Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Chuva no Rio em um dia supera média do mês

23 de Setembro de 2020, 14:18 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 14 vezes

O acumulado de chuva na cidade do Rio de Janeiro, das 18h de segunda às 6h desta quarta-feira, chegou a 114,3 milímetros (mm), 57% a mais do que a média para todo o mês de setembro, que é de 72,5 mm.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O acumulado de chuva na cidade do Rio de Janeiro, das 18h de segunda às 6h desta quarta-feira, chegou a 114,3 milímetros (mm), 57% a mais do que a média para todo o mês de setembro, que é de 72,5 mm.

Solo está encharcado em diversas encostas e cuidado deve ser mantidoSolo está encharcado em diversas encostas e cuidado deve ser mantido

De acordo com o sistema Alerta Rio, os maiores índices pluviométricos foram registrados no Recreio dos Bandeirantes, na Grota Funda, na Avenida Brasil/Mendanha, na Barra/Barrinha e no Alto da Boa Vista.

Segundo a prefeitura, a cidade recuou do Estágio de Atenção para o de Mobilização às 8h e as sirenes do sistema Alerta Rio, ligadas em 17 comunidades, foram desligadas. A prefeitura alerta, entretanto, que o solo ainda está encharcado em diversas encostas e os cuidados devem ser mantidos.

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informa que não há previsão de chuva forte para hoje, mas a cidade ainda registra algumas ocorrências relacionadas ao temporal de ontem. Há alagamentos no Jardim Maravilha, em Campo Grande, na Estrada do Rio Morto, em Vargem Grande, e no Muzema, em Rio das Pedras; queda de árvore na Estrada da Pedra Bonita e deslizamento na Estrada da Gávea Pequena.

Desabamento de estrutura

Desde as 21h de segunda-feira, a Defesa Civil municipal registrou 107 chamados. Foram 41 ocorrências por ameaça de desabamento de estrutura, 32 para imóveis com rachadura e infiltração e 23 por ameaça de deslizamento de encosta. Os bairros com mais chamados foram a Tijuca, Campo Grande, Itanhangá, Vidigal, Alto da Boa Vista, São Cristóvão, Santa Teresa, Bangu, Todos os Santos, Freguesia, Guaratiba, Vargem Grande e Bangu.

O órgão fez 13 interdições, sendo 11 na região do Alto da Boa Vista, uma no Rio Comprido e uma na comunidade do Faz Quem Quer, em Rocha Miranda.

A Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) atuou para desfazer 43 bolsões d`água em diferentes pontos da cidade e limpou 606 caixas de ralos de escoamento das águas pluviais. Foi registra a queda de 40 árvores e a ressaca no mar levou lixo à praia no Leblon.

O Rio Morto transbordou em Vargem Grande, causando a interdição da Estrada Alceu de Carvalho.

Estágio de atenção

O município do Rio de Janeiro permanece em estágio de atenção na manhã desta quarta-feira, por conta da forte chuva que atinge a cidade desde a noite de segunda. O estágio é o terceiro em uma escala de cinco e significa que ocorrências impactam na rotina da população. O Rio entrou em estágio de atenção às 8h15 de ontem.

Segundo o radar meteorológico do Centro de Operações da Prefeitura (COR), agora pela manhã não há previsão de chuva forte, mas pode ocorrer chuva fraca a moderada isolada nas próximas horas.

Houve rajadas de vento forte ontem, que chegaram a 70,4 quilômetros por hora (km/h) no Aeroporto Santos Dumont e a 64,4 km/h no Forte de Copacabana, às 12h de ontem. Às 11h os ventos chegaram a 55,6 km/h na Base Aérea de Santa Cruz e a 59,3 km/h na Base Aérea do Campo dos Afonsos.

De acordo com o COR, nesta manhã ainda havia bolsões de água na Estrada do Itanhangá e na Estrada de Jacarepaguá. Houve, ainda, alagamento na Estrada Vereador Alceu de Carvalho e no Jardim Maravilha e lâmina d’água na Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul da cidade.

Queda de árvores

Ao todo, foram registradas desde a noite de segunda-feira 39 ocorrências relacionadas à chuva, sendo 27 bolsões d’água em vias e 14 quedas de árvore. Uma árvore caiu na Estrada da Pedra Bonita, no Alto da Boa Vista.

Um deslizamento na Estrada da Gávea Pequena deixou a pista interditada. As sirenes do sistema Alerta Rio foram acionadas em 17 comunidades, sendo desligadas às 7h10 de hoje. Os locais que passaram por risco foram a Rocinha, Formiga, Sitio Pai João, Guararapes, Salgueiro, Sumaré, Borel, Santa Marta, Ladeira dos Tabajaras, Cabritos, Escondidinho, Prazeres, Vila Elza, Babilônia, Chapéu Mangueira, Cantagalo e Pavão-Pavãozinho.

A Marinha prorrogou o aviso de ressaca para o litoral do Rio até as 21h de hoje. O alerta é para a ocorrência de ondas de até 3 metros de altura.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/chuva-rio-dia-supera-media/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias