Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

EUA: Irã classifica novas sanções de ilegítimas

18 de Janeiro de 2016, 10:23 , por Jornal Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 2 vezes

 

As novas medidas também foram aplicadas após a suspensão de sanções mais amplas relacionadas ao programa nuclear iraniano

Por Redação, com agências internacionais – de Dubai:

O Irã disse nesta segunda-feira que as novas proibições impostas pelos Estados Unidos ao programa de mísseis balísticos da República Islâmica são ilegítimas, e prometeu continuar a desenvolver meios militares convencionais de dissuasão.

Os EUA impuseram sanções sobre 11 companhias e indivíduos no domingo por envolvimento com o programa de mísseis balísticos do Irã, em uma medida que foi adiada por mais de duas semanas para não colocar em risco a libertação de presos norte-americanos pelas autoridades iranianas no fim de semana.

As novas medidas também foram aplicadas após a suspensão de sanções mais amplas relacionadas ao programa nuclear iraniano.

O Irã disse nesta segunda-feira que as novas proibições impostas pelos Estados Unidos ao programa de mísseis balísticos da República Islâmica são ilegítimas
O Irã disse nesta segunda-feira que as novas proibições impostas pelos Estados Unidos ao programa de mísseis balísticos da República Islâmica são ilegítimas

– A República Islâmica responderá a essas medidas provocadoras e propagandísticas ao buscar fortalecer seu programa legítimo de mísseis e desenvolver suas capacidades defensivas – disse o Ministério de Relações Exteriores do Irã em comunicado.

O Irã realizou um teste de mísseis balísticos em outubro, que a ONU disse ter representado uma violação a uma resolução que proíbe a República Islâmica de desenvolver mísseis capazes de transportar ogivas nucleares. O Irã insiste que o míssil foi projetado para transportar uma carga convencional.

Sanções

Um dia após revogar sanções relacionadas ao programa nuclear do país, EUA impõem restrições ligadas a programa de mísseis balísticos.

Um total de 11 entidades e indivíduos, incluindo seis cidadãos iranianos e um chinês, foram sancionados pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos por causa de seu envolvimento no teste de mísseis terra-terra Emad (Pillar), realizado pelo Irã em novembro, violando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

Segundo comunicado do Departamento do Tesouro, as sanções incluem a proibição de qualquer transação financeira e o congelamento de bens e propriedades nos Estados Unidos.

– Os Estados Unidos irão vigorosamente aplicar sanções contra atividades iranianas fora do Plano de Ação Conjunto, inclusive aquelas relacionadas ao apoio iraniano ao terrorismo, à desestabilização ragional, aos abusos de direitos humanos e ao programa de mísseis balísticos”, declara Adam J. Szubin, da Secretaria para Terrorismo e Inteligência Financeira dos EUA.

Em novembro, veículos de imprensa noticiaram que o Irã testou um míssil terra-terra Emad (Pillar) em novembro, violando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

No sábado, os EUA revogaram as sanções relacionadas ao programa nuclear iraniano após a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) verificar o cumprimento do acordo nuclear firmado em julho do ano passado.

 


Fonte: http://www.correiodobrasil.com.br/eua-ira-classifica-novas-sancoes-de-ilegitimas/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias