Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

TSE está perto de cassar mandato de deputado aliado a Jair Bolsonaro

20 de Outubro de 2021, 14:37 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 16 vezes

O julgamento, iniciado na véspera, foi interrompido por um pedido de vista (mais tempo para análise do caso) do ministro Carlos Horbach. Ainda faltam os votos de quatro magistrados, mas basta que um deles se alinhe aos três votos já proferidos e estará formada a maioria para a perda de mandato do deputado aliado de Bolsonaro.

Por Redação – de Brasília

Com três votos favoráveis, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está próximo a definir a cassação do mandato do deputado estadual Fernando Francischini (PSL-PR) devido à publicação de um vídeo no dia das eleições de 2018. Na publicação, ele afirmava que as urnas eletrônicas haviam sido fraudadas para impedir a votação no então candidato a presidente Jair Bolsonaro.

FrancischiniO deputado Francischini está prestes a perder o mandato

O julgamento, iniciado na véspera, foi interrompido por um pedido de vista (mais tempo para análise do caso) do ministro Carlos Horbach. Ainda faltam os votos de quatro magistrados, mas basta que um deles se alinhe aos três votos já proferidos e estará formada a maioria para a perda de mandato do deputado aliado de Bolsonaro.

Até agora, os ministros Luís Felipe Salomão, Mauro Campbell Marques e Sérgio Banhos votaram a favor do pedido feito pelo Ministério Público Eleitoral para cassar Francischini por espalhar fake news. Integrantes do TSE, em conversas reservadas, avaliam que é importante impor uma pena dura ao deputado para coibir a propagação de informações inverídicas sobre o funcionamento das urnas em 2022, quando Bolsonaro tentará a reeleição.

Democracia

O mandatário neofascista no poder, ao longo dos últimos meses, fez duros ataques à Justiça Eleitoral, com mentiras sobre o sistema de votação, e chegou a questionar a realização do próximo pleito caso não fosse aprovada uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) pela impressão dos votos inseridos no equipamento eletrônico.

​A matéria foi rejeitada no Congresso, e Bolsonaro reduziu o tom contra o TSE e o STF nas últimas semanas, em recuo estratégico após a pressão pelos atos golpistas do 7 de Setembro, nos quais voltou a afrontar a democracia.

Com suas tentativas de intimidar o Supremo Tribunal Federal (STF), ataques ao sistema eleitoral e violações da liberdade de expressão de críticos, o presidente Jair Bolsonaro ameaça os pilares da democracia brasileira, segundo relatório da ONG Human Rights Watch (HRW). A HRW aponta, ainda, que o STF se tornou “um dos principais freios das políticas anti-direitos humanos de Bolsonaro” e que o presidente tem respondido com insultos e ameaças.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/tse-esta-perto-cassar-mandato-deputado-aliado-jair-bolsonaro/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias