Ir para o conteúdo

Cúpula dos Povos

Voltar a Notícias da ONU
Tela cheia Sugerir um artigo

Em dia mundial, UNESCO defende respeito à diversidade de tradições e identidades culturais

21 de Maio de 2018, 12:36 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 7 vezes
Celebrações do 21 de março na Austrália. Foto: Wikicommons/DIAC Images

Celebrações do 21 de março na Austrália. Foto: Wikicommons/DIAC Images

No Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento, celebrado nesta segunda-feira (21), a diretora-geral da UNESCO, Audrey Azoulay, defendeu o respeito igualitário pelas identidades e tradições, entendido como um “princípio ético e político”. Dirigente alertou para a necessidade de proteger expressões culturais ameaçadas pela homogeneização que acompanha a globalização.

“A diversidade cultural confere riqueza, cor e dinamismo à nossa vida. É uma abertura cognitiva e intelectual, assim como uma força motora para o desenvolvimento social e o crescimento econômico”, afirmou a chefe da agência da ONU.

Audrey lembrou que, em 2001, a UNESCO aprovou uma declaração universal na qual reconhece a diversidade cultural como parte do patrimônio comum da humanidade e como uma força motora para a paz e a prosperidade.

“É claro que a diversidade cultural, por si só, não é um fator da paz e do progresso. Para tanto, é necessário aprender, aprender sobre a alteridade, a habilidade de desviar o foco de si mesmo, de dialogar e reconhecer o valor oculto em cada cultura”, explicou a dirigente.

Segundo a autoridade máxima da UNESCO, é fundamental preservar línguas, artes, artesanatos e estilos de vida, “em especial dos povos considerados como minorias, para que elas não desapareçam pelo movimento de padronização que acompanha a globalização”. “Estes são elementos essenciais para definir as identidades individuais e coletivas e, com isso, sua proteção se enquadra no respeito à dignidade humana”, enfatizou.

Hoje celebramos o Dia Mundial da #DiversidadeCultural para o Diálogo e o Desenvolvimento! A cultura tem um enorme potencial de transformação social, diminuindo as desigualdades sociais e promovendo a #inclusão. Saiba mais sobre a data: https://t.co/fBubPU3nql #culturadepaz pic.twitter.com/Sr0TSgnGTu

— UNESCO no Brasil (@UNESCOBrasil) 21 de maio de 2018

Outro tema que diz respeito à data é o acesso à cultura. “Este é também um direito consagrado no Artigo 27 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, cujo 70º aniversário é comemorado neste ano: “Todo ser humano tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar do progresso científico e de seus benefícios”, lembrou Audrey.

A chefe da agência da UNESCO reconheceu que “a revolução tecnológica tornou muitas formas culturais e artísticas mais facilmente acessíveis”, mas ressaltou que ainda existem muitos obstáculos à distribuição igualitária de bens e serviços. “Isso afeta em particular as mulheres, as pessoas socialmente desfavorecidas e as comunidades minoritárias em seus próprios países”, disse.

Audrey acrescentou que “ser capaz de construir livremente a própria identidade, tomando como base várias fontes culturais, assim como ser capaz de desenvolver de forma criativa o próprio patrimônio, são os fundamentos de um desenvolvimento pacífico e sustentável de nossas sociedades”.


Fonte: https://nacoesunidas.org/em-dia-mundial-unesco-defende-respeito-a-diversidade-de-tradicoes-e-identidades-culturais/

Rio+20 ao vivo!