Ir para o conteúdo

Cúpula dos Povos

Voltar a Notícias da ONU
Tela cheia Sugerir um artigo

Confira o boletim da ONU Brasil #261

6 de Setembro de 2018, 13:38 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 35 vezes

Visualize o boletim também em www.nacoesunidas.org/boletim261

Boletim quinzenal da ONU

 

Em pronunciamento sobre o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, afirmou na terça-feira (5) que a agência da ONU está à disposição das autoridades brasileiras para oferecer expertise técnico e tentar atenuar as consequências do que descreveu como uma tragédia.

 

O coordenador-residente da ONU Brasil, Niky Fabiancic, lamentou nesta segunda-feira (3) a destruição do Museu Nacional do Rio de Janeiro, atingido por um incêndio na noite de domingo. Episódio foi “perda inestimável de um acervo tão precioso para o país e o mundo”, afirmou o dirigente. Para a representação da UNESCO, incidente “expõe fragilidade” dos mecanismos nacionais de preservação de bens culturais.

 

Promover a disseminação do desenvolvimento sustentável por meio de ações com comunidades de baixa renda do Distrito Federal é a proposta do “Na Praia Social”, iniciativa que reúne crianças, adolescentes, adultos e pessoas portadoras de deficiência em um parque temático montado anualmente na orla do Lago Paranoá, em Brasília (DF).

Com a ação, o evento fortalece a promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e garante a inclusão social de diferentes grupos locais às atividades. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apoia a iniciativa.

 

O Brasil prorrogou até o dia 14 de setembro a campanha nacional de vacinação contra pólio e sarampo.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até segunda-feira (3), 88% das crianças brasileiras com menos de cinco anos haviam sido imunizadas. A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), agência regional das Nações Unidas, elogiou a decisão do governo por considerar que o ideal é alcançar um índice de mais de 95% de cobertura vacinal.

 

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, anunciou na quarta-feira (29) em Santiago, no Chile, que o governo brasileiro e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) estão trabalhando na criação de um novo projeto de cooperação trilateral Sul-Sul com os países da América do Sul, focado em sistemas alimentares, combate à obesidade, fome e desnutrição.

O ministro explicou que o novo projeto deve refletir os compromissos assumidos pelos países no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente o ODS 1 (erradicação da pobreza) e o ODS 2 (fome zero).

 

Manaus e Cuiabá receberam nesta terça-feira (4) venezuelanos que estavam vivendo em Boa Vista. Cento e oitenta migrantes e refugiados desembarcaram por volta das 15h na capital do Amazonas. Outros 24 foram transferidos mais cedo para a capital mato-grossense.

A realocação dos venezuelanos marca a sétima etapa do programa de interiorização, uma iniciativa do governo federal com o apoio da ONU Brasil.

 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e seus parceiros em Roraima realizaram na semana passada (23) uma reunião para discutir as necessidades de água, saneamento e higiene dos imigrantes venezuelanos abrigados no estado.

Agentes governamentais, não governamentais e agências do Sistema ONU que atuam dentro dos abrigos conversaram sobre os principais problemas envolvendo água, saneamento e higiene nas moradias coletivas e receberam orientações de Martin Ede, especialista no tema.

 

A campanha Ela Decide, focada no empoderamento de jovens e mulheres, foi apresentada pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) na sexta-feira (24) durante o 23º Congresso Paulista de Ginecologia e Obstetrícia, na capital paulista.

O evento, realizado pela Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP), contou com a presença de profissionais da saúde, médicos e médicas, e adolescentes de várias regiões do estado.

Ao todo, cerca de 150 pessoas tiveram a oportunidade de ampliar o entendimento sobre os desafios específicos das e dos jovens no campo da saúde sexual e dos direitos reprodutivos.

 

Para além do acesso escolar, crianças e adolescentes têm direito de aprender. Mas esse direito não é garantido a todos.

No Brasil, há mais de 35 milhões de estudantes matriculados no ensino fundamental e no ensino médio. Desses, mais de 7 milhões vão à escola, mas estão em situação de distorção idade-série, ou seja, têm dois ou mais anos de atraso escolar.

A informação é de estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

 

A ONU Meio Ambiente e seus parceiros lançaram hoje no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, a Iniciativa da ONU de Defensores Ambientais. Com a participação de lideranças comunitárias, da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e do ministro dos Direitos Humanos, Gustavo do Vale Rocha, evento reafirmou o compromisso das Nações Unidas com a vida e os direitos de ativistas.

 

Setembro é o mês internacional dos mutirões de limpeza de praia. Dos dias 16 a 24 deste mês, a ONU Meio Ambiente promove no Brasil a #SemanaMaresLimpos, inspirada na campanha homônima do organismo internacional. Iniciativa convida organizações e indivíduos de todo o país a participar dos sete dias de mobilização. Agência das Nações Unidas elaborou um manual sobre como realizar esse tipo de intervenção.

 

O desafio de adaptação a uma nova cultura e a um novo mercado de trabalho por quem vem ao Brasil em situação de refúgio motivou a realização de workshop sobre o tema para as participantes do projeto Empoderando Refugiadas. Promovido pelo Carrefour, uma das empresas apoiadoras do projeto, o encontro aconteceu em São Paulo, na quarta-feira (29) e reuniu cerca de 30 mulheres refugiadas.

O Empoderando Refugiadas é um projeto de Rede Brasil do Pacto Global, Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e ONU Mulheres que promove o treinamento e inserção de refugiadas no mercado trabalho brasileiro. A iniciativa, que já intermediou a colocação de 21 mulheres no emprego formal, está em sua terceira edição este ano e busca atender cerca de 50 mulheres.

 

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Ministério da Segurança Pública (MSP) firmaram na terça-feira (4), em Brasília (DF), uma parceria para criar o Centro Internacional para a Segurança Pública no Brasil (CISP). Instituição vai trabalhar na coleta e análise qualificada de dados sobre violações da lei, justiça, sistema prisional e substâncias ilícitas. Objetivo da iniciativa é embasar políticas com evidências científicas.

 

O diretor adjunto para América Latina do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS), Giuseppe Mancinelli, visitou na quarta-feira (22) o presídio feminino Instituto Penal Talavera Bruce, no Rio de Janeiro (RJ), com o objetivo de conhecer o local onde a agência trabalha na construção de uma unidade materno-infantil.

A comitiva visitou o presídio localizado no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste da cidade. O UNOPS atua na conclusão da ala materno-infantil, que abrigará mulheres grávidas e com filhos recém-nascidos.

 

Em Maceió, 35.404 alunos da rede municipal e estadual possuem dois ou mais anos de atraso escolar. Em parceria com a Prefeitura da capital alagoana, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) realiza nesta semana um diálogo intersetorial para debater a distorção idade-série e as causas da exclusão escolar.

 

A Organização Mundial para as Migrações (OIM) lançou este mês uma campanha online com o objetivo de divulgar e conscientizar a população sobre as migrações indígenas no Brasil e os direitos dos migrantes indígenas.

A campanha foi iniciada em 9 de agosto, Dia Internacional dos Povos Indígenas, e vai até 18 de dezembro, Dia Internacional dos Migrantes.

A ação online ocorrerá nas redes sociais da OIM e da ONU Brasil, com a divulgação de cards e vídeos que abordarão temas como a legislação nacional e internacional de proteção aos povos indígenas migrantes.

 

O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) Brasil se uniu às vozes da diversidade para celebrar a saúde e o bem-estar no Dia da Visibilidade Lésbica, lembrado em 29 de agosto. O estigma e a discriminação — e até mesmo a violência sexual — vividos por essas mulheres em decorrência de sua orientação sexual dificultam o acesso a serviços de saúde relacionados ao HIV e à saúde sexual e reprodutiva.

O UNAIDS lembrou a importância de dar visibilidade e endereçar questões de saúde sexual e reprodutiva para mulheres lésbicas e bissexuais, que muitas vezes sofrem com a falta de informação e despreparo por parte de profissionais dos sistemas de saúde.

 

No Dia Nacional do Voluntariado, lembrado na última terça-feira (28), o governo federal e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) realizaram no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), a premiação Viva Voluntário e o lançamento da plataforma de mesmo nome.

O evento foi parte da programação do Programa Nacional de Voluntariado, que combina ações institucionais e ferramentas para incentivar o engajamento dos brasileiros em atividades de impacto social em suas comunidades.

 

Como comer bem e melhor? Para ajudar os jovens a responder a essa pergunta, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) reúne na quinta-feira (6) 50 adolescentes e multiplicadores de diferentes comunidades do Rio de Janeiro. Meninos e meninas participarão de um workshop sobre alimentação saudável. Evento acontece na Biblioteca-Parque, no centro da capital fluminense.

 

Nos países da América do Sul, faltam informações para cerca de 60% dos indicadores que a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) utiliza no monitoramento de sete dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS.

A estimativa foi divulgada na segunda-feira (3) pela agência das Nações Unidas, responsável por acompanhar as oscilações de 21 estatísticas sobre fome, flora e fauna terrestres e aquáticas, entre outros temas.

 

O Brasil acaba de ganhar uma iniciativa que contribuirá para o enfrentamento das violências contra as mulheres: a plataforma digital “Violência contra as Mulheres em Dados”.

Projetada pelo Instituto Patrícia Galvão, a plataforma reúne pesquisas e dados recentes relacionados às violências contra mulheres no país, com foco na violência doméstica, sexual e online, no feminicídio e na intersecção com o racismo e a LGBTTfobia.

 

Websérie documental #Brasil5050, da ONU Mulheres, revela opiniões de especialistas, ativistas e parlamentares sobre democracia paritária, incentivo às candidaturas de mulheres, responsabilidade de partidos políticos e do eleitorado brasileiro para voto consciente e caracterização da violência política.

O empoderamento político das mulheres é uma das condições para o aumento de sua liderança e participação política. Para ativistas e especialistas de gênero, para além da filiação de mulheres nos partidos políticos, é preciso incentivo às candidaturas durante o período de campanha eleitoral.

 

Para marcar o Dia da Visibilidade Lésbica — celebrado nacionalmente em 29 de agosto — a campanha da ONU Livres & Iguais lança a série “O Corpo é nosso: direitos sexuais e reprodutivos de mulheres lésbicas”.

Em atividade na Casa da ONU em Brasília na segunda-feira (27), representantes de governo, sociedade civil e corpo diplomático discutiram a garantia dos direitos humanos e do tratamento justo a esta população.

O material da campanha é composto por sete cards, protagonizados por ativistas e representantes do movimento social, que destacam temas importantes para a saúde sexual e reprodutiva de mulheres lésbicas.

 

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), em conjunto com a embaixada da Argentina no Brasil, apresentou a representantes de governo federal, academia e comunidade internacional os resultados do estudo “Industrial Development Report – 2018”, na quarta-feira (29), em Brasília (DF).

O documento indica como países em desenvolvimento podem desenhar políticas públicas eficientes capazes de fomentar a geração de renda e a ampliação das capacidades produtivas nacionais.

 

Mais de 1,4 bilhão de adultos em todo o mundo não praticam atividades físicas suficientes. É o que revela a primeira pesquisa feita para estimar tendências globais sobre o hábito de se exercitar. Realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o levantamento usa dados de 2001 a 2016. No Brasil, a inatividade física afeta 47% da população.

 

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) realizou em agosto (15) uma palestra em Maceió (AL) sobre como implementar a agenda global de desenvolvimento urbano sustentável no estado, trazendo reflexões a partir da experiência internacional.

O evento contou com a participação de representantes do governo estadual, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da Prefeitura Municipal de Maceió, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Alagoas, do Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento Alagoas, além de professores e estudantes de universidades do estado.

 

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) lançaram este mês uma campanha online para lembrar o Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento, em 28 de agosto.

Escalpelamento é uma realidade violenta que afeta, em sua maioria, mulheres e meninas na região norte do Brasil. O grave acidente costuma ocorrer em embarcações de pequeno porte, durante a pesca artesanal ou o transporte para a escola, o trabalho e outros locais.

 

O Concurso de Ilustração da Lei Maria da Penha, promovido pelo Banco Mundial e pela Câmara dos Deputados, premiou uma nova geração de artistas que veem na diversidade e na solidariedade o caminho para dar mais poder às mulheres e enfrentar a violência.

Quarenta e quatro trabalhos concorreram nas categorias profissional (19) e amador (25). Os seis vencedores — condecorados no Congresso Nacional — foram escolhidos por voto popular, nas redes sociais, onde também é forte o movimento por mais direitos e menos abusos em todas as esferas da vida das mulheres.

 

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) lança nesta quarta-feira (29) em São Paulo, o relatório global “Turn the Tide: Refugee Education in Crisis” (Inverter a Tendência: Educação de Refugiados em Crise, tradução literal).

O documento mostra que, apesar dos esforços de governos, ACNUR e parceiros, a matrícula de crianças refugiadas em instituições de ensino no mundo não está acompanhando o crescimento da população refugiada. São 4 milhões de crianças refugiadas que estão fora da escola, um aumento de 500 mil pessoas em um ano.

 

O Centro de Excelência contra a Fome da ONU e a marca Hellmann’s realizaram em agosto o evento “Restaurante Sem Comida”. Em São Paulo, jornalistas, consumidores e influenciadores digitais levaram ingredientes esquecidos em suas geladeiras e viram o chef David Hertz transformar os alimentos em pratos incríveis. Uma pesquisa global da Unilever revelou recentemente que 61% dos brasileiros jogam fora alimentos em perfeito estado.

 

Foi divulgada na segunda-feira (20), em Recife (PE), a programação do primeiro intercâmbio de estratégia em acesso a mercado, que reúne técnicos de projetos apoiados pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) no Brasil. O evento formará novos assessores em acesso a mercado que auxiliarão agricultores familiares de várias partes do país a comercializarem seus produtos.

Até a sexta-feira (24), cerca de 30 técnicos dos projetos do FIDA no Brasil participarão de uma série de oficinas e visitarão comunidades rurais do interior do estado que trabalham com algum tipo de comercialização, além de empresas que recebem estes produtos para comercializar, a exemplo das redes varejistas Walmart e Grupo Pão de Açúcar, que receberão os técnicos de intercâmbio em seus centros de distribuição em Recife.

 

Uma delegação de agricultores da Bolívia concluiu na sexta-feira (31) uma visita ao Brasil, onde conheceram iniciativas bem-sucedidas de produção sustentável do algodão. A missão abordou políticas públicas para o setor, agroecologia, manufatura do algodão colorido e comercialização estatal.

Com a participação de oficiais e técnicos do governo boliviano, a viagem teve o apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores.

 

Países de trânsito e de destino têm obrigação de proteger os direitos humanos de migrantes venezuelanos, independentemente de seu status migratório, afirmaram hoje (5) dois comitês da ONU de especialistas independentes em direitos humanos. Organismos assinaram uma declaração conjunta, apoiada também pelo Escritório Regional para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).

 

Desde sua inauguração, em 1951, o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA-OPAS/OMS)  contou com um corpo técnico de excelentes profissionais comprometidos com a erradicação da febre aftosa no continente americano e, mais recentemente, na provisão de cooperação técnica nas áreas de zoonose e inocuidade de alimentos.

 

Em um contexto internacional marcado pela incerteza e pela volatilidade, as economias da América Latina e do Caribe crescerão em média 1,5% em 2018, indicou a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em novo relatório anual divulgado nesta quinta-feira (23).

Trata-se de uma redução de 0,7 ponto percentual frente à previsão feita em abril deste ano.

O organismo internacional também reduziu as projeções de crescimento para a economia brasileira. A atual projeção é de avanço de 1,6%, frente a 2,2% projetados em abril.

 

 

Agenda 2030 para o Desenvolvimento SustentávelInstagramTwitterYouTubeVimeoFacebookCadastro

Vidas Negras; Década Internacional de Afrodescendentes

Acesse aqui todas as oportunidades de estágio e trabalho: www.nacoesunidas.org/vagas/brasil e outras oportunidades e editais em www.nacoesunidas.org/tema/editais

Leia mais em www.onu.org.br e acesse nossas redes em www.nacoesunidas.org/redes

Para não receber mais, peça para remover. Para se inscrever, clique aqui. Para edições anteriores, clique aqui.


Fonte: https://nacoesunidas.org/boletim261/

Rio+20 ao vivo!