Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Código de Defesa do Consumidor completa 31 anos

13 de Setembro de 2021, 14:29 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 21 vezes

A ideia é intensificar o trabalho realizado pelo órgão, para que os estabelecimentos recebam informações adequadas e melhorem os serviços prestados aos clientes. Na ação, também foram distribuídos mil exemplares do Código de Defesa do Consumidor para quem circulava nos locais.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Para marcar os 31 anos do Código de Defesa do Consumidor, comemorados no sábado, o Procon Carioca está programando uma série de fiscalizações e ações educativas para orientar comerciantes sobre seus deveres e alertar a população para a necessidade de todos ficarem atentos aos seus direitos.

Procon Carioca intensifica ações educativas e de fiscalização na cidade

A ideia é intensificar o trabalho realizado pelo órgão, para que os estabelecimentos recebam informações adequadas e melhorem os serviços prestados aos clientes.

Dentro da programação de aniversário do código, equipes do Procon Carioca, órgão vinculado à Secretaria Especial de Cidadania, estiveram na semana passada nos calçadões de Campo Grande, Bangu e Realengo, na Zona Oeste, para uma fiscalização educativa. Na ação, também foram distribuídos mil exemplares do Código de Defesa do Consumidor para quem circulava nos locais.

Durante as fiscalizações, os agentes do Procon Carioca ficam disponíveis para tirar dúvidas da população e dar orientações sobre os seus direitos. Em caso de dúvidas ou reclamações, o cidadão deve entrar em contato pelo site www.rio.rj.gov.br/web/proconcarioca, pela plataforma digital www.consumidor.gov.br ou por um dos canais de atendimento da Central 1746.

Favela Com Dignidade

De vacina contra gripe e Covid a plantio de árvores. A ação de inclusão social da Prefeitura, por meio do programa Favela com Dignidade, coordenado pela Secretaria de Ação Comunitária, mobilizou no sábado mais de 100 servidores que atuaram com o mesmo objetivo: melhorar a vida da população mais vulnerável. Dessa vez, na Vila Sapê, em Jacarepaguá.

Entre os 1.491 atendimentos aos moradores realizados na ação, os mais procurados foram: cadastramento de empregos, capacitação de jovens, orientação para tirar carteira de trabalho digital, gratuidade para fazer documentos como RG e Certidão de Nascimento, atendimento à mulher e inscrição no Cadastro Único – que inclui o Bolsa Família.

A ação em conjunto de secretarias e órgãos públicos municipais contou com a parceria da Fundação Leão XIII e da associação civil, sem fins lucrativos, Centro de Integração Empresa Escola (CIEE). Outra novidade levada diretamente à comunidade foi a vacina contra a Covid-19 e o plantio de árvores na localidade.

Auxiliada pela Fundação Parques e Jardins, a secretária de Ação Comunitária, Marli Peçanha, e crianças da comunidade plantaram mudas de palmeiras e de escumilhas, na Praça da Expansão, onde se encontram a creche “Amiguinhos da Vila Sapê” e a quadra poliesportiva. A Fundação reafirmou o projeto Favela Jardim a ser levado, em conjunto com a Ação Comunitária, a favelas e comunidades cariocas. A ideia é introduzir o verde por meio de jardins verticais, telhado verde e arborização de praças.  Uma ação que vai contar com a participação dos moradores.

– O Favela com Dignidade tem como missão mudar a vida das pessoas para melhor. Morador de favela não pode e não será invisível aos olhos do poder público e da sociedade.  A Prefeitura traz para dentro da comunidade seus principais serviços. Integração é a nossa linha de trabalho. Não existe o bloco do eu sozinho – afirmou a secretária de Ação Comunitária, Marli Peçanha.

Verônica Gaudino, de 35 anos, moradora da Vila Sapê, elogiou a ação da Prefeitura ao ressaltar que nem sempre se pode ir a cada secretaria de uma única vez, e que, na maioria das vezes, o cidadão não conhece os seus direitos.

– Hoje consegui na Educação inscrever meu filho de três anos para uma vaga na creche, fui na tenda da Saúde e me vacinei contra a gripe, o que não tinha feito ainda, e fiz o cadastro para o Bolsa Família na Secretaria de Assistência Social. Esse trabalho é importantíssimo para nós, moradores de comunidade, muita vezes desassistidos pelo poder público – afirmou.

Já Ana Cecília Andrade, de 21 anos, moradora da comunidade vizinha, Campo do Quinze, recorreu ao Favela Com Dignidade para buscar uma vaga de emprego. Auxiliar de Limpeza, ela está desempregada.

– Essa ação da Prefeitura é uma oportunidade que temos de voltar a ativa – afirmou.

O grupo de lutadores Jiujiteiros do Bem, capitaneados pelo mestre Max, fez uma apresentação de defesa pessoal e apresentou ao público Luiz Guilherme. Nascido na Vila Sapê, Guilherme, de 13 anos, é campeão brasileiro de jiu-jitsu, faixa branca.

A secretaria de Conservação desobstruiu 15 bueiros, trocou tampas  e realizou obras de recapeamento e tapa buracos em sete localidades. A CET-Rio instalou 12 placas de sinalização.

Participaram do evento os secretários de Assistência Social, Laura Carneiro; Cidadania, Renato Moura; Conservação, Anna Laura Secco; Esportes, Guilherme Schleder; Políticas e Promoção da Mulher, Joyce Trindade; Trabalho e Renda, Sérgio Felippe. A subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, e o vereador Márcio Ribeiro também estiveram presentes.

 

 


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/codigo-defesa-consumidor-completa-31-anos/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias