Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Justiça do Reino Unido determina que Assange recorra de extradição

20 de Maio de 2024, 11:37 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 23 vezes

O julgamento foi suspenso em março após os juízes britânicos solicitarem garantias de que o ativista australiano teria o direito de invocar a Primeira Emenda da Constituição norte-americana. O item protege a liberdade de expressão, evitando a condenação à pena de morte.

Por Redação, com CartaCapital – de Londres

A Justiça britânica decidiu, nesta segunda-feira, que Julian Assange tem direito a uma audiência completa para avaliar o seu recurso contra a extradição para os Estados Unidos.

O fundador do Wikileaks, Julian Assange

O julgamento foi suspenso em março após os juízes britânicos solicitarem garantias de que o ativista australiano teria o direito de invocar a Primeira Emenda da Constituição norte-americana. O item protege a liberdade de expressão, evitando a condenação à pena de morte.

Os juízes concluíram que os EUA não apresentaram garantias satisfatórias de que poderia promover a pena de morte. Além disso, os magistrados apontaram que não há garantia suficiente para que Assange tenha direito a invocar a emenda mencionada. A decisão foi tomada por dois juízes.

O julgamento de hoje foi acompanhado pela esposa, o pai e o irmão de Assange. Do lado de fora do tribunal, manifestantes protestavam a favor da liberdade dele.

WikiLeaks

O fundador do WikiLeaks responde acusações de espionagem pelo vazamento de documentos confidenciais sobre atividades militares e diplomáticas norte-americanas, particularmente sobre a atuação dos EUA no Iraque e no Afeganistão.

O fundador do WikiLeaks enfrenta um pedido de 175 anos de prisão neste caso, que se tornou um símbolo de ameaças à liberdade de imprensa.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/justica-reino-unido-determina-assange-recorra-extradicao/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias