Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Endividamento do governo cresce em relação ao PIB

26 de Fevereiro de 2021, 16:58 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 15 vezes

A dívida registra crescimento expressivo, mensalmente, desde o início da pandemia, mas já vinha em trajetória de alta antes da crise. Depois da chegada do vírus ao país, o governo teve de gastar mais em programas emergenciais, como o auxílio emergencial e linhas de crédito para empresas.

Por Redação – de Brasília

Embora tenha interrompido a concessão do auxílio emergencial em dezembro do ano passado, a dívida pública ainda sofre impacto da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. O endividamento do governo cresceu 0,5 ponto percentual em janeiro em relação ao mês anterior e alcançou 89,7% do Produto Interno Bruto (PIB).

As nuvens carregadas de uma tempestade perfeita na economia brasileira continuam se aproximando do Banco CentralAs nuvens carregadas de uma tempestade perfeita na economia brasileira continuam se aproximando do Banco Central

Os dados constam de relatório divulgado nesta sexta-feira pelo Banco Central (BC). Trata-se do maior percentual da série histórica, iniciada em dezembro de 2006. Ao todo, a dívida bruta soma R$ 6,67 trilhões.

Longo prazo

A dívida registra crescimento expressivo, mensalmente, desde o início da pandemia, mas já vinha em trajetória de alta antes da crise. Depois da chegada do vírus ao país, o governo teve de gastar mais em programas emergenciais, como o auxílio emergencial e linhas de crédito para empresas.

— A dívida bruta não responde imediatamente a resultados positivos no mês (superávits fiscais) porque ela é influenciada por emissões líquidas de títulos para seu financiamento. Essas emissões têm cronograma ou são feitas quando há oportunidade, com condições favoráveis, para formar um colchão de liquidez. Claro que no longo prazo sucessivos superávits resultam em resgates e diminuem a dívida — resumiu o chefe do departamento de estatísticas do BC, Fernando Rocha, em entrevista a jornalistas.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/endividamento-governo-cresce-relacao-pib/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias