Go to the content

Correio do Brasil

Go back to CdB
Full screen Suggest an article

EUA alertam europeus contra exclusão em projetos de defesa

Maggio 15, 2019 15:06 , by Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Viewed 28 times

Washington teme que novos projetos impliquem menor participação de empresas norte-americanas no setor europeu de defesa e ameaça retaliar. UE afirma que preocupações são infundadas.

Por Redação, com DW – de Washington

Os Estados Unidos denunciaram a existência de “cápsulas venenosas”, embutidas em propostas de projetos para a cooperação europeia no setor de defesa, que poderiam eliminar a participação de países aliados.

Preocupações norte-americanas envolvem o Fundo Europeu de Defesa (FED), dotado de 13 bilhões de euros

Os Estados Unidos destacaram esse ponto numa carta à chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini, tornada pública na terça-feira, e advertiram que poderá haver retaliações.

Mogherini afirmou que esses temores são infundados. “Na verdade, a UE é muito mais aberta [para as empresas norte-americanas] do que o mercado de defesa norte-americano é para as empresas da União Europeia”, declarou Mogherini em Bruxelas, depois de uma reunião com ministros da Defesa dos países-membros.

– Na UE não existe uma lei ‘compre apenas europeu’, e 81% dos contratos internacionais vão para empresas dos Estados Unidos.

As preocupações norte-americanas envolvem o Fundo Europeu de Defesa (FED), dotado de 13 bilhões de euros ao longo de sete anos e aprovado em abril pelo Parlamento Europeu, e o pacto de defesa Cooperação Estruturada Permanente (Pesco), que prevê a cooperação entre países europeus em projetos para desenvolver novos equipamentos militares, como caças e drones, e em sistemas de apoio, como hospitais militares e centros de treinamento.

A ministra alemã da Defesa, Ursula von der Leyen, disse que os europeus apenas estão fazendo aquilo que os norte-americanos pedem há anos: melhorando seus recursos de defesa. O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, apoiou o pacto, desde que ele não leve a redundâncias.

Mas os EUA se mostraram preocupados. “O projeto de regulamentação do FED e as condições-gerais do Pesco representam uma virada dramática nas últimas três décadas de crescente integração do setor de defesa transatlântico”, escreveram a vice-secretária da Defesa dos EUA, Ellen Lord, e a negociadora norte-americana de controle de armas, Andrea Thompson, na carta a Mogherini, datada de 1º de maio.

Mogherini se encontrou com ministros da Defesa da UE nesta terça-feira para debater formas de participação de países de fora da UE, como os Estados Unidos, a Noruega e, em breve, o Reino Unido, nos projetos de defesa do bloco.

Os ministros anunciaram que responderão à carta em breve para “eliminar preocupações desnecessárias”. Diplomatas europeus disseram que a carta, no seu tom e conteúdo, foi mal recebida pela UE. Ela foi entregue pelo embaixador dos Estados Unidos na União Europeia, Gordon Sondland, que se dirigiu à chefe da diplomacia chamando-a informalmente de “Federica” e exigiu uma resposta até 10 de junho.

Segundo o Instituto Internacional de Pesquisas sobre a Paz (Sipri), de Estocolmo, os Estados Unidos são o maior exportador de armas do mundo, com uma participação de 36% no mercado mundial, seguidos pela Rússia, França e Alemanha.

França e Alemanha planejam desenvolver um caça europeu no âmbito de um projeto para obter maior “autonomia estratégica” e encerrar a dependência histórica dos EUA para garantir a segurança regional.

Dentro da UE, um grupo liderado pela França quer regras rígidas para a participação externa em projetos europeus de defesa, com o objetivo de obter “autonomia estratégica” no setor. Já um grupo liderado pela Holanda e Suécia defende uma abordagem mais inclusiva.

 


Source: https://www.correiodobrasil.com.br/eua-alertam-europeus-exclusao-projetos-defesa/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias