Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Itália quer bater recorde de medalhas de Tóquio em Paris

13 de Junho de 2024, 14:06 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 29 vezes

Na capital japonesa, a Azzurra deixou o megaevento esportivo com 40 pódios, sendo 10 ouros, 10 pratas e 20 bronzes. No ranking geral, a Itália fechou em 10º lugar.

Por Redação, com ANSA – de Roma

O presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò, afirmou que o objetivo do país nos Jogos Olímpicos de Paris, na França, é quebrar o recorde de medalhas conquistadas em Tóquio, no Japão.

Na capital japonesa, a Azzurra deixou o megaevento esportivo com 40 pódios

O dirigente participou da cerimônia de entrega da bandeira italiana aos atletas que vão competir na capital francesa, nos jardins do Quirinale.

– Em Paris não só queremos, mas também podemos bater o recorde de Tóquio. Queremos permanecer entre os 10 primeiros do mundo e continuar a ser a primeira nação da Europa. O modelo italiano é multidisciplinar e, para muitos no mundo, é um objeto de estudo, um exemplo – declarou Malagò.

Na capital japonesa, a Azzurra deixou o megaevento esportivo com 40 pódios, sendo 10 ouros, 10 pratas e 20 bronzes. No ranking geral, a Itália fechou em 10º lugar.

– A Assembleia das Nações Unidas pediu uma trégua olímpica, no modelo da Grécia antiga. Não sei se isso acontecerá, porque vai contra a obtusidade daqueles que queriam iniciar a guerra, mas a mensagem que enviarão em Paris é de coexistência, amizade e cooperação – declarou o presidente da Itália, Sergio Mattarella.

A esgrimista Arianna Errigo, uma das porta-bandeiras da Itália na cerimônia de abertura, não segurou as lágrimas durante o evento e declarou que é uma “emoção imensa”.

Paltrinieri fatura ouro no Europeu de Esportes Aquáticos

O nadador italiano Gregorio Paltrinieri conquistou uma medalha de ouro nos 10 quilômetros em águas abertas no Campeonato Europeu em Belgrado, na Sérvia.

O multicampeão concluiu a prova em 1h49m19s e superou o francês Marc-Antoine Olivier e o húngaro Dávid Betlehem.

Os italianos Domenico Acerenza e Dario Verani concluíram a etapa em quarto e quinto, respectivamente.

Na mesma prova, mas no feminino, Barbara Pozzobon e Giulia Gabbrielleschi ficaram com a prata e o bronze. As atletas fecharam os 10 quilômetros atrás somente da alemã Leonie Antonia Beck.

Até o momento, a Itália conquistou cinco medalhas no Europeu, sendo um ouro, uma prata e três bronzes.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/italia-quer-bater-recorde-medalhas-toquio-paris/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias