Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Flávio Bolsonaro nega, mas inquérito revela que Queiroz depositou na conta da mulher dele

10 de Agosto de 2020, 15:59 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 14 vezes

“Não sei a origem do dinheiro. Mas dá uma checada direitinho que eu tenho quase certeza que não deve ter nada a ver com Queiroz. Queiroz nunca depositou dinheiro na conta da minha esposa, pelo que eu saiba”, disse Flávio Bolsonaro em depoimento ao MP-RJ no último dia 7 de julho, no inquérito que apura o esquema de ‘rachadinha’.

Por Redação – do Rio de Janeiro

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) afirmou, em depoimento ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPE-RJ), desconhecer que o ex-assessor Fabricio Queiroz tenha feito qualquer depósito na conta da sua mulher, Fernanda Bolsonaro, em agosto de 2011. Dados do MPE-RJ, todavia, revelam que Queiroz depositou R$ 25 mi em dinheiro na conta bancária da mulher dele.

Fernanda e o marido, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foram citados no escândalo da 'rachadinha'Fernanda e o marido, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foram citados no escândalo da ‘rachadinha’

“Não sei a origem do dinheiro. Mas dá uma checada direitinho que eu tenho quase certeza que não deve ter nada a ver com Queiroz. Queiroz nunca depositou dinheiro na conta da minha esposa, pelo que eu saiba”, disse Flávio Bolsonaro em depoimento ao MP-RJ no último dia 7 de julho, no âmbito do inquérito que apura a existência de um esquema de ‘rachadinha’ na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O documento foi vazado para a mídia conservadora, nesta segunda-feira.

Empréstimo

No pedido de prisão preventiva de Fabricio Queiroz, os promotores já dispunham de provas suficientes sobre o pagamento de contas do parlamentar por seu assessor, à época, entre elas as mensalidades da escola das netas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O MP também investiga o pagamento de 114 boletos bancários referentes a outras mensalidades escolares e do plano de saúde cujos valores – no total de R$ 261,6 mil – não saíram das contas do então deputado ou da mulher.

Flávio Bolsonaro chegou a admitir aos promotores que usou R$ 86,7 mil em espécie na compra de 12 salas comerciais em um centro comercial do Rio, em 2008. O dinheiro teria sido um empréstimo feito por Jair Bolsonaro e por um irmão, que não foi identificado. O valor, segundo ele, também teria sido quitado em espécie.

Não bastassem as suspeitas de desvio de verbas públicas e formação de quadrilha, no esquema da ‘rachadinha’ — em que ficava com parte dos salários dos servidores de seu gabinete, na Alerj —, o primogênito do mandatário neofascista também aparece envolvido com a milícia armada que atua na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ainda no depoimento ao MPE-RJ, Flávio Bolsonaro confirmou sua proximidade com o miliciano Adriano da Nóbrega, ex-capitão do Bope morto na Bahia no dia 9 de fevereiro e um dos suspeitos pelo assassinato da vereadora Marielle Franco.

Milícia

Nóbrega foi seu instrutor de tiro.

“Conheci Adriano dentro do Bope, ele me dando instrução de tiro. (Conheci) Por intermédio do Queiroz, que serviu com ele no batalhão, não sei qual. Sempre fui um parlamentar que gostei de conhecer os policiais que iam para o combate, do dia a dia da rua, para o trabalho mais arriscado”, admitiu Bolsonaro, em depoimento no dia 7 de julho.

Na realidade, Queiroz e Capitão Adriano se conheceram em 2003, quando serviram juntos no 18º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Em seguida, o então deputado estadual Flávio Bolsonaro prestou homenagem a Adriano com uma comenda da Alerj. Adriano estava preso à época, acusado de homicídio, mas recebeu a honraria das mãos do então deputado, na cadeia.

O MPE-RJ apura se Flávio Bolsonaro e seu ex-assessor Fabrício Queiroz seriam os líderes de uma organização criminosa que domina comunidades inteiras na Zona Oeste do Rio. Flávio e Queiroz negam as acusações.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/flavio-bolsonaro-nega-inquerito-revela-queiroz-depositou-conta-mulher/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias