Ir al contenido

Cúpula dos Povos

Regresar a Notícias da ONU
Full screen Sugerir un artículo

Delegação da ONU visita projeto no Rio Grande do Sul sobre prevenção de HIV entre jovens

julio 11, 2018 15:51 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Viewed 8 times
Clique para exibir o slide.

Uma delegação do Grupo Temático Ampliado das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (GT UNAIDS) visitou nesta semana (10), em Viamão (RS), o projeto Tô Dentro, que debate com os jovens questões sobre HIV e sexualidade. A iniciativa tem uma estrutura de contêineres divididos em cinco estações. Em um passeio de cerca de 30 minutos, estudantes das redes municipal e estadual aprendem sobre prevenção, testagem, tratamento, preconceito, discriminação e percepção de risco.

Dos 18 mil estudantes do sistema de ensino público em Viamão, mais de 7 mil deles já participaram do Tô Dentro desde que o programa foi criado pelas Secretarias Municipais de Saúde e Educação, em 2016. O projeto foi levado também para Jaraguá do Sul (SC), situado a 620 km de Porto Alegre, mobilizando outros 3,5 mil alunos locais.

“O projeto Tô Dentro é um exemplo de como a criatividade, o empenho e a liderança política podem trazer respostas concretas para o HIV, com impacto direto para o cidadão. Este é um dos raros exemplos de parceria verdadeira entre Saúde e Educação para falar sobre esse tema”, afirmou Georgiana Braga-Orillard, diretora do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) no Brasil.

“Nós convidamos os membros do GT UNAIDS e parceiros para esta visita ao projeto para que vejam como Viamão está inovando na linguagem e na abordagem para levar essa reflexão sobre prevenção e sexualidade aos jovens. Acreditamos que isso possa ser uma realidade também em todo o estado e em outras partes do Brasil.”

Após as visitas às estações, as escolas participantes recebem apresentações teatrais, onde atores abordam temas de sexualidade para debater com os estudantes. A Secretaria de Saúde Municipal de Viamão já registrou um aumento na procura por testagem rápida e por serviços de saúde. Os resultados de uma enquete, feita com os estudantes antes e depois das visitações, serão divulgados em breve, mostrando o impacto das ações no nível de conhecimento desses jovens.

Primeira capital do estado do Rio Grande do Sul (até 1773), Viamão está situada na região metropolitana de Porto Alegre e é hoje um dos municípios mais populosos do estado, com cerca de 250 mil habitantes. Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, Viamão tem cerca de 3,1 mil pessoas vivendo com HIV. A taxa de detecção de casos de AIDS na cidade é de 46,3 para cada 100 mil habitantes, mais que o dobro da taxa nacional, de 18,5 casos por 100 mil habitantes.

O sucesso do Tô Dentro foi tão grande que Viamão implantou, em 2017, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, o projeto Galera Curtição, um jogo entre escolas municipais e estaduais. A competição põe em pauta tópicos como prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, incluindo HIV e AIDS, uso de álcool e outras drogas, questões de gênero, diversidade sexual, sexualidade, bullying e preconceito. O objetivo é promover saúde e integração na comunidade local.

Viamão é um dos 14 municípios gaúchos signatários da Declaração de Paris, além do próprio Rio Grande do Sul. Um dos principais compromissos do documento é acelerar a resposta ao HIV para alcançar as metas 90-90-90. Os objetivos preveem que, até 2020, 90% das pessoas vivendo com HIV conheçam seu estado sorológico, 90% dos indivíduos diagnosticados com o vírus estejam em tratamento antirretroviral e 90% deles estejam com carga viral indetectável.

As cidades e o estado fazem parte de um grupo de 41 cidades brasileiras, o estado de Santa Catariana e o Distrito Federal, que também já aderiram à Declaração de Paris. Em todo o mundo, mais de 200 cidades compõem essa rede de municípios chamados de Fast-Track Cities (Cidades pela Aceleração da Resposta).

A delegação do GT UNAIDS inclui ainda o representante do Fundo de População da ONU no Brasil (UNFPA), Jaime Nadal, que está na presidência do GT para o período de 2017-2018; representantes do Ministério da Saúde e de outras agências da ONU, como a UNESCO, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS); integrantes da sociedade civil e de organizações de pessoas vivendo com HIV.

Acesse a Declaração de Paris clicando aqui.

Conheça as ações mais recentes do GT UNAIDS clicando aqui.


Origen: https://nacoesunidas.org/delegacao-da-onu-visita-projeto-no-rio-grande-do-sul-sobre-prevencao-de-hiv-entre-jovens/

Rio+20 ao vivo!