Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

PL que legisla sobre o aborto será melhor avaliado por senadores

14 de Junho de 2024, 21:33 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 45 vezes

Segundo o parlamentar mineiro, o assunto também poderia ser tratado dentro da discussão da reforma do Código Penal, em tramitação no Senado. Além disso, adverte que é preciso evitar legislar em matéria penal pautado pela emoção ou pela circunstância do momento.

Por Redação – de Brasília

O projeto de lei que equipara o aborto ao homicídio simples, quando cometido após a 22ª semana de gestação, deve ser analisado com cautela no Senado, disse o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Segundo afirmou, nesta sexta-feira, o tema deve tramitar nas comissões e ser objeto de amplo debate.

pacheco,senadoPresidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) questiona o rito sumário dispensado ao PL do estupro

— O que eu devo dizer é que uma matéria dessa natureza jamais, por exemplo, iria direto ao Plenário do Senado. Ela deve ser submetida às comissões próprias e é muito importante ouvir, inclusive, as mulheres do Senado, que são legítimas representantes das mulheres brasileiras, para saber qual é a posição delas em relação a isso — disse.

O PL em questão teve a urgência aprovada nesta semana na Câmara. O regime de urgência, quando aprovado, permite que o texto seja votado a qualquer momento no plenário, sem precisar passar pelas comissões. O projeto foi ainda aprovado em votação simbólica, quando os deputados não precisam registrar o voto no painel.

 

Código Penal

Pacheco ressalta que não leu o texto e prefere se posicionar sobre o mérito da proposta, mas afirmou que um projeto dessa natureza precisa ser tratado com “muita cautela”. 

Segundo o parlamentar, o assunto também poderia ser tratado dentro da discussão da reforma do Código Penal, em tramitação no Senado. Além disso, adverte que é preciso evitar legislar em matéria penal pautado pela emoção ou pela circunstância do momento.

— É muito importante ter muita razoabilidade, muita prudência e sistematização — ponderou.

 

Crime

O presidente do Senado pontuou, ainda, que o aborto não deve ser comparado ao homicídio simples.

— Há uma diferença evidente entre matar alguém, que é alguém que nasce com vida, que é o crime de homicídio, e a morte do feto através do mecanismo do método de aborto, que também é um crime, deve ser considerado como crime, mas são duas coisas diferentes — detalhou.

Para o senador mineiro, essa diferenciação deve ser garantida.

— A separação e a natureza absolutamente distintas entre homicídio e aborto, isso eu já posso afirmar, porque assim é a legislação penal e deve permanecer — opinou.

 

Solução

O presidente do Senado sinalizou também ser necessária a proporcionalidade entre os diferentes tipos de crime no Brasil.

— Se em algum momento a gente pega um crime e coloca uma pena muito elevada a ele, um crime eventualmente mais grave vai ter que ter uma pena mais elevada ainda. Isso aí não tem um caminho de solução — indicou.

O senador Rodrigo Pacheco informou ainda que deve discutir, na próxima semana, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, a criação de um programa para o pagamento das dívidas dos Estados.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/pl-legisla-sobre-aborto-sera-melhor-avaliado-senadores/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias