Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Bolsonaro desperdiça R$ 240 milhões em remédios

14 de Setembro de 2021, 10:07 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 29 vezes

 

De acordo com o jornal, “com a quantia desperdiçada seria possível comprar 4,5 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19. Perderam-se 820 mil canetas de insulina e 12 milhões de doses de vacina contra gripe, hepatite B e varicela, por exemplo.

Por Altamiro Borges – de São Paulo

Na semana passada, a Folha de S.Paulo revelou que o governo federal deixou expirar o prazo de validade de um estoque de remédios avaliado em R$ 240 milhões. Marcelo Queiroga, já batizado de “Quedroga”, o quarto ministro da Saúde do “capetão” Bolsonaro, será responsabilizado por mais este crime contra a vida dos brasileiros e contra os cofres públicos?

Marcelo Queiroga, já batizado de “Quedroga”, o quarto ministro da Saúde do “capetão” Bolsonaro, será responsabilizado por mais este crime contra a vida dos brasileiros

De acordo com o jornal, “com a quantia desperdiçada seria possível comprar 4,5 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a covid-19. Perderam-se 820 mil canetas de insulina e 12 milhões de doses de vacina contra gripe, hepatite B e varicela, por exemplo. Os demais remédios aliviariam pacientes com hepatite C, câncer, Parkinson, Alzheimer, tuberculose, doenças raras, esquizofrenia, artrite reumatoide e problemas renais”.

Ainda segundo a matéria, “os 3,7 milhões de itens na central logística em Guarulhos (SP) serão agora incinerados, embora muitos deles faltem em unidades básicas de saúde do país. Só em medicamentos de alto custo adquiridos pelo SUS por ordens da Justiça, R$ 32 milhões virarão fumaça”.

“Quedroga”

Em editorial, o jornal até pega leva com o “Quedroga”, o doutor oportunista, que tentou fugir de suas responsabilidades em recente audiência pública. “Com menos de seis meses no Ministério da Saúde e três antecessores no mesmo governo, Marcelo Queiroga sem dúvida enfrenta problemas para se explicar diante dos múltiplos fiascos da pasta, e o caso dos medicamentos vencidos é só o mais recente deles”.

Mas dados obtidos pela Folha comprovam que a maioria dos produtos agora descartados teve as datas de validade ultrapassadas já no governo Bolsonaro. “Tal desastre não chega a surpreender, pois o presidente tem feito de tudo para tumultuar o ministério, trocando sucessivamente de ministro na pior emergência sanitária enfrentada pelo país”. O “capetão” negacionista e seu ministro “Quedroga” são culpados por mais esse crime!

 

Altamiro Borges, é jornalista.

As opiniões aqui expostas não representam necessariamente a opinião do Correio do Brasil


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/bolsonaro-desperdica-240-milhoes-remedios/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias