos políticos não ultrapassa 9%.
Os partidos e os políticos são os que mais provocam desconfiança da juventude, com 60,8% e 57,79%, respectivamente, de resposta Não Confio. Apesar disso, o percentual de entrevistados que Confiam Totalmente, Confiam e Confiam Parcialmente nas eleições totalizarem 66,11%. Algo semelhante ocorre em relação aos sindicatos onde 30,35% dos jovens afirmam não confiar. Já em relação aos movimentos sociais, apenas 10,35% dos jovens dizem não confiar.
Em relação às mídias, a desconfiança é maior em relação aos telejornais com 26,58% de respostas Não Confio contra 15,58% para a mesma resposta quando a mídia é o jornal impresso.
A confiança nos brasileiros e, em particular, nos paulistanos também foi pesquisada. A desconfiança atinge 20,00% e 17,43%, respectivamente. Já quando se fala nas instituições que devem preservar a segurança, como a Polícia Militar, a desconfiança é tão grande quanto em relação aos partidos e políticos, chegando à marca de 49,82%. Já quanto aos bombeiros, que em São Paulo, fazem parte da PM, apenas 2,92% dos jovens afirmam Não Confiar.
Para o Coordenador da pesquisa, Rodrigo Estramanho de Almeida, docente da FESPSP, os números em geral não o surpreenderam tanto, mas ajudam a dimensionar e a entender um pouco mais o que esses jovens esperam das instituições e o que fazer para aumentar a participação deles na vida política das cidades.
Fonte: http://cronicasdomotta.blogspot.com/2014/09/jovens-paulistanos-rejeitam-partidos.html

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    Motta

    0 comunidades

    Nenhum(a)