Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Itália protesta contra Alemanha por apoio a ONG do Mediterrâneo

25 de Setembro de 2023, 15:24 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 43 vezes

A iniciativa provocou incômodo no governo Meloni, que acusa as ONGs do Mediterrâneo de agirem como “fator de atração” para imigrantes e refugiados, embora elas sejam responsáveis por menos de 10% dos deslocados internacionais que chegam ao país por via marítima.

Por Redação, com ANSA – de Roma

A premiê da Itália, Giorgia Meloni, enviou uma carta ao chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, para protestar contra a decisão de Berlim de financiar uma ONG que realiza operações de resgate no Mediterrâneo.

Olaf Scholz e Giorgia Meloni durante encontro em Roma, em junho de 2023

Cerca de 790 mil euros (R$ 4,15 milhões) serão repassados pelo governo alemão para a entidade humanitária SOS Humanity, no âmbito de um programa de 2 milhões de euros (R$ 10,5 milhões) que também apoiará projetos de acolhimento a deslocados internacionais na Itália.

A iniciativa provocou incômodo no governo Meloni, que acusa as ONGs do Mediterrâneo de agirem como “fator de atração” para imigrantes e refugiados, embora elas sejam responsáveis por menos de 10% dos deslocados internacionais que chegam ao país por via marítima.

– Fiquei surpresa ao saber que seu governo, de forma não coordenada com o governo italiano, teria decidido apoiar com recursos relevantes organizações não governamentais que atuam no acolhimento a migrantes irregulares em território italiano e em socorros no Mar Mediterrâneo. Ambas as possibilidades suscitam interrogações – diz a carta de Meloni para Scholz.

O documento é datado de 23 de setembro e também afirma que “é lícito se perguntar” se repasses para ONGs de acolhimento não devem ser voltados a projetos “em território alemão, em vez da Itália”.

– É amplamente conhecido que a presença no mar de embarcações de ONGs tem um efeito direto de multiplicação das partidas de embarcações precárias, que resulta não apenas em um fardo adicional para a Itália, mas, ao mesmo tempo, aumenta o risco de novas tragédias no mar – acrescenta a premiê.

ONGs do Mediterrâneo

O governo italiano já instituiu no início do ano um decreto que limitou as atividades de ONGs do Mediterrâneo, que agora só podem realizar um resgate por missão e frequentemente são orientadas a levar os náufragos para portos distantes, reduzindo seu tempo nas áreas mais críticas.

Mesmo assim assim, o número de chegadas à Itália segue em alta e já totaliza 133 mil em 2023, quase o dobro do mesmo período do ano passado.

Em sua carta a Scholz, Meloni ainda ressalta que a União Europeia deveria se concentrar em “soluções estruturais” para resolver a crise migratória, “trabalhando em iniciativas com os países de trânsito na margem sul do Mediterrâneo”.

A premiê também diz estar disposta a conversar sobre o assunto pessoalmente na próxima cúpula da Comunidade Política Europeia (CPE), em Granada, na Espanha, entre 5 e 6 de outubro.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/italia-protesta-contra-alemanha-apoio-ong-mediterraneo/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias