Go to the content

Correio do Brasil

Go back to CdB
Full screen Suggest an article

Crianças têm chances 44% menores de contrair coronavírus em comparação a adultos

Settembre 28, 2020 14:18 , by Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Viewed 18 times

Crianças têm probabilidade 44% menor de contrair covid-19 do que os adultos, de acordo com uma análise liderada pelo presidente da Royal College of Paediatrics and Child Health, do Reino Unido.

Por Redação, com Reuters – de Londres

Crianças têm probabilidade 44% menor de contrair covid-19 do que os adultos, de acordo com uma análise liderada pelo presidente da Royal College of Paediatrics and Child Health, do Reino Unido.

Mulher acompanha crianças na UcrâniaMulher acompanha crianças na Ucrânia

“Nesta revisão sistemática e meta-análise, incluindo 32 estudos, crianças e adolescentes abaixo de 20 anos tiveram 44% menos chances de infecção secundária com SARS-CoV-2 em comparação com adultos de 20 anos ou mais”, mostrou a análise.

“Há evidências preliminares de que aqueles com menos de 10 a 14 anos têm menor suscetibilidade à infecção por SARS-CoV-2 do que adultos, com adolescentes parecendo ter suscetibilidade semelhante à dos adultos.”

A análise foi liderada por Russell Viner, presidente da Royal College of Paediatrics and Child Health.

Estudantes do Reino Unido

O governo britânico quer que os estudantes universitários possam voltar para casa no Natal, disse o ministro da Cultura Oliver Dowden no domingo, em meio a preocupações de que novas restrições à movimentação sejam necessárias para conter o número crescente de casos de coronavírus.

Surtos forçaram algumas instituições a pedir aos alunos,  muitos dos quais estão longe de casa e pagando milhares de libras em taxas por acomodação e ensino, que se isolassem em seus quartos e acompanhassem as aulas online.

O ministro da Saúde, Matt Hancock, disse na quinta-feira que não poderia descartar ter que pedir aos estudantes para que fiquem no campus durante o Natal como forma de evitar que o vírus se espalhe.

– Eu quero muito que os alunos possam voltar para casa no Natal – disse Dowden à Sky News.

– Faltam três meses para o Natal. Anunciamos uma série de medidas. Estamos constantemente mantendo essa situação sob análise.

O governo enfrenta a inquietação de alguns de seus próprios congressistas, que pressionam para que o parlamento tenha mais voz sobre as restrições relacionadas à covid-19, inclusive por meio de uma emenda apresentada pelos proeminentes congressistas Graham Brady e Steve Baker.

O Partido Trabalhista, de oposição, indicou que poderia apoiar tal movimento.

Novas medidas locais de “lockdown” devem entrar em vigor em partes do País de Gales na noite de segunda-feira, disse o primeiro-ministro Mark Drakeford, na sequência de restrições adicionais que estão sendo decretadas na capital Cardiff na noite de domingo.

Enquanto o governo de Londres tenta evitar um novo “lockdown” nacional, milhões de britânicos vivem sob regras mais rígidas destinadas a limitar atividades que possam gerar contato entre diferentes famílias.

OMS

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, prometeu no sábado um aumento de 30% no financiamento para a Organização Mundial da Saúde, ao mesmo tempo em que pedirá reformas ao órgão global de saúde e uma retomada da cooperação transfronteiriça para acabar com “desavenças desagradáveis”.

Em discurso gravado para a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas, Johnson dirá que a pandemia de covid-19 aumentou as barreiras ao comércio.

Ele também apresentará um plano de cinco pontos para melhorar a resposta internacional a futuras pandemias.

– Após nove meses lutando contra a covid-19, a própria noção de comunidade internacional parece esfarrapada – disse ele, segundo trechos antecipados por seu gabinete.

– A menos que nos unamos e voltemos nosso fogo contra nosso inimigo comum, sabemos que todos perderão. Agora é a hora, portanto … para a humanidade cruzar as fronteiras e reparar essas ‘desavenças desagradáveis’.

O plano do premiê inclui uma rede global de centros de pesquisa, mais capacidade de fabricação de vacinas e um acordo para reduzir as tarifas de exportação impostas no início da pandemia de covid-19.

Johnson também anunciará 340 milhões de libras (US$ 433,23 milhões) em financiamento para a OMS ao longo de quatro anos, um aumento de 30% em relação ao compromisso anterior.


Source: https://www.correiodobrasil.com.br/chances-menores-contrair-coronavirus/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias