Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

Atletismo russo tem novo dirigente para moralizar desporto

16 de Janeiro de 2016, 16:23 , por Jornal Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado uma vez

Shlyakhtin foi eleito por unanimidade por mais de 100 autoridades da federação russa de Atletismo em conferência em Moscou

Por Redação, com agências internacionais – de Moscou e Bruxelas

O novo chefe do atletismo da Rússia, Dmitry Shlyakhtin, afirmou neste sábado que sua prioridade é garantir que os esportistas russos disputem a Olimpíada de 2016, no momento em que o esporte tenta lidar com o doping.

— Esse não é um momento fácil para a Rússia, não é um momento fácil para o atletismo. Ir aos Jogos Olímpicos é a ‘tarefa número um’ — disse Shlyakhtin, que foi eleito como novo presidente da Federação Russa de Atletismo.

Shlyakhtin tem como 'tarefa número um' levar o time de atletismo russo às Olimpíadas deste ano
Shlyakhtin tem como ‘tarefa número um’ levar o time de atletismo russo às Olimpíadas deste ano

A Rússia foi suspensa do atletismo no ano passado após alegações de doping patrocinado pelo Estado em um relatório da Agência Mundial Antidoping, dando início ao maior escândalo esportivo do país em várias décadas.

Shlyakhtin foi eleito por unanimidade por mais de 100 autoridades da federação russa em conferência em Moscou.

Futebol

O candidato à presidência da Fifa príncipe Ali Bin Al Hussein, da Jordânia, pediu à entidade mundial do futebol que investigue o acordo de sexta-feira assinado entre as confederações africana e asiática no caso de ele quebrar o código eleitoral.

O presidente da Confederação Asiática de Futebol, xeque Salman Bin Ebrahim Al Khalifa, e o chefe da Confederação Africana de Futebol, Issa Hayatou, assinaram o “acordo de cooperação” em Ruanda, pouco mais de um mês antes da eleição presidencial da Fifa em 26 de fevereiro.

O xeque Salman, o empresário e político sul-africano Tokyo Sexwale e o príncipe Ali estão entre os cinco candidatos na eleição, sendo que o jordaniano teme que acordos de voto tenham sido fechados entre as duas confederações, que terão um total combinado de 100 votos na votação com 209 membros.

“Eu sempre promovi entendimento entre regiões, entretanto, o momento desse memorando de entendimento parece uma tentativa gritante de produzir um voto em bloco”, disse o príncipe Ali em comunicado.


Fonte: http://www.correiodobrasil.com.br/atletismo-russo-tem-novo-dirigente-para-moralizar-desporto/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias