Ir para o conteúdo

Cúpula dos Povos

Voltar a Notícias da ONU
Tela cheia Sugerir um artigo

Mortes de migrantes e refugiados aumentam no Mediterrâneo

7 de Agosto de 2018, 17:43 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 18 vezes
Migrantes na costa da Líbia. Foto: ACNUR/Giuseppe Carotenuto

Migrantes na costa da Líbia. Foto: ACNUR/Giuseppe Carotenuto

Nos primeiros sete meses de 2018, mais de 1,5 mil migrantes e refugiados morreram no Mediterrâneo tentando chegar à Europa. Somente em junho e julho, 850 indivíduos faleceram durante a travessia. Os números foram divulgados neste mês (3) pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), que alerta para aumento no número de óbitos na comparação com 2017.

Desde o início do ano, uma em cada 31 pessoas que tentaram atravessar a rota morreu ou está desaparecida. No ano passado, a taxa era de uma em cada 49. De janeiro a julho, cerca de 60 mil indivíduos cruzaram o Mediterrâneo com destino ao continente europeu. O contingente equivale à metade do identificado para o mesmo período de 2017 e é menor que o de todos os anos desde 2014.

A Espanha se tornou o destino número um dos refugiados e migrantes, com mais de 23,5 mil chegadas ao país da Península Ibérica. Em segundo lugar, vem a Itália, com 18,5 mil, e a Grécia, com 16 mil. Do total de pessoas que fizeram a travessia, 13,5% vêm da Síria.

Segundo o organismo da ONU, traficantes de pessoas sobrecarregam embarcações, que são deixadas ao relento para barcos de resgate após a partida. Em botes precários e sem navegadores, as populações migrantes e refugiadas têm de esperar a ajuda de ONGs e autoridades para sobreviver e chegar ao continente.

“O ACNUR pede urgentemente aos Estados e autoridades ao longo das rotas de trânsito que tomem todas as ações necessárias para desmantelar e suspender redes de tráfico”, afirmou o enviado especial da agência da ONU para o Mediterrâneo, Vincent Cochetel.

“Para salvar vidas no mar, temos de usar medidas apropriadas e necessárias para responsabilizar os que visam lucrar com a exploração de seres humanos vulneráveis”, completou o dirigente.


Fonte: https://nacoesunidas.org/mortes-de-migrantes-e-refugiados-aumentam-no-mediterraneo/

Rio+20 ao vivo!