Ir para o conteúdo

Bertoni

Tela cheia

Blog do Bertoni

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | 1 person following this article.
Licenciado sob CC (by)

Meizu Pro 5 Plus: como se livrar do Android e instalar o Ubuntu Touch

9 de Abril de 2019, 16:16, por Bertoni - 0sem comentários ainda

Lançado em maio de 2015 o smartphone chinês Meizu Pro 5 Plus trazia FlymeOS 5.0 (uma versão do Android 5.1 Lollipop customizada pela empresa chinesa), hardware de smartphone top de linha e preço de intermediário, com um excelente custo benefício, chegando a ser considerado o Android mais rápido na época.

Meizu pro 5

Meses depois foi lançada a versão Ubuntu Edition, que como o nome já diz vinha com o sistema operacional da Canonical para dispositivos móveis.

O sucesso foi tremendo e as unidades produzidas logo desapareceram das prateleiras. Desconhecemos os motivos que levaram a Meizu e a Canonical a deixar de fornecer o Pro 5 Ubuntu Edition. Porém, no mercado de segunda mão há muitos dispositivos do modelo equipado com o Flyme OS. E muitos se perguntam se não é possível instalar o Ubuntu Touch nestes dispositivos Meizu.

A resposta é sim, porém precisa trabalhar um pouco para desencapetar o chinês e convertê-lo ao mundo livre.

Primeiro porque a empresa chinesa bloqueia o bootloader do aparelho, para que a substituição do sistema operacional dela não seja fácil e leve os menos perseverantes à desistência.

Segundo porque os tutoriais disponíveis na internet ou estão desatualizados ou fazem referência a links que já não mais estão ativos, gerando assim dores de cabeça para o cidadão que tentar hackear seu celular com o objetivo de usar um sistema operacional livre.

Mas vamos lá. Lembramos que não nos responsabilizamos por qualquer dano ou perda que o uso (ou mal uso) deste tutorial venha lhe causar. Mas não se assuste. Tome uma maracugina e mãos à obra.

O processo que usamos, por nossa conta e risco, para exorcizar o Meizu Pro foi o seguinte:

1) Instalar os pacotes adb e fastboot no Ubuntu Linux instalado em seu computador pessoal. Estes pacotes serão necessários fazer a comunicação entre o celular e o computador e transferir arquivos do computador para o celular.
a) Abra um terminal (konsole) e digite
sudo apt-get update

sudo apt-get install adb fastboot

2) Ativar o mode desenvolvedor no celular Android
a) Entre em Configurações
b) Entre em Opções do desenvolvedor
c) Ative Depuração USB

3)  Verificar se o modelo do smartphone  é internacional ou chinês.

Alerta de Spoiler: Se chinês, procure outro tutorial, pois este só funciona com o modelo internacional. Infelizmente, não temos grana para comprar um Meizu chinês para testes e elaborações de tutorais. Aceitamos doações. :-)

Para verificar se o modelo é internacional ou chinês abra o terminal (konsole) no PC e digite

adb shell

e tecle enter

Um shell do celular será aberto no terminal (konsole) do PC e você verá a seguinte linha

shell@PRO5:/ $

Digite após o cifrão:  getprop | grep hardware.version e a linha completa ficará assim:

shell@PRO5:/ $ getprop | grep hardware.version

O resultado esperado é o seguinte:

M576_mobile_public para o aparelho destinado ao mercado chinês e

M576_intl_official para o aparelho destinado ao mercado internacional

Continue usando este tutorial se o resultado que você obteve é M576_intl_official

Caso o resultado tenha sido M576_mobile_public ou desista, ou procure outro tutorial ou nos doe seu aparelho para que possamos fazer os testes e criar um novo tutorial se tudo der certo!

Saia do shell digitando exit e enter

4) Desbloquear o bootloader no celular.

Faça o back-up de seus dados que estão no celular. Você pode instalar o firmware e desbloquear o bootloader sem medo de ter seus dados apagados, mas é sempre bom ter uma cópia de segurança de seus dados.

Para desbloquear o bootloader no celular você precisará:

a) Baixe firmware do versão RC do FlymeOS. Para isso use o seguinte link:
http://www.mediafire.com/download/om2hc051g46sm47/update.zip  (acessado em 09.04.2019)

b) Copie o arquivo baixado para o armazenamento interno do celular

c) Desligue o smartphone

d) Desconecte-o do computador

e) Pressione power e volume-up ao mesmo tempo

f) Assim que o smartaphone entrar no modo de recuperação, selecione atualize o sistema e apague todos os dados do smartphone (wipe all data). O smartphone reiniciará e usará o arquivo update.zip para fazer a atualização do sistema operacional. Você precisará desligar o aparelho novamente.

g) Conecte o aparelho desligado no computador

h) Pressione longamente o botão liga/desliga (power) e o botão de abaixar volume (volume-down) simultaneamente até que o smartphone inicie no modo fastboot.

i) Abra um segundo terminal (konsole) no computador e digite o seguinte comando

sudo fastboot devices

em seguida digite

sudo fastboot oem unlock

para desbloquear o bootloader

j) Saia e retorne ao mode fastboot.

Mais uma vez pressione longamente o botão liga/desliga (power) e o botão de abaixar volume (volume-down) simultaneamente até que o smartphone inicie no modo fastboot.

Aparecerá a informação na parte inferior da tela

unlocked

k) Baixe no computador o recovey TWRP_3.0_m86.img usando o seguinte link
http://xep.8800.org/pro5/  (acessado em 09.04.2019)

l) Entre na pasta onde baixou o TWRP_3.0_m86.img

m) Flasheie (substitua) a imagem de recovery do Meizu que veio de fábrica pela imagem que acabamos de baixar.

Não se esqueça que o smartphone deve estar no modo fastboot!!!

Digite o comando:
sudo fastboot flash recovery TWRP_3.0_m86.img

n) Se tudo correu bem e não apareceu nenhuma mensagem de erro, saia do modo fastboot e entre em modo recovery. Pressione os botões liga / desliga (power) e aumentar volume (volume-up) ao mesmo tempo.

o) No celular, vá para settings (configurações) e selecione a opção use rm -f instead to formatting e deslize para a direita para confirmar a seleção

p) Vá para wipe e em seguida para advanced wipe e selecione tudo exceto a última opção microSD card e deslize o opção swipe to wipe, da esquerda para a direita.

q) Vá para backup e selecione tudo

r) Vá para selecionar armazenamento e escolha armazenameto interno e deslize da esquerda para a direta.

Pronto. Seu celular está pronto para receber o Ubuntu Touch 16.04.

5) Instalar o Ubuntu Touch 16.04

a) Em seu computador baixe o arquivo de backup da versão 16.04 do UT:
https://drive.google.com/open?id=1Zkh-nORwB8571V3LyGN7QzeaxD94ar49
  (acessado em 09.04.2019)

b) Copie o arquivo baixado para o aramazenamento externo do celular e ali descompacte-o.

c) Via terminal (konsole) acesse o armazenamento interno do celular, vá para a pasta

twrp/backup/*/m86

e apague todos os arquivos.

d) Copie o conteúdo do arquivo que você descompactou (conforme descrito no ponto "b") para a pasta que você acabou de esvaziar (conforme descrito no ponto "c"):

twrp/backup/*/m86

e) Vá para restore e restaure o backup

Durante o processo de restauração do backup, o sistema criará as partições de acordo com o as necessidades do UT 16.04.

Para que seu sistema seja iniciado você precisa instalar o recovery do Ubuntu Touch.

f) Baixe para o seu computador o recovery do UT no site do UBports

http://cdimage.ubports.com/devices/recovery-turbo.img  (acessado em 09.04.2019)

g) Flasheie (substitua) a imagem de recovery que está no celular pela imagem que acabamos de baixar.

Não se esqueça que o smartphone deve estar no modo fastboot!!!
Pressione os botões liga / desliga (power) e aumentar volume (volume-up) ao mesmo tempo.

h) No terminal (konsole) do computador, digite o comando:
sudo fastboot flash recovery recovery-turbo.img

O sistema operacional Ubuntu Touch 16.04 será transferido para o celular e ao término da transferência o dispostivo será reiniciado automaticamente. Você precisará sair do modo fastboot. Para tanto pressione os botões Home e Liga/Delisga (power) ao mesmo tempo.

Seu aparelho será reiniciado novamente e quando voltar das trevas já estará exorcizado com o Ubuntu Touch instalado e rodando.

Verifique se há atualizações, as instale e divirta-se com seu novo sistema operacional livre e seguro.

Veja outras informações que lhe podem ser úteis nos seguintes links

https://forums.ubports.com/topic/665/meizu-pro-5-without-any-os/4

https://forum.xda-developers.com/meizu-pro-5/how-to/unlocking-meizu-pro-5-chinese-t3734317

https://forum.xda-developers.com/meizu-pro-5/how-to/tutorial-unlock-bootloader-meizu-pro-5-t3303127

https://forum.xda-developers.com/meizu-pro-5/how-to/how-to-ubuntu-to-android-meizu-5-pro-t3395995

https://forum.xda-developers.com/meizu-pro-5/how-to/how-to-android-to-ubuntu-meizu-5-pro-t3396191

https://www.youtube.com/watch?v=nIvhHcJ2LCI

https://www.youtube.com/watch?v=R1CTme8_-u0

https://forums.ubports.com/topic/1610/meizu-pro-5-16-04-stable-backup-for-restoring-with-twrp

Notas: 
1) O trabalho de pesquisa foi realizado Marcoaurélio PC, o processo de desencapetamento foi feito por S.L. Bertoni e Marcoaurelio PC, a descrição dos processos executados e a elaboração deste artigo, ora feita por Marcoaurelio, ora por Bertoni.

2) Caso você tenha alguma informação útil a acrescentar, deixe seu comentário abaixo para que possamos atualizar o presente artigo.

3) Este artigo é publicado sob licença Copyleft.



Convergência: Telinha do celular na telona da TV

6 de Abril de 2019, 16:02, por Bertoni

Uma das grandes novidades anunciadas pela Canonical quando do lançamento do Ubuntu Phone era a convergência de telas/dispositivos.

Segundo a Canonical, a partir do smartphone com sistema operacional Ubuntu Phone, poderíamos trabalhar com monitores externos como em um desktop normal, entre outras possibilidades.

Pois bem! Testamos a tal da convergência no Ubuntu Touch, a continuidade do Ubuntu Phone mantida pela comunidade UBports depois que a Canonical desistiu do projeto de desenvolvimento de sistema operacional para smartphones.

Usamos os seguintes equipamentos:

  • Ultra mini teclado/mouse bluetooth
  • Ubuntu Touch 16.04 - OTA-8
  • Smartphone LG Nexus 5
  • Adaptador Slimport
  • TV Samsung 32"
  • Cabo HDMI


Convergencia 04Ultra mini teclado/mouse Bluetooth


Convergencia 05
Adaptador Slimport

 

Seguimos estes passos:

1) Pareamos o Ultra mini teclado/mouse bluetooth com o Nexus 5.

2) Através do aplicativo UT Tweak Tool configuramos o Usage Mode em Automatic. Pode ser também Windowed.
O aplicativo UT Tweak está disponível na OpenStore, a loja oficial do Ubuntu Touch.

3) Conectamos o adaptador Slimport à saída microUSB do celular.

4) Conectamos o carregador do celular na rede elétrica

5) Conectamos o adapator Slimport ao carregador do celular

6) Ligamos a TV

7) Conectamos o cabo HDMI na TV

8) Selecionamos na TV a entrada HDMI à qual conectamos o respectivo cabo

9) Conectamos o cabo HDMI ao adaptador Slimport.

Eis o resultado:

a) Tela para seleção de aplicativos em uso

Convergencia 01

b) Tela do Scope com os aplicativos disponíveis no sistema

Convergencia 03

c) Terminal Linux rodando no celular

Convergencia 02

d) Tela de configuração do Bluetooth

Convergencia 00

Resumindo: A convergência é uma realidade e a tendência de futuro.

Atualmente é funcional, mas algumas coisas precisam ser melhoradas.

Os processadores de arquitetura ARM que equipam os celulares atualmente esquentam muito quando trabalham em modo convergência. O consumo de energia também é alto (para os padrões dos smartphones) e por isso a necessidade de ter o adaptador Slimport conectado ao carregador do celular. Os fabricantes de hardware precisam desenvolver processadores ARM voltados a convergência, que não esquentem tanto, nem consumam tanta energia, entre outras coisas.

Também é preciso que sejam produzidos acessórios de melhor qualidade. Em nosso testes usamos acessórios simples cujo preço total foi de cerca de R$ 90,00. Como se tratam de equipamentos chineses, eles não devem custar mais que 15 ou 20 reais para o consumidor final chinês, ou seja, o custo de produção desses caras é menos de R$ 10,00... Logo, não se pode exigir que sejam hi-tech. São bons e servem para as experiências que estamos realizando, mas para o trabalho pesado não acoselhamos usá-los.

É preciso fazer ajustes no software. Funciona, mas contém alguns bugs e precisa de investimento e muitas horas de desenvolvimento de códigos.

Estamos seguros que assim que a comunidade UBports conseguir recursos (humanos, financeiros e computacionais) para solucionar os problemas existentes, a convergência será o grande diferencial do Ubuntu Touch.

Imagine você, com um celular no bolso, um tecladinho minúsculo, um adpatador microusb/HDMI e um cabo HDMI na bolsa, e ter consigo seu computador com peso total de aproximadamente 250g? E mais! Podendo usá-lo em qualquer lugar do mundo onde haja um monitor ou TV com entrada HDMI? Genial!

Seguiremos com nossos testes, desejando muito sucesso ao Ubuntu Touch e a todos os desenvolvedores de software livre que hoje tratam de trazer segurança, liberdade e convergência para o mundo dos smartphones.

 



Importando contatos para o Ubuntu Touch

23 de Março de 2019, 17:11, por Bertoni

Se você instalou o Ubuntu Touch em seu celular talvez esteja se perguntando como transferir contatos de seu antigo telefone Android para o UT.

Android para ubuntu touch

É bastante fácil importar contatos no Ubuntu Touch. Existem três maneiras:

  • importar contatos da sua conta do Google
  • importar contatos do SIM
  • importar contatos do arquivo .vcf (vCard)

Aqui falaremos do terceiro método.

Crie um arquivo .vcf em seu antigo aparelho Android. Para isso:

  • Entre em Contatos
  • Clique na opção de configurações
  • Selecione exportar para cartão SD / dispositivo de armazenamento

Copie o arquivo .vcf criado no Android para a pasta de Downloads de seu novo dispositivo Ubuntu Touch.

Abra a pasta Downloads, clique sobre o arquivo, selecione o aplicativo Contatos e pronto! Todos os contatos que estavam no antigo celular já estão disponíveis em seu novíssimo Ubuntu Touch!

Divirta-se!

 



José de Abreu, autoproclamado presidente do Brasil, é recebido pelo povo no aeroporto

9 de Março de 2019, 8:52, por Bertoni

José de Abreu, auto proclamado presidente do Brasil, retornou ao país nesta sexta-feira 08 de março e foi ovacionado ao desembarcar no Aeroporto Internacional do Galeão de onde seguiu diretamente para a Cinelandia!

Zé de abreu na cinelandia

Ao som de

"Sem caixa dois
Sem “feique nius”
José de Abreu
Presidente do Brasil!

José de Abreu, autoproclamado presidente do Brasil, foi recepcionado calorosamente por populares que o aguardavam no aeroporto.

No saguão do aeroporto internacional do Galeão, o presidente do Brasil jurou cumprir a Constituição Brasileira, segurando um exemplar da mesma:

"Prometo manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, resgatar a união, a integridade e a independência do Brasil"

Em resposta os populares cantaram

"O Bolsonaro mete o pé
Brasil pra frente
José de Abreu
É o nosso presidente"

Aos meios de comunicação de massa o presidente José de Abreu declarou que seu governo irá "mobilizar o Brasil contra o estado de coisas que estamos vivendo".

Já na Cinelandia o presidente José de Abreu se confraternizou com os presentes e posou para fotos ao lado de brasileiros e brasileiras

Zé de abreu stf

Zé de abreu lula livre



Mancha Verde ganha carnaval de Sampa com incentivo da Lei Rouanet

5 de Março de 2019, 22:46, por Bertoni

A Mancha Verde, escola de samba nascida de uma das torcidas organizadas do Palmeiras, é campeã do grupo especial do carnaval paulistano em 2019.

Mancha verde 2019

A super-campeã e tradicionalíssima Vai - Vai, escola que mais vezes venceu o carnaval paulistano (15 vezes), foi rebaixada e desfilará no grupo de acesso em 2020.

A Mancha foi a terceira a desfilar na madrugada de sexta-feira, 1°, para sábado, 2, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo.

Nas cores verde, branco e vermelho, a escola cantou, sambou e desfilou em homenagem à saga de uma guerreira negra. O samba-enredo, "Óxala, Salve a Princesa! A Saga de uma Guerreira Negra!", é um canto às tradições de origem africana: citou maracatu, Iemanjá, África e Zumbi dos Palmares.

Por meio da Crefisa, Leila Pereira doou R$ 3,4 milhões para o desfile da Mancha Verde neste ano via Lei Federal de Incentivo à Cultura (a popular Lei Rouanet). O montante foi significativamente maior do que os R$ 2,3 milhões de 2018...

Pois é, a Mancha Verde se sagrou campeã com a ajuda da lei Rouanet, tão criticada pelo Bozo e seus asseclas. A Mancha Verde torce pro mesmo clube que o Bozo diz torcer.

Será que os aloprados minions facistas vão acusar a Mancha Verde de petralha?

De artistas comunistas???

Seria a Crefisa um banco socialista?

Seria Leila Pereira uma agente estrangeira infiltrada a serviço do comunismo chinês?

Agente da KGB?

Ou a vitória da Mancha nada mais é que a confirmação do velho dito popular "Quem paga escolhe a música!" já que a Crefisa também é patrocinadora do Carnaval Paulistano?



Bertoni