Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Google é alvo de queixa sobre concorrência no Reino Unido

23 de Novembro de 2020, 10:56 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 17 vezes

O regulador de concorrência do Reino Unido disse nesta segunda-feira que recebeu uma queixa contra o Google relacionada ao seu estudo de mercado deste ano sobre plataformas online e publicidade digital.

Por Redação, com Reuters – de Londres/São Francisco

O regulador de concorrência do Reino Unido disse nesta segunda-feira que recebeu uma queixa contra o Google relacionada ao seu estudo de mercado deste ano sobre plataformas online e publicidade digital.

O regulador de concorrência do Reino Unido disse nesta segunda-feira que recebeu uma queixa contra o GoogleO regulador de concorrência do Reino Unido disse nesta segunda-feira que recebeu uma queixa contra o Google

A reclamação de uma coalizão de tecnologia chamada Marketers for an Open Web (MOW) afirmou que queria que a Autoridade de Competição e Mercados (CMA) atrasasse o lançamento de uma tecnologia do Google, chamada Privacy Sandbox.

O MOW disse que isso removeria recursos como logins e publicidade na internet e deixaria sob o controle do Google.

“Levamos as questões levantadas na queixa muito a sério e as avaliaremos cuidadosamente com o objetivo de decidir se abriremos uma investigação formal sob a Lei da Concorrência”, disse a CMA em comunicado.

“Se a urgência das preocupações exigir que intervenhamos rapidamente, também avaliaremos se devemos impor medidas provisórias para ordenar a suspensão de qualquer conduta anticoncorrencial suspeita enquanto aguardamos o resultado de uma investigação completa.”

O Google não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Twitter e Facebook

Twitter e Facebook vão transferir o controle da conta @POTUS (presidente dos Estados Unidos) para o governo de Joe Biden em 20 de janeiro, anunciaram as empresas de mídia social no sábado.

A conta @POTUS em ambas as plataformas é a conta oficial do Presidente dos Estados Unidos. Ela é diferente da conta do Twitter @realDonaldTrump e da página do Facebook @DonaldTrump que o presidente dos EUA, Donald Trump, usa na maior parte das vezes para escrever suas postagens.

“O Twitter está se preparando ativamente para apoiar a transição das contas institucionais da Casa Branca em 20 de janeiro de 2021. Como fizemos para a transição presidencial em 2017, este processo está sendo feito em estreita consulta com a administração de arquivos e registros nacionais”, confirmou a empresa à agência inglesa de notícias Reuters neste sábado.

Os gigantes da mídia social também entregarão outras ferramentas institucionais, para a Casa Branca, o vice-presidente e a primeira-dama dos Estados Unidos, no dia da posse.

“Em 2017, trabalhamos tanto com o governo Obama quanto com o governo Trump para garantir que a transição das contas do Facebook e Instagram fosse consistente em 20 de janeiro, e esperamos fazer o mesmo aqui”, disse o Facebook em resposta a uma consulta da Reuters.

O Politico informou anteriormente que a transferência do identificador do Twitter @POTUS não requer compartilhamento de informações entre a equipe de Trump e a equipe de Biden. Também disse que o Twitter se reunirá com autoridades de transição de Biden e da vice-presidente eleita, Kamala Harris, nos próximos meses para discutir os detalhes de como o novo governo usará o Twitter.

Biden, que se tornou presidente eleito há duas semanas, está se preparando para assumir o cargo em 20 de janeiro, mas Trump tem se recusado a admitir a derrota e está tentando invalidar ou anular os resultados por meio de ações judiciais e recontagens em vários Estados, ao alegar, sem provas, fraude eleitoral generalizada.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/google-alvo-queixa-sobre-concorrencia-reino-unido/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias