Ir para o conteúdo

Cúpula dos Povos

Voltar a Notícias da ONU
Tela cheia Sugerir um artigo

Projeto apoiado pelo Criança Esperança inaugura sede própria no DF

17 de Julho de 2018, 13:10 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 10 vezes
Clique para exibir o slide.

O Instituto Proeza inaugura nesta terça-feira (17) no Recanto das Emas, no Distrito Federal, sua primeira sede própria. Fundada em 2003, a organização da sociedade civil trabalha com o atendimento e o empoderamento de mulheres em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social, e também com crianças e adolescentes.

“É a realização de um sonho”, diz a diretora-presidente e cofundadora do instituto, Katia Ferreira, sobre a nova sede. Isso só foi possível porque a entidade recebeu apoio do Criança Esperança em 2015, momento da celebração dos 30 anos do programa.

“O Criança Esperança para nós foi um mergulho do qual todos saímos transformados. E eu não me refiro somente às pessoas da minha equipe e a nossos voluntários, mas a todos os que se beneficiam das atividades que oferecemos no Instituto Proeza”, diz Katia.

Atualmente, a organização apoia 68 mulheres bordadeiras, ensina balé para 40 crianças e oferece cursos de preparação para o vestibular (Pré-Vestibular Social) para 84 jovens da comunidade.

Além disso, o Proeza desenvolve o programa Boa, Garota!, uma ação que atende 20 meninas de 9 a 13 anos em situação de vulnerabilidade e que, muitas vezes, repetem as histórias de violência familiar, envolvimento com drogas e gravidez na adolescência vividas por suas mães. Em breve, o instituto também passará a oferecer aulas de canto e oficinas de escrita criativa.

O Proeza criou também um programa de voluntários para estimular e orientar jovens que estão entrando na universidade e iniciando uma profissão. A seleção dos voluntários para atuarem como professores ou tutores é realizada de forma criteriosa.

“Eu seleciono os professores e os cursos como se fossem para meus filhos frequentarem, sempre pensando na qualidade”, explica Katia.

Os índices de aprovação dos alunos que frequentam o Pré-vestibular Social, em especial na Universidade de Brasília (UnB), são altos e têm estimulado os professores e os alunos do curso: quase 50% deles entram nas universidades.

Desde 2016, quando a atividade começou, dos 52 alunos que frequentam o curso, 24 foram aprovados na UnB e na Universidade Federal de Goiás (UFG), e uma aluna entrou como bolsista em uma faculdade particular.

História

“O Instituto Proeza desenvolve um trabalho de excelência no resgate da autoestima dessas mulheres e empodera crianças e jovens na construção de novos caminhos de vida, criando oportunidades”, destaca a representante interina da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto.

Desde a sua criação, o Instituto Proeza trabalha com mulheres vítimas de violência doméstica e com crianças e jovens moradoras do Recanto das Emas, comunidade em situação de vulnerabilidade social.

Entre os projetos desenvolvidos pelo instituto, está o Mulheres e Crianças na Escola, com aulas de apoio escolar, balé e jiu-jitsu para os filhos e filhas das bordadeiras.

Em 2015, por meio da seleção especial para celebrar os 30 anos do Criança Esperança, a organização obteve apoio para a construção de sua sede, e inseriu em seu rol de atividades o Pré-Vestibular Social.

A inauguração da sede do Instituto Proeza contou com a colaboração de parceiros – pessoas físicas e jurídicas –, entre eles: o Programa Criança Esperança, uma parceria da Globo com a UNESCO; o Grupo dos Cônjuges de Chefes de Missão (GCCM); a Fundação Interamericana; a Zardo Arquitetura; a MeiaUm Arquitetura; o Instituto CR Almeida.

Outros parceiros incluíram o Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (CEAM/UnB); a Fundação Banco do Brasil (FBB); a Green Construção Sustentável; a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec). Além destes, outros colaboraram com produtos de suas empresas: São Geraldo; Cecin Sarkis; Ciplan; Fundex; Capézio Conceito; GPS Foundation; Vitral; e, Taguatinga Shopping.

Sobre o Criança Esperança

Há mais de 30 anos, o Criança Esperança cria oportunidades de desenvolvimento para crianças, adolescentes e jovens. Até agora, mais de 320 milhões de reais em doações foram investidos no Brasil, em mais de 5 mil projetos sociais, beneficiando mais de 4 milhões de crianças e adolescentes em todo país.

Os recursos arrecadados são depositados na conta da UNESCO, que é responsável pela seleção de projetos realizada anualmente, por meio de edital público. Após a seleção, a UNESCO monitora e realiza o acompanhamento técnico e financeiro dos projetos apoiados.


Fonte: https://nacoesunidas.org/projeto-apoiado-pelo-crianca-esperanca-inaugura-sede-propria-no-df/

Rio+20 ao vivo!