Ir para o conteúdo

Motta

Voltar a Crônicas do Motta
Tela cheia

A "nova política" não é para amadores

15 de Agosto de 2014, 18:44 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 10 vezes
Um dos motes desta eleição presidencial é "nova política".
Todos os candidatos a qualquer cargo, de deputado a presidente, são contra as práticas "velhas" da política.
Ninguém aguenta mais esse estilo ultrapassado de se dedicar à causa pública, fazendo dela uma extensão dos negócios privados.
O Brasil está onde está, nessa draga, dizem os neoconvertidos à causa da política "limpa", principalmente devido aos hábitos coronelescos e medievais que imperaram durante séculos no país.
É hora de mudar, proclamam.
E vão à luta, anunciando que, se eleitos, tomarão medidas saneadoras dos maus costumes.
Mas para isso, têm, antes de ganhar a eleição.
E, portanto, precisam de muito material de campanha, de equipes e mais equipes de assessores de todos os tipos, de aviões que os transportem rapidamente para que possam explicar aos eleitores seu novo modo de fazer política...
Necessitam ainda fechar acordos com outras lideranças que ainda não entenderam como essa coisa nova funciona - e isso requer muito mais que uma conversa.
Dependem também do apoio de empresários, banqueiros, fazendeiros, pastores evangélicos, bispos católicos - do diabo a quatro.
E, essencialmente, carecem do bem essencial do político, de ontem, de hoje e de sempre: dinheiro, muito, mas muito dinheiro.
Afinal, só com o apoio de milhões de reais - ou dólares - é que vão conseguir convencer os eleitores que eles vieram para mudar tudo isso que está aí.
Que é preciso ouvir a voz das ruas.
Transformar o grito das multidões em fatos concretos, duradouros, depuradores dos vícios de sempre.
Sem, contudo, ofender princípios basilares da democracia brasileira, tais quais o toma lá, dá cá, ou o aos amigos tudo, aos inimigos a lei.
Pois é claro que ninguém quer que o Brasil se transforme num Estado bolivariano, ou pior, socialista - argh! 
A nova política não pode permitir esses arroubos populistas.
Ordem e progresso, é o lema da nossa bandeira.
Ordem, antes de mais nada.
Progresso, se possível.
A nova política, podem estar certos, não é para amadores.

Fonte: http://cronicasdomotta.blogspot.com/2014/08/a-nova-politica-nao-e-para-amadores.html

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar

    Motta

    0 comunidades

    Nenhum(a)