Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Crônicas do Motta
Tela cheia

Para acabar com Lula, Lava-Jato sacrifica o Brasil

24 de Novembro de 2015, 13:10 , por CRÔNICAS DO MOTTA - | No one following this article yet.
Visualizado 21 vezes
A prisão do pecuarista José Carlos Brumlai, que dizem ter proximidade com o ex-presidente Lula, mostra a quantas anda o sistema nervoso da plutocracia brasileira, a quem serve a turma da Lava-Jato, que determinou o encarceramento. 

Para esse pessoal, Lula tem de ser exterminado de qualquer maneira.

Eles sabem que o ex-presidente tem chances reais de voltar ao Palácio do Planalto em 2018 e que o projeto de defenestrar a presidenta Dilma Rousseff, por meio de um golpe "branco", ou seja, pelo seu impeachment, fracassou.

A única esperança de interromper o processo civilizatório do Brasil, que começou em 2003, com o primeiro governo Lula, é fazer com que o maior líder popular do país desde Getulio Vargas seja escorraçado da vida política.


Mas, para que isso ocorra, existem poucas opções: a sua eliminação física, sua prisão ou condenação por qualquer acusação, ou o banimento de seu partido, o PT, da disputa eleitoral.

Nenhuma dessas hipóteses pode ser descartada.

A atuação da turma da Lava-Jato - um juiz de primeira instância, procuradores do Ministério Público, delegados e policiais federais -, em conluio com a imprensa e meios de comunicação, sob as ordens da elite financeira, nacional e internacional, que deseja a volta do modelo Casa Grande e Senzala ao Brasil, é mais do que suficiente para mostrar do que esse pessoal é capaz.

Os processos da Lava-Jato, todos sabem, estão repletos de irregularidades.

Os métodos empregados pela sua turma são os mesmos de qualquer ditadura, qualquer "república de bananas".

E as consequências desse processo de intimidação são catastróficos para a nação: setores empresariais da maior importância simplesmente deixaram de funcionar, ocasionando demissões em massa e retração da atividade econômica.

Os indícios, depois da prisão desse "amigo" de Lula, são de que em breve a turma da Lava-Jato porá as suas garras no ex-presidente.

E, se isso ocorrer, é muito provável que o país entre numa espiral de descontrole social e econômico ainda maior.

Lula, queiram ou não seus inimigos, tem milhões de seguidores Brasil afora, muitas organizações que o consideram seu patrono e defensor, é, enfim, uma liderança incontestável.

Fora isso, é o brasileiro mais admirado mundialmente.

A turma da Lava-Jato sabe de tudo isso, mas age como se estivesse numa guerra em que todas as armas de destruição são liberadas.

Uma guerra na qual, para derrotar o inimigo, extermina-se, além dele, tudo ao seu redor.
Fonte: http://cronicasdomotta.blogspot.com/2015/11/para-acabar-com-lula-lava-jato.html

Motta

0 comunidades

Nenhum(a)