Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Nível de confiança do comércio, no governo, é cada vez menor

25 de Outubro de 2021, 16:26 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 16 vezes

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). A instituição informou que a queda reflete um possível enfraquecimento nas condições atuais e da performance da economia. Na comparação sem o ajuste sazonal, o índice não teve variação no mês.

Por Redação, com ABr – de São Paulo

O Índice da Confiança do Empresário do Comércio (Icec) caiu 3,1% em outubro, na série com ajuste sazonal, acentuando o recuo de 0,4% de setembro. Mesmo com a desaceleração, o índice está em 119,3 pontos, posicionado na zona de confiança.

Comércio, confiançaPessoas caminham em distrito de comércio popular em São Paulo durante pandemia de coronavírus

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). A instituição informou que a queda reflete um possível enfraquecimento nas condições atuais e da performance da economia. Na comparação sem o ajuste sazonal, o índice não teve variação no mês.

O Icec é um indicador antecedente do varejo e tem como objetivo detectar as tendências das ações empresariais do setor. A pesquisa é feita com cerca de 6 mil empresas de todas as capitais do país. O indicador é mensal e vai de zero a 200 pontos, sendo considerado nível de satisfação a partir de 100 pontos.

Endividamento

O resultado negativo de outubro, mesmo com o Dia das Crianças, reverte a trajetória de otimismo observada em junho (12,2%), julho (11,7%) e agosto (4,3%).

“O descenso aprofunda o entendimento de que as condições objetivas dos empresários tornaram-se mais difíceis, provavelmente fruto da ação de fatores que influenciam a economia, tais como a possibilidade do encerramento da transferência do auxílio emergencial, seguida da preocupação decorrente, o aumento do endividamento das famílias, alta dos custos e dos juros, subida dos preços dos insumos e dos produtos industriais, encarecimento dos alimentos, aluguéis, energia, combustíveis e dólar”, explica o informe da CNC.

Segundo a entidade, as empresas de menor porte, com até 50 funcionários, disseram enfrentar condições mais adversas do que as médias e as grandes. Um fator que impactou no indicador este mês foi a inflação.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/nivel-confianca-comercio-governo-cada-vez-menor/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias