Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a Vídeos
Tela cheia Sugerir um artigo

Bomba de militantes curdos mata policiais turcos

18 de Janeiro de 2016, 12:54 , por Jornal Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 16 vezes

 

Combatentes do PKK atacaram simultaneamente uma base militar local com um lançador de foguetes e fuzis

Por Redação, com agências internacionais – de Diyarbakir,Turquia:

Militantes curdos detonaram uma bomba em uma rua no sudeste da Turquia, matando três policiais em um veículo blindado, enquanto um foguete derrubou o fornecimento de energia em parte da principal cidade da região, disseram fontes de segurança nesta segunda-feira.

O sudeste turco, de maioria curda, tem sido atingido diariamente por violência desde que o cessar-fogo de 2013 com os rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) desmoronou em julho, reavivando um conflito de 31 anos que já matou 40 mil pessoas.

A bomba de domingo à noite destruiu o veículo blindado às 23:30 (19:30 no horário de Brasília) nos arredores do edifício da prefeitura na cidade de Idol, na província de Sirnak, perto da fronteira com a Síria, disseram as fontes. Sete policiais ficaram feridos e três morreram no hospital em decorrência dos ferimentos.

Combatentes do PKK atacaram simultaneamente uma base militar local com um lançador de foguetes e fuzis, sem causar vítimas, disseram as fontes. Reforços foram enviados para a cidade a partir da vizinha Cizre, e os confrontos continuaram na área.

Na maior cidade da região, Diyarbakir, militantes do PKK dispararam um foguete contra um veículo blindado da polícia por volta de meia-noite (20:30 no horário de Brasília), mas erraram o alvo e atingiram um transformador, provocando uma explosão que cortou o fornecimento de energia na região, disseram fontes.

O PKK, que diz lutar por autonomia para os curdos da Turquia, pegou em armas contra o Estado em 1984. O grupo é considerado uma organização terrorista pela Turquia, Estados Unidos e União Europeia.

Militantes curdos detonaram uma bomba em uma rua no sudeste da Turquia
Militantes curdos detonaram uma bomba em uma rua no sudeste da Turquia

Suspeitos de bombardeio

Um tribunal turco ouviu no domingo acusações preliminares contra 16 cidadãos sírios detidos em conexão com um ataque a bomba suicida que matou 10 turistas alemães na maior cidade da Turquia na semana passada, informou a mídia.

Um promotor pediu ao tribunal a prisão preventiva dos suspeitos, que são acusados ​​de pertencer ao Estado Islâmico, custódia que depende de acusação formal e um julgamento, relatou o jornal Vatan.

Um sírio de origem saudita andou até um grupo de turistas alemães em Sultanahmet, o coração histórico de Istambul, e se explodiu em 12 de janeiro. Quinze pessoas também ficaram feridas.

Este foi o quarto ataque a bomba desde junho em que a Turquia culpa o Estado Islâmico, ativo na vizinha Síria e no Iraque.

Não ficou claro quando os três homens russos que também foram detidos esta semana iriam comparecer em tribunal.

 

 


Fonte: http://www.correiodobrasil.com.br/bomba-de-militantes-curdos-mata-policiais-turcos/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias