Ir para o conteúdo

Cúpula dos Povos

Voltar a Notícias da ONU
Tela cheia Sugerir um artigo

Acordo no Sudão do Sul é passo importante para a paz, diz chefe de missão da ONU no país

7 de Agosto de 2018, 13:17 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 13 vezes
Crianças em centro de proteção no Sudão do Sul. Foto: UNICEF/Hakim George

Crianças em centro de proteção no Sudão do Sul. Foto: UNICEF/Hakim George

Houve júbilo nas ruas da capital do Sudão do Sul durante a noite de domingo (5), quando os moradores celebraram um novo acordo que o principal funcionário da ONU no país descreveu como “um grande passo à frente” para encerrar quase cinco anos de conflito brutal.

O presidente Salva Kiir e seu principal rival e ex-vice, Riek Machar, assinaram um acordo no domingo no vizinho Sudão, ao lado de membros de outras facções da oposição.

David Shearer, chefe da Missão da ONU no Sudão do Sul (UNMISS), explicou que o acordo se concentra na questão da governança, com Kiir mantendo sua posição, enquanto Machar será nomeado o primeiro dos cinco vice-presidentes.

“O acordo é um grande passo à frente em termos de paz no Sudão do Sul”, disse ele ao UN News, falando da capital, Juba, na segunda-feira (6).

“O que ainda resta fazer — e as negociações estão em curso — é organizar a segurança no terreno para todas essas pessoas, e saber como o exército vai ser reformado: como vão reunir os grupos em conflito no mesmo exército?”

Ele disse que havia “uma série de outras questões” a serem resolvidas, como futuras políticas econômicas e programas humanitários. “Então, é muito mais um ponto de partida, mas é um ponto de partida que dois meses atrás muitos de nós não acreditávamos que veríamos.”

Com apenas sete anos de existência, o Sudão do Sul é a nação mais jovem do mundo. No entanto, um impasse político iniciado em dezembro de 2013 entre os dois rivais mergulhou o país em um conflito mortal.

Dezenas de milhares de pessoas foram mortas, enquanto mais de 4 milhões foram deslocadas, das quais cerca de 2 milhões fugiram para os países vizinhos.

Shearer destacou que as negociações em Cartum foram lideradas por Sudão e Uganda: dois países que, segundo ele, têm mais a ganhar ou perder, dependendo do que acontecerá no Sudão do Sul.

As negociações de paz anteriores foram lideradas pelo organismo regional da África Oriental, a Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD, na sigla em inglês).

Perguntado sobre as perspectivas para este último acordo, o chefe da missão da ONU ficou ao lado do otimismo manifestado pelos cidadãos na capital, incluindo quase 40 mil deslocados em um campo de proteção das Nações Unidas perto de sua casa que estavam “festejando” na noite de domingo.

“Nosso trabalho na ONU é apoiar o máximo possível este acordo”, afirmou. “Há apenas um acordo na mesa. É este. Temos que tentar fazê-lo funcionar ”, acrescentou.


Fonte: https://nacoesunidas.org/acordo-de-paz-no-sudao-do-sul-e-importante-passo-diz-chefe-de-missao-da-onu-no-pais/

Rio+20 ao vivo!