Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Presidente Lula classifica PL do estupro como ‘uma insanidade’

15 de Junho de 2024, 15:15 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 50 vezes

Esta foi a primeira vez que Lula se pronunciou sobre o assunto, que tem gerado revolta em movimentos sociais, personalidades, artistas e políticos nas últimas 72 horas.

Por Redação, com ABr – de Roma

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) classifica o Projeto de Lei (PL) que equipara o aborto legal ao crime de homicídio como “uma insanidade”. Lula concedeu uma entrevista coletiva na manhã deste sábado, na Itália, pouco antes de embarcar de volta ao Brasil após o fim do encontro do G7, grupo de países mais ricos do mundo, do qual participou na qualidade de convidado.

LulaPresidente Lula embarca de volta ao Brasil, após participar do G7 na Itália

— Como o aborto é a realidade, a gente precisa tratar o aborto como questão de saúde pública. Eu acho que é insanidade alguém querer punir uma mulher numa pena maior do que o criminoso que fez o estupro. É no mínimo uma insanidade isso — disse Lula.

Esta foi a primeira vez que Lula se pronunciou sobre o assunto, que tem gerado revolta em movimentos sociais, personalidades, artistas e políticos nas últimas 72 horas.

— Quando alguém apresenta uma proposta de que a vítima precisa ser punida com mais rigor do que o estuprador não é sério. Sinceramente, não é sério — acrescentou o presidente.

 

Nenhum gesto

Na véspera, segundo o ministro das Relações Institucionais, o médico Alexandre Padilha (PT), a posição do governo sobre a medida é clara.

— Nunca faria nenhum gesto, nenhuma ação para mudar a legislação de interrupção da gravidez no país. E nós continuamos com essa mesma postura — afirmou.

De autoria do deputado e pastor evangélico Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), a proposta tramita em regime de urgência desde a quarta-feira à noite, quando a Câmara a aprovou em votação-relâmpago acelerar a análise do texto. Assim, a matéria não precisará ser debatida nas comissões temáticas e está pronto para ir a voto, no Plenário da Casa.

Ao ser equiparado ao homicídio simples, o aborto levaria a uma pena entre 6 e 20 anos de prisão, enquanto o crime de estupro, se a vítima for adulta, a pena mínima é de 6 anos, podendo chegar a 10 anos, no máximo.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/presidente-lula-classifica-pl-estupro-insanidade/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias