Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Moscou acusa Estados Unidos de prender cidadão russo

5 de Janeiro de 2019, 12:05 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 287 vezes

Russo teria sido preso pelo FBI pouco depois de ex-militar norte-americano ser detido em Moscou, acusado de espionagem. Detenções ocorrem semanas depois de suposta espiã russa presa nos EUA se declarar culpada.

Por Redação, com DW – de Moscou

O Ministério do Exterior russo disse neste sábado que os Estados Unidos detiveram um cidadão russo pouco tempo depois de Moscou prender o ex-fuzileiro naval dos EUA Paul Whelan sob acusação de espionagem.

Bandeiras russa e americana: acusações podem levar ainda mais tensão a relacionamento entre os dois países

Whelan foi preso pelo Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB, antiga KGB) em 28 de dezembro, pouco depois que a suposta espiã russa presa nos EUA Maria Butina se declarou culpada de conspirar contra os Estados Unidos e aceitou cooperar com as autoridades norte-americanas.

A família de Whelan disse que ele é inocente e que estava em Moscou para participar de um casamento. Segundo a imprensa russa, Whelan foi detido em seu quarto de hotel durante uma reunião com um cidadão russo de quem pretendia receber informações sobre funcionários dos serviços secretos da Rússia.

O governo russo disse que os Estados Unidos detiveram o cidadão russo Dmitry Makarenko nas Ilhas Marianas do Norte, território norte-americano no Pacífico, em 29 de dezembro e o transferiram para a Flórida. “Makarenko, nascido em 1979, chegou à ilha de Saipan com sua esposa, filhos menores e pais idosos. Ele foi detido por agentes do FBI no aeroporto logo após sua chegada”, disse o Ministério do Interior russo.

As acusações de ambos os lados podem complicar ainda mais já tensa relação entre Moscou e Washington, apesar do desejo expresso pelos presidentes Donald Trump e Vladimir Putin de construir um bom relacionamento pessoal.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse esta semana que Washington pediu explicações a Moscou sobre a prisão de Whelan e que iria exigir seu retorno imediato, caso conclua que a detenção é inapropriada.

O Reino Unido advertiu a Rússia nesta sexta-feira de que indivíduos não devem ser usados como “peças de jogos diplomáticos”. Whelan também possui passaporte britânico

O Ministério do Exterior russo disse em seu comunicado que diplomatas de Moscou não conseguiram acesso a Makarenko na Flórida e que Washington ainda precisa explicar a detenção.

Detenção de Makarenko

Antes de Moscou dar detalhes sobre a detenção de Makarenko, especialistas especularam que Moscou poderia querer trocar Whelan por cidadãos russos presos nos EUA, como, por exemplo, a cidadã russa Maria Butina.

Essa hipótese, entretanto, foi descartada por um representante do governo russo. “Não vejo razões para levantar esta questão no contexto de trocas. Devemos nos submeter a todos os procedimentos necessários nesta situação”, afirmou o vice-ministro russo do Exterior, Sergei Ryabkov, segundo a agência de notícias Interfax.

Presa nos Estados Unidos desde julho, Maria Butina é acusada pela Justiça norte-americana de atuar como agente secreta da Rússia. Ela confessou ter cometido crimes no país, durante uma audiência perante um juiz num tribunal em Washington em 13 de dezembro.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/moscou-acusa-estados-unidos-prender-cidadao-russo/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias