Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Jornalista é morto em bombardeio israelense a campo de refugiados

19 de Maio de 2024, 16:05 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 31 vezes

As equipes de emergência precisaram interromper as operações de busca devido à “falta de capacidade”, segundo o Filastin. Caças israelenses também bombardearam vários pontos do campo de refugiados de Jabalia, no norte da Faixa de Gaza, em um ataque que matou o jornalista Abdullah al-Najjar, repórter da agência palestina de notícias Wafa.

Por Redação, com agências internacionais – de Jabalia, Palestina

Mais um jornalista e outros 20 civis foram mortos, na madrugada deste domingo, durante os ataques do exército israelense na Faixa de Gaza, informou o jornal palestino Filastin. A informação também foi confirmada pelo hospital dos Mártires de al-Aqsa, no centro de Gaza.

jornalista,gazaO jornalista Abdullah-al-Najjar foi morto durante bombardeio israelense ao campo de refugiados de Jabalia

“Recebemos 20 mortos e vários feridos depois de um ataque aéreo israelense ter atingido uma casa pertencente à família Hassan no campo de refugiados de al-Nuseirat, no centro de Gaza”, informou o hospital, citado pelo diário britânico The Guardian.

As equipes de emergência precisaram interromper as operações de busca devido à “falta de capacidade”, segundo o Filastin. Caças israelenses também bombardearam vários pontos do campo de refugiados de Jabalia, no norte da Faixa de Gaza, em um ataque que matou o jornalista Abdullah al-Najjar, repórter da agência palestina de notícias Wafa.

O Serviço de Emergência Civil de Gaza anunciou, nas últimas horas, que as equipes de resgate recuperaram os corpos de outros 150 palestinos mortos por Israel nos últimos dias.

 

Artilharia pesada

Na noite passada, tropas e tanques israelenses invadiram partes de um distrito no Norte da Faixa de Gaza, matando e ferindo dezenas de palestinos, testemunharam médicos e habitantes locais a agências de notícias.

Há dois dias, as autoridades da Faixa de Gaza anunciaram a morte de quatro jornalistas em uma série de bombardeios do exército israelense. Desde o início da guerra, já morreram 148 jornalistas, informou neste domingo a agência espanhola de notícias Europa Press.

Zonas da cidade de Beit Lahia, no Norte da Faixa de Gaza, foram também palco de “bombardeios de artilharia pesada”, que mataram e feriram vários cidadãos, informou a mesma agência.

 

Jabalia

O Ministério da Saúde do Hamas atualizou, no sábado, para 35.386 pessoas, o número de mortos na Faixa de Gaza desde o início da guerra entre Israel e o movimento islamita Hamas.

Em comunicado, o ministério informou que, em 24 horas, morreram 83 pessoas, em uma noite de “intensos bombardeios” em Jabalia e em que se registraram novos movimentos de tropas em Rafah, no sul.

O porta-voz da Defesa Civil na Faixa de Gaza, independente do Hamas, disse que a destruição em Jabalia “é massiva”, depois de mais de 300 casas terem sido “completamente destruídas”. Além dos mais de 35 mil mortos, a ofensiva militar de Israel na Faixa de Gaza já deixou cerca de 80 mil feridos em sete meses, segundo dados do Ministério da Saúde do enclave, controlado pelo Hamas desde 2007.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/jornalista-morto-bombardeio-israelense-campo-refugiados/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias