Ir para o conteúdo

News

Tela cheia Sugerir um artigo

Sociedade

28 de Fevereiro de 2014, 13:45 , por Blogoosfero - | No one following this article yet.

Honrem Leonel Brizola, Darcy Ribeiro e Luiz Carlos Prestes

16 de Outubro de 2018, 22:59, por Desconhecido

Outro dia, ainda no meio da campanha, me ligaram da sede nacional do PDT para confirmarem o endereço da minha vó no Rio. Segundo a voz ao telefone, o presidente nacional Carlos Lupi queria enviar para a viúva de Prestes uma caixa da publicação Memórias Trabalhistas que homenageia meu avô.

A publicação é muito bem feita, diga se de passagem.

Nos últimos dias, ao pensar com meus botões que diabo o PDT está fazendo ao ajudar a abrir os flancos para o exército de bolsonazis que ameaçam nossa democracia, me recordei da cartilha e fui buscá-la para reler.

Qual não foi minha surpresa, ao me deparar já no primeiro texto introdutório, de autoria do presidente Carlos Lupi, com o seguinte relato pessoal:

<"Eu me lembro que, ainda jornaleiro, uma única vez nessa fase inicial estive com ele (L.C.Prestes), em uma reunião no Rio de Janeiro, no começo dos anos 80. O PDT ainda nem tinha sido criado. (...)

(...) vi o Prestes expor seus pensamentos, suas ideias, e em um determinado momento fiz-lhe a seguinte pergunta:

"Comandante,  como o senhor explica ter aceitado apoiar a ditadura Vargas que colocou no exílio Olga Benário, que acabou sendo entregue aos alemães, grávida de uma filha sua?"

Foto capa cartilhapdt2018 comprestes Foto detalhe cartilhapdt2018 comprestes

 

 

Prestes olhou-me e disse: "Qual é seu nome mesmo, meu filho? respondi: "Carlos Lupi", e ele prosseguiu:

"Você tem que entender que a pátria brasileira é maior do que a minha família. Getúlio uniu a pátria brasileira, por isso eu fiquei com Getúlio para impedir um mal maior".>

...

Depois de ler e reler, pensei que talvez fosse bom dar uma passada lá na sede nacional do PDT e devolver algumas cartilhas para o Lupi. Distribuíram muitas e ficaram com poucas para lembrar que muitas vezes a pátria brasileira é maior do que uma família ou qualquer projeto, quando é para impedir um mal maior, um mal maior, um mal maior...

Honrem Leonel Brizola, Darcy Ribeiro e Luiz Carlos Prestes, por favor. Enquanto há tempo.

 

por Ana Prestes @feicibuqui

 



Eleições 2018 - Balanço preliminar necessário

8 de Outubro de 2018, 20:25, por Desconhecido

Carruagemgolpista

As eleições 2018 no primeiro turno encerraram no domingo 7 de Outubro. A disputa presidencial vai ao segundo turno no dia 28 de Outubro entre o candidato da civilização Fernando Haddad (PT) e o cadidato das Trevas - capitão Bolsonaro (PSL).

No primeiro turno também ocorreu as eleições majoritárias para governadores estaduais, para o senado e para a câmara federal e assembléias legislativas estaduais. O que se observa no resultado geral é uma pulverização na estrutura partidária que no geral são velhas raposas políticas que migraram de agremiações partidárias desgastadas para novas "roupagens" como: Novo, Podemos, Avante, Patriota, PSC, PTC.

Portanto, de certa forma, a pulverização na câmara e no senado, principalmente, com deputados e senadores do chamado baixo clero que comporão o senado federal. Lamentamos que o país perca senadores no campo dos trabalhadores e trabalhadoras, como: Lindberg Farias (RJ), Requião (PR), infelizmente! é uma dura derrota a não eleição de Dilma (MG), Chico Alencar (RJ), Suplicy (SP), Luiz Couto (PB), Vanessa Grazzioniti (AM).

A eleição deixa resultados infalíveis para os operadores do golpe contra a presidenta Dilma com a não eleição de Scaf (SP) o financioador dos patos - manifestoches, Mendonça Filho (PE), Romero Jucá (RR), Waldir Raup (RO), Eunicio (CE), familia Sarney (MA), Cassio Cunha Lima (PB), Cristovam Buarque (DF), Marta Suplicy (SP), Agripino Maia (RN), Garibaldi ALves (RN), Beto Richa (PR), José Anibal (SP), Wladimir e seu filho (PA), senador açaí - Flexa Ribeiro (PA). Vários deputados que votaram no golpe não voltam a câmara, falaremos disso posteriormente.

As eleições deixam a sua principal baixa que foi a eleição do principal operador do golpe junto com Eduardo Cunha, Temer, Jucá e o STF com tudo. Estamos falando de Aécio Neves (PSDBMG) que se elegeu deputado federal com pouco mais de 90 mil votos. Mesmo com a eleição a câmara federal para quem obteve em 2014 mais de 50 milhões de votos e rebaixa sua representatividade de senador para deputado federal é uma derrota cavalar. Mesmo que Aécio esteja comemorando que seu pupilo - Anastasia esteja no segundo turno nas eleições em MG derrotando Fernando Pimentel (PT), o que se vislumbra é que Anastasia está com sérias dificuldades de ganhar o governo no segundo turno. Se isso se confirmar, o destino de Aécio na câmara Federal deverá ser de um parlamentar zumbi.

Finalmente, deixei o último conteúdo para tratar do resultado eleitoral do partido dos trabalhadores (PT), que se agregarmos resultados macros no país, o primeiro turno representa uma vitória política, principalmente, em relação as eleições de 2016. O PT elegeu a principal bancada de deputados federais (55), relegeu a maioria de seus governadores em primeiro turno, muito embora tenhamos perdido dois governos importantes - AC e MG. Neste segundo turno vamos disputar o governo do Rio Grande do Norte contra o PDT de Ciro Gomes.

Fazendo paralelo com o item acima há mais um fator de derrota do golpe que foi a não extinção do PT como queria a farsa lava jato e a midia golpista através da triplice aliança Globo, Estadao e a falida VejaMente e seus aglomerados como Bandeirantes, Record, Folha de São Paulo, Epoca, QuantoÉ (ops IstoÉ), os ratos do Antagonista e MBL. Desde a eleição em 2002 com a primeira eleição de LULA, passando pela governança Dilma e até o dia de hoje há um verdadeiro massacre da midia escravocrata contra o partido dos trabalhadores. A Globo instalou um programa de jornalixo que começa na madrugada se alavanca no almoço, no início na noite fazendo transição do jornal da globo com pouquissímo intérvalo para a madrugada. Todo esse arsenal tóxico em conluio com GloboNews e VejaMente e a novidade nestas eleições é a sua total falência.

Independente de qual for o resultado do segundo turno para presidente da república o PT segue vivo, forte, consistente e consolidado como o maior partido do Brasil, da América Latina e um dos principais do mundo. Tem 30% de preferência na população brasileira, mas avisamos que não somos perfeitos por quê não existe nada perfeito (isso é dialético). Aliás, a esquerda sai fortalecida nestas eleições com PCdoB, PSOL sem contar que partidos como PSB, PDT cresceram suas bancadas. Ao contrário, as bancadas golpistas - PSDB, MDB, PR, PRB, DEM, PTB, PSD, SDD, PPS todos que compõem o CENTRÃO POLÍTICO reduziram suas bancadas. Muitos golpistas, pelo menos nestes 4 anos estarão fora do parlamento, muito embora, algumas figuras carimbadas não tem nada de renovação. A conferir!!!

Não há tantas escolhas no segundo turno mesmo que a guinada, hoje, seja para a extrema direita no país. Infelizmente observamos o espectro do retrato político do que aconteceu no Rio de Janeiro e São Paulo para o governo e senado e, nenhuma novidade com o sul do país (RS, SC, PR), onde o ovo da serpente da direita e da extrema direita, majoritariamente choca com todo vigor.

Civilização com Fernando Haddad (PT/PCdob) ou capitão Bolsonaro (PSL/Record/Banqueiros/Empresários/STF/TSE/CENTRAO/Igrejas Evangélica/MidiaGolpista/Rede de fakenews). A escolha é sua. As consequências também.

 

 



O que Jesus diz não condiz com #elenão

6 de Outubro de 2018, 17:16, por Desconhecido

  Jesusxelenão



CNT/MDA: Haddad sobe e empata com Bolsonaro

1 de Outubro de 2018, 7:52, por Desconhecido

Fernando Haddad (PT) continua crescendo nas intenções de voto e agora empata tecnicamente com Jair Bolsonaro (PSL) segundo a última pesquisa CNT/MDA, divulgada neste domingo (30). O capitão aparece numericamente à frente, com 28, 2%, e o petista com 25,2%.

A pesquisa foi feita nos dias 27 e 28 de setembro.

Desde o último levantamento, feito no dia 17 de setembro, Bolsonaro continua exatamente com a mesma porcentagem, enquanto Haddad subiu 7,6 pontos percentuais.

Nas projeções de segundo turno, o petista bate o capitão por 42,7% a 37,3%. Na pesquisa anterior o cenário era inverso: Bolsonaro ganhava de Haddad por 39% a 35,7%.

Em 3º lugar também estão empatados tecnicamente o candidato do PDT, Ciro Gomes (9,4%), e o tucano Geraldo Alckmin (7,3%).

Bolsonaro continua liderando os índices de rejeição. Ele aparece com 55,7% e Haddad com 48,3%.

 

 

O post CNT/MDA: Haddad sobe e empata com Bolsonaro apareceu primeiro em Nocaute.



Cebolinha não sabe falar, mas diz tudo

24 de Setembro de 2018, 23:08, por Desconhecido

Cebolinha elenao



Notícias

News

Minha rede

Faça uma doação