Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Requião espera voltar ao Senado em uma nova sigla, após romper com PT

19 de Abril de 2024, 21:05 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 50 vezes

Requião reiterou, em conversa com repórteres da revista CartaCapital, suas muitas insatisfações com o PT e explicou o que o motivou a deixar a legenda para se ligar a uma sigla de estrutura enxuta, que ele próprio vê como ‘minúscula’.

Por Redação – de Curitiba

Após pedir a desfiliação do PT e de olho na possível nova eleição ao Senado, caso o ex-juiz parcial e incompetente Sérgio Moro (UB-PR) venha a perder o mandato após julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-senador e ex-governador paranaense, Roberto Requião, integra agora as fileiras do pequeno Mobiliza, o antigo PMN. Na legenda sigla, Requião pretende, caso não consiga chegar ao Senado, disputar a Prefeitura de Curitiba ainda este ano.

O ex-senador Roberto Requião, deixou o PT e migrou para um pequeno partido

Requião reiterou, em conversa com repórteres da revista CartaCapital, suas muitas insatisfações com o PT e explicou o que o motivou a deixar a legenda para se ligar a uma sigla de estrutura enxuta, que ele próprio vê como ‘minúscula’.

 

Janela

A primeira razão é simples: para participar das eleições, é preciso estar filiado a um partido ao completar dos seis meses que antecedem a disputa. O prazo, neste ano, terminava no início do mês, o que teria feito Requião optar por não pensar muito na decisão.

— Eles me convidaram e eu aceitei no último dia para ter, pelo menos, condição de, querendo, disputar uma eleição — conta Requião.

A segunda explicação é a de que a seu ingresso no pequeno é uma ação de resistência. Requião reclama ter sido “isolado” após deixar do PT.

— Quando eu saí do PT, pensei que o PDT e entre outros partidos iam conversar comigo porque tinham essa característica de oposição, esse viés trabalhista, que me agradava mais do que esse entreguismo de centro-direita (do PT). Mas não, eu fui simplesmente ignorado, vetado, e não consegui conversar com ninguém. Cheguei à conclusão que eles queriam o meu cancelamento no Paraná — resumiu o experiente político.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/requiao-espera-voltar-senado-nova-sigla-romper-pt/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias