Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Estados Unidos planejam realizar vários ataques cibernéticos à Rússia, revela NYT

8 de Março de 2021, 9:28 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 178 vezes

 

Nas próximas semanas, os EUA planejam realizar vários ciberataques contra redes governamentais da Rússia, em resposta ao suposto envolvimento de Moscou no recente ataque de hackers por meio da empresa SolarWinds, escreve The New York Times.

Por Redação, com Sputnik – de Washington

Nas próximas semanas, os EUA planejam realizar vários ciberataques contra redes governamentais da Rússia, em resposta ao suposto envolvimento de Moscou no recente ataque de hackers por meio da empresa SolarWinds, escreve The New York Times.

EUA planejam realizar nas próximas semanas vários ataques cibernéticos à Rússia, revela NYT

Durante as próximas três semanas, as autoridades dos EUA vão conduzir vários ataques cibernéticos à Rússia em resposta a um ataque de hackers massivo que teve como alvo as redes do governo norte-americano descoberto no final de 2020.

Segundo fontes anônimas citadas pelo jornal, os planejados ataques cibernéticos dos EUA serão “secretos” e “imperceptíveis” para o resto do mundo, mas “evidentes para inteligência russa, forças militares e o presidente Vladimir Putin”.

A administração Biden

Além disso, a administração Biden prevê a imposição de novas sanções econômicas à Rússia, bem como o fortalecimento das redes informáticas do governo dos EUA.

O governo dos Estados Unidos confirmou, no dia 13 de dezembro, que suas redes de computadores foram alvos de um ataque cibernético em grande escala via software da SolarWinds, uma empresa de monitoramento de redes que fornece serviços para várias agências governamentais e militares dos EUA.

Por sua vez, o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, declarou que a Rússia não tem qualquer relação com o incidente.

China

Funcionários anônimos disseram à mídia que diversas agências, incluindo a CIA, estão criando uma força-tarefa conjunta para avaliar o efeito do recente ataque à Microsoft e contrariar futuros ciberataques contra os EUA.

A administração Biden está formando uma força-tarefa para lidar com o recente ataque de hackers à Microsoft, que afetou cerca de 30 mil clientes nos EUA e outros 250 mil em todo o mundo, comunicou neste domingo a emissora CNN citando um funcionário anônimo dos EUA.

A fonte alegou que a Casa Branca está empreendendo “toda uma resposta do governo para enfrentar e avaliar o impacto” do ciberataque, que a Microsoft alega ter sido conduzido por hackers chineses.

– A Agência de Segurança e Cibersegurança de Infraestrutura (CISA, na sigla em inglês) emitiu uma diretiva de emergência para as agências e agora estamos trabalhando com nossos parceiros e analisando de perto os próximos passos que precisamos dar – revelou o funcionário, mencionando também o envolvimento do Grupo de Coordenação Unificado (UCG, na sigla em inglês), lançado pelo Conselho Nacional de Segurança, o Departamento Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês), e outras organizações.

Operadores de rede

– Esta é uma ameaça ativa, ainda em desenvolvimento, e pedimos aos operadores de rede que a levem muito a sério – afirmou.

Outra fonte anônima teria dito à CNN que a Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) também tem um papel na resposta ao ciberataque, observando que o evento “tem o potencial de afetar simultaneamente organizações que são críticas para a vida cotidiana nos EUA”.

Na última terça-feira a Microsoft acusou um grupo de hackers baseado na China, conhecido como Hafnium, de atacar seu aplicativo de e-mail Exchange Server. Ainda não houve nenhuma declaração oficial sobre o assunto por parte de Pequim.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/estados-unidos-planejam-realizar-varios-ataques-ciberneticos-russia-revela-nyt/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias