Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Segundo Clichê
Tela cheia

Fundo de Quintal, Moacyr Luz e Nelson Rufino reinauguram Bar Samba

23 de Janeiro de 2019, 17:31 , por segundo clichê - | No one following this article yet.
Visualizado 38 vezes

Com motivos de sobra para comemorar 15 anos, o Bar Samba anuncia para o dia 2 de fevereiro, das 13 horas até à 1 hora da manhã, a festa que vai marcar um novo capítulo de uma grande história, a reinauguração da casa, na Rua Fradique Coutinho, 1.007, no bairro da Vila Madalena. Durante 12 horas o palco do bar receberá grandes nomes do samba, entre eles, o grupo Fundo de Quintal.

Poucos lugares em São Paulo guardam ao mesmo tempo a história da cidade e do gênero musical mais popular do Brasil. O Bar Samba se tornou desde 2004 o destino de muita gente bamba e dos amantes de boa música e da boa comida de boteco. Entrar no bar é penetrar num pedacinho da memória de muitos personagens ilustres, que estão estampados em fotos, ilustrações, pavilhões de escolas de samba e instrumentos musicais. Além, de um painel gigante (13 metros, na foto) de caricaturas que eterniza figuras como Cartola, Candeia, Beth Carvalho e Zeca Pagodinho, entre outros.

Muitas destas personalidades brilharam ao vivo no comando das tradicionais rodas de samba da casa, como Luiz Carlos da Vila, João Nogueira, Almir Guineto, Jovelina Pérola Negra, Dona Ivone Lara e Wilson Moreira, que foram inseridos no painel nesta nova fase, junto com as caricaturas de personagens do cotidiano como o gari, o coletor de lixo, as baianas e as passistas.

O cardápio com as comidinhas de boteco oferece porções generosas de pastéis – misto carne, queijo e palmito (R$ 38,00 com 6 unidades); coxinha de frango (R$ 32,00 com 8 unidades); bolinhos de bacalhau (R$ 42,00 com 12 unidades);  filés na chapa – acompanha batatas cozidas, vinagrete, farofa e pão francês (R$ 89,00, picanha; R$ 68,00, frango ou calabresa); o  torresmo “melhor de São Paulo” (R$ 32,00), entre outros, e  manterá a deliciosa feijoada completa (R$ 89,00), servida aos sábados, durante a roda de samba. 

O dia 2 de fevereiro não foi escolhido à toa. Dia de Iemanjá, a deusa das águas salgadas, segundo a religiosidade afro-brasileira e divindade protetora dos pescadores, é também a protetora do Bar Samba. Nesta data, há 15 anos, os sócios devotos da rainha do mar iniciaram essa história.

Para marcar a data estão confirmados os shows de sambistas que fazem parte da história da casa e do samba. Os apresentadores da festa serão a jornalista Claudinha Alexandre e o ator Ailton Graça.

Programação

Fundo de Quintal – Com 40 anos de sucesso é, reconhecidamente, o grupo do gênero mais premiado e respeitado da história. No palco, Bira Presidente – que além de exímio pandeirista – é dono absoluto do samba no pé e junto com Sereno e Ubirany forma o trio pioneiro do Fundo de Quintal. Ademir Batera, o baterista sorriso, e ainda Marcio Alexandre e Junior Itaguaí, os dois novos integrantes.

Moacyr Luz - O carioca, comandante do Samba do Trabalhador, possui 12 CDs gravados. Na sua carreira de compositor, mais de 100 músicas gravadas por diferentes intérpretes da MPB, como, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Maria Bethânia, Nana Caymmi, Beth Carvalho, Leny Andrade, Gilberto Gil e Leila Pinheiro.

Nelson Rufino - Compositor requintado, suas melodias têm a levada baiana e suas letras encampam o universo carioca. Oriundo da Escola de Samba Filhos do Tororó, em 1965, compôs seu primeiro samba enredo "Portais da Bahia", com o qual a escola foi campeã. Sua primeira música gravada foi "Alerta mocidade", por Eliana Pittman, em 1970. Um ano depois, ganhou o primeiro festival de samba do Bloco Apaches do Tororó, com o samba "Blusão do ano passado". De lá pra cá, só sucessos. Suas músicas já foram interpretadas por Dominguinhos do Estácio, Grupo Batacotô, Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Jorge Aragão, entre outros.

Grupo Sambabar - O Grupo Sambabar leva o nome da casa, pois tem em seu DNA o que denomina-se “samba de raiz”. Caracteriza-se como um encontro de músicos do eixo Rio -São Paulo, com experiência em acompanhar grandes nomes do samba, como Beth Carvalho, Grupo Fundo de Quintal e Seu Jorge. É formado por Koke Vai Vai (violão 7 cordas), Marcio Vanderley (cavaquinho), Bruno Parada (violão), Rodrigo dos Reis (flauta), Thiago Silva (pandeiro), Paulinho Sampagode (percussão geral), Nene Brown (percussão), Nailson Motta (percussão surdo), Leandro Costa (cantor).

Serviço

Festa de reinauguração - Bar Samba
Dia: 2/2
Hora: das 13h à 01h
Endereço: Rua Fradique Coutinho, 1.007 - Vila Madalena
Atrações: Fundo de Quintal, Nelson Rufino, Moacyr Luz e Grupo Sambabar. 
Apresentação: Claudinha Alexandre e Ailton Graça
Televendas e Reservas de mesas: (11) 95341-0198
Telefone: (11) 3819-4619
Preços - Dia 2/2 - Entrada: 1º lote até 23/01 - R$ 50,00. 2º lote até 30/01 -  R$ 80,00. 3º lote até 02/02: R$ 100,00. Camarotes - esgotados. Mesas: R$ 100,00 (capacidade para 4 pessoas. Poucas unidades disponíveis).
Cartões: Todos (não aceitamos Ticket Restaurante, Sodexo, Ticket Alimentação)
Estacionamento: não tem valet.
Acessibilidade: Rampa, elevador e banheiros
Funcionamento:
Quarta-feira - das 19h à 01h
Quinta-feira - das 19h à 02h
Sexta-feira - das 19h às 03h
Sábado- 13h às 19h (Feijoada com Grupo Sambabar) e 21h às 03h (Samba Ao Vivo)
Entrada: quarta - R$ 20,00; quinta: R$ 20,00 mulher e R$ 25,00 homem; sexta e sábado - R$ 35,00.
Capacidade: 250 pessoas
Fonte: http://segundocliche.blogspot.com/2019/01/fundo-de-quintal-moacyr-luz-e-nelson.html

Motta

0 comunidades

Nenhum(a)