Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

Chuva: cidades serranas fluminenses permanecem em alerta

17 de Janeiro de 2016, 13:04 , por Jornal Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 51 vezes

A ocorrência mais grave da chuva da madrugada de sábado foi registrada na localidade de São Lourenço onde uma escola pública municipal e um posto de saúde foram destruídos

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A Prefeitura de Nova Friburgo, na região serrana fluminense, mantém o estado de alerta na cidade neste domingo. Segundo a Defesa Civil do município, três pessoas tiveram as casas interditadas e foram encaminhadas para os pontos de apoio e casas de parentes.

chuva
Caso volte a chover forte, a recomendação é para que os moradores em áreas de risco procurem locais seguros

A ocorrência mais grave da chuva da madrugada de sábado em Nova Friburgo foi registrada na localidade de São Lourenço, no distrito de Campo do Coelho, onde uma escola pública municipal e um posto de saúde foram destruídos após a queda de uma barreira. As demais ocorrências foram consideradas pela Defesa Civil da cidade como pontuais, como quedas de muros e de taludes em quintais.

Caso volte a chover forte, a recomendação é para que os moradores em áreas de risco procurem locais seguros, de preferência casas de parentes e amigos, recorrendo aos pontos de apoio apenas em situação extrema. A Defesa Civil de Nova Friburgo está com plantão 24 horas no telefone 199.

Em Petrópolis, também na região serrana, o prefeito Rubens Bomtempo e secretários municipais percorreram na manhã deste domingo as áreas atingidas pelas chuvas da noite de sexta-feira e da madrugada de ontem. De acordo com a prefeitura, desde a noite de sábado, a Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Petrópolis opera em estágio de atenção, devido à diminuição das chuvas no município. Na madrugada deste domingo não foram registradas ocorrências.


Fonte: http://www.correiodobrasil.com.br/chuva-cidades-serranas-fluminenses-permanecem-em-alerta/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias