Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Sistema de criptomoedas do Facebook recebe investimento de grandes empresas

14 de Junho de 2019, 11:25 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 15 vezes

Cada empresa vai investir cerca de US$ 10 milhões em um consórcio que irá controlar a criptomoeda, disse o WSJ, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

Por Redação, com Reuters – de São Francisco

O Facebook obteve apoio de mais de uma dezena de empresas, incluindo Visa, Mastercard, PayPal e Uber para criar uma criptomoeda, divulgou o Wall Street Journal na quinta-feira.

O Facebook obteve apoio de mais de uma dezena de empresas

Cada empresa vai investir cerca de US$ 10 milhões em um consórcio que irá controlar a criptomoeda, disse o WSJ, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

O dinheiro vai financiar a criação da moeda, que será indexada a um grupo de dividas emitidas por governos, segundo a reportagem.

Facebook, Mastercard, Paypal, Visa e Uber não responderam imediatamente solicitações para comentar o assunto.

Twitter apaga milhares de contas vinculadas ao Irã

O Twitter informou nesta quinta-feira que removeu milhares de contas vinculadas a atividades governamentais que acredita serem coordenadas pelo governo do Irã e que as arquivou em um banco de dados público lançado no ano passado.

Na mais recente ação do tipo, o Twitter informou que acredita que 4.779 contas estejam associadas ou sejam apoiadas pelo Irã.

O site também afirmou que removeu e arquivou quatro contas associadas com a Internet Research Agency, de São Petersburgo, uma fazenda de mensagens falsas que foi considerada como responsável por tentativas de interferência na eleição presidencial dos Estados Unidos de 2016.

Contas

O Twitter também removeu e arquivou 130 contas vinculadas ao movimento de independência catalão, na Espanha, e 33 contas com comportamento manipulativo relacionado à Venezuela.

“Milhares de pesquisadores ao redor do mundo fizeram downloads de nosso banco de dados, que contém mais de 30 milhões de tuítes e mais de 1 terabyte de mídia, usando nosso arquivo para conduzirem suas próprias investigações e análises independentes”, afirmou o Twitter em comunicado.

Bicicletas elétricas

O Escritório de Representantes Comerciais dos Estados Unidos rejeitou o pedido do Uber para uma redução de 25% nas tarifas impostas às bicicletas elétricas fabricadas na China, segundo uma carta de 29 de maio.

As bicicletas “Jump”, que operam em mais de uma dezena de cidades dos Estados Unidos, estavam entre os 1US$ 6 bilhões em produtos chineses atingidos pelo governo Trump com novas tarifas em agosto.

O Uber não comentou imediatamente, mas observou que 96% das motos elétricas vendidas nos Estados Unidos são fabricadas na China e disse que as tarifas “causaram danos desproporcionais à inovação e à competitividade das plataformas de transporte digital dos EUA”.

 


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/sistema-criptomoedas-facebook-investimento-empresas/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias