Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

IBGE: setor varejista leva mais um tombo inesperado

8 de Dezembro de 2021, 15:42 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 22 vezes

Trata-se da terceira queda consecutiva do indicador, que acumula no trimestre uma perda de 1,8%, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O segmento também recuou 7,1% na comparação com outubro de 2020.

Por Redação – do Rio de Janeiro

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro recuou 0,1% na passagem de setembro para outubro deste ano, na contramão daqueles economistas que esperavam ainda que fosse uma leve recuperação do setor.

Os consumidores estão cada vez mais deprimidos, diante da crise econômica mais prolongada em uma décadaOs consumidores estão cada vez mais deprimidos, diante da crise econômica mais prolongada em mais de uma década

Trata-se da terceira queda consecutiva do indicador, que acumula no trimestre uma perda de 1,8%, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O segmento também recuou 7,1% na comparação com outubro de 2020. No acumulado do ano e em 12 meses, o comércio varejista apresenta altas de 2,6%.

Em queda

Na passagem de setembro para outubro, cinco das oito atividades pesquisadas tiveram queda no volume de vendas: livros, jornais, revistas e papelaria (-1,1%), móveis e eletrodomésticos (-0,5%), combustíveis e lubrificantes (-0,3%), supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,3%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,1%).

Na outra ponta, três atividades apresentaram alta: tecidos, vestuário e calçados (0,6%), outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,4%) e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (5,6%).


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/ibge-setor-varejista-leva-mais-tombo-inesperado/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias