Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Ciro Gomes estaria prestes a renunciar à sua campanha, dizem analistas

30 de Novembro de 2021, 15:38 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 16 vezes

“Eu pensaria com muito carinho em retirar a candidatura para presidente. De certa maneira, o Ciro já está fazendo isso, ele diminuiu muito os ataques que ele vinha fazendo nas redes sociais. Ele terá que gastar muito dinheiro, porque só militância não carrega o Ciro Gomes, ele não consegue retirar votos da direita”, afirma Rudá Ricci.

Por Redação – de São Paulo

A pré-campanha de Ciro Gomes (PDT) foi a mais impactada, de acordo com as pesquisas eleitorais da última semana, com a entrada do ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) na corrida eleitoral à Presidência da República de 2022. Foi o que disseram cientistas políticos ao site de notícias Brasil de Fato (BdF). Eles acreditam que o cearense já cogita abandonar a candidatura e pode ser pressionado por isso.

Candidato do PDT, Ciro Gomes foi poupado pela chapa petista e ainda recebeu um afago de Manuela D'ÁvilaPré-candidato do PDT, Ciro Gomes avalia se terá condições de concorrer à Presidência, em 2022

— Eu pensaria com muito carinho em retirar a candidatura para presidente. De certa maneira, o Ciro já está fazendo isso, ele diminuiu muito os ataques que ele vinha fazendo nas redes sociais. Ele terá que gastar muito dinheiro, porque só militância não carrega o Ciro Gomes, ele não consegue retirar votos da direita e extrema-direita e não mexe no eleitorado do Lula. Ele está emparedado. A melhor possibilidade para o Ciro é o Senado ou o governo do Ceará — pondera o cientista político Rudá Ricci, que acredita numa “reconversão de apoio ao Lula, o que será inevitável no segundo turno”.

Para Cláudio André de Souza, cientista político e professor da UNILAB Ciro Gomes está numa situação muito difícil.

— Ele precisará buscar seu eleitorado entre os indecisos. Quando batia em lula e Bolsonaro, buscava um eleitor que ainda mantinha um voto incerto. O grande problema é que ele precisará bater em Moro, mas também precisará dialogar intensamente como um candidato que tenha chance de chegar no segundo turno e isso é difícil. Não será uma surpresa se começar a especulação de Ciro retirando a candidatura, para sair ao Senado, o cenário é muito difícil para ele — afirmou.

Cenários

Há o consenso, ainda, entre os analistas de que Moro não conseguirá penetração no eleitorado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pouca incidência entre os o que devem escolher o presidente Jair Bolsonaro (PL).

— Esses dois possuem eleitores convictos. Observem que Bolsonaro nas pesquisas, na pergunta espontânea, pontua muito bem, seus eleitores são convictos. A dificuldade de Moro é que ele encontrará ao lado de Bolsonaro, eleitores e eleitoras decididos sobre seus votos. Moro precisará dialogar com esses 20% a 30% de eleitores que buscam um voto ainda — concluiu Souza.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/ciro-gomes-estaria-prestes-renunciar-campanha-dizem-analistas/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias