Ir para o conteúdo

Bertoni

Tela cheia

Blog do Bertoni

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | 1 person following this article.
Licenciado sob CC (by)

Absurdos: Curitiba, Esquerda, Atentado, Redes Gringas

29 de Abril de 2018, 23:33, por Bertoni

Esquivelcontraatentao

Encaremos o texto abaixo como uma autocritica de seu autor e analisemos a situação absurda que vivemos todos nós.

Por Fernando Horta

Primeiro é preciso que tenhamos em conta o que está acontecendo:

1) O objetivo é acabar com o PT e a militância. Por isso prender Lula, colocar incomunicável e manter todo o partido controlado. É como dopar um leão ou um urso. Você precisa dele dócil. Toda vez que eles atacam surge a esquerda menchevique a falar em “instituições”, “responsabilidade” e “que não podemos morder a isca”. A pergunta é onde e com quem está a “responsabilidade” desta turma? Com o STF? Com o governo Temer? Ou talvez com algum candidato que se diz de esquerda e quer ver o PT morrer à míngua, Lula esquecido e a transferência de votos para si com base no absurdo discurso da “única solução”?

2) O golpe nunca foi planejado. Desde o início Temer e Cunha avançam e retrocedem completamente amedrontados. Dá para fazer duas páginas de momentos em que Temer voltou atrás. Eles chegaram onde chegaram porque nós da esquerda preferimos fazer petição no Avast e texto nas redes do que o enfrentamento nas ruas. (destaque desta edição, pois o autor publicou este texto originalmente na rede norteamericana acusada de vazar dados pessoais para uma consultoria que presta serviços a partidos de direita) O golpe chegou onde chegou porque nós estamos respeitando vidraças e carros e deixando companheiros serem mortos para não “mordermos a isca”.

3) “Quantas divisões você tem, general vermelho?” Bobagem, nunca foi necessário exército para fazer movimento de pressão política. E quando estes exércitos existiram eles foram fruto da luta e não existiram antes dela. A mesma frase, repetida pelos mesmos que querem a aniquilação silenciosa e indolor da esquerda, responde porque as “massas não estão nas ruas”. Ninguém vai seguir qualquer liderança cujo entendimento é fazer uma festinha em forma de passeata e depois correr para a casa com gás lacrimogêneo nos olhos e bala de borracha no corpo. Há meios de enfrentamento, o jogo não é dividido apenas entre o estado letárgico que estamos ou a revolução total. Mas para esta turma de mencheviques e SR o principal é nos convencer que “não há solução”. Talvez assim tudo termine como quer a direita, com Lula morto no cárcere e a imensa população de esquerda votando branco ou nulo nas eleições. Daí talvez, candidato que se diz de esquerda e vai a evento com a nata da direita possa ter alguma chance de chegar a algum lugar além dos seus 9%.

4) “Eles têm canhões, tanques, exército…” Bobagem. Eles não precisaram colocar nada disso nas ruas até agora. Precisou apenas de duas pessoas com desprezo pelas instituições para colocar um companheiro no hospital com tiro no pescoço. Precisou apenas um ignorante com relho para humilhar a esquerda e sair rindo. Apesar de fascista as forças armadas não são homogêneas, e se imaginadas homogêneas já se sabe que elas têm pouca capacidade de defesa no Brasil, imagina em situação de dúvida. Ademais, o poder simbólico que eles criaram com o medo não sofre o custo do uso. Por imaginar uma violência institucional, nunca agimos e assim eles se mantêm e o tempo passa. Lula preso a morrer à míngua, enquanto nos dizem para “temos responsabilidade”. A quem serve este discurso? A quem serve a passagem do tempo com a militância anestesiada, acreditando que não pode nada e não tendo força alguma? Certamente, aos mesmos candidatos que se postam como “única solução”.

5) “O povo nos abandonou, por erros da esquerda”. Sinceramente, esta frase na boca de alguém que se diz de esquerda deveria ser punida imediatamente com afastamento de qualquer ligação política com esta esquerda. Esta frase é a síntese argumentativa do golpe. Que vem, pela sua simples introjeção, acabando com a esquerda desde 2013. Mas, pior, esta frase é falsa. Os partidos de esquerda crescem, e dentre eles o PT cresce muito. A militância desorganizada do PT, consegue se opor aos bots e aos milhões em propaganda na internet e reelegeram Dilma. A mesma militância mantém o golpe sem conseguir totalmente se consolidar há três anos. Lula tem 50% dos votos válidos hoje. Se a direita tivesse qualquer coisa parecida este país já tinha caído no fascismo. O povo carece, neste momento, é de um norte. E muito porque parte da própria esquerda faz o jogo nefasto de erodir a força da militância por dentro. Tem sempre tem algo a que respeitar, uma vidraça a que cuidar, uma “armadilha” a que se evitar… enquanto isto somos presos sem provas ou mortos em emboscada à luz do dia ou na calada da noite.

É terrível ver estes grupos políticos sedizentes de esquerda fazendo o jogo da direita brasileira e servindo de quinta coluna. É terrível ver gente dando argumentações estapafúrdias para enaltecer o medo, vendendo confiança num processo político que já está deformado e com instituições políticas que já estão inutilizadas. Mas o pior é ver esta gente trabalhando incessantemente para diminuir a militância, para reduzir a indignação, para transformar o sentimento de mudança em “medo” ou “respeito” a uma série de valores que nunca foram os nossos.

Nunca um processo revolucionário começou como tal. Quem lê as micro-histórias das revoluções percebe a incerteza, percebe que os líderes não conseguiam ver com clareza muito à frente, mas nem por isto deixaram de incentivar a mudança e a mobilização. Dentro destes movimentos, por toda a história, sempre houve os grupos infiltrados. Aqueles que prezam mais suas posições do que a vida dos companheiros. Grupos que, mais cedo ou mais tarde, mostraram sua verdadeira cara. Aliando-se aos governos contra as massas e terminando suas vidas exaltados como “sensatos” pelo poder.

Não mais Kerensky’s. Não aceitem o discurso que lhes diminuam o ímpeto, que lhes digam que não podemos, não aceitem que lhes afirmem que “só existe uma solução”.

Companheiros estão sendo mortos nas ruas. Companheiros estão sendo torturados nas prisões em Curitiba e um companheiro está sendo morto aos pouquinhos, enfiado numa solitária sem sequer o direito a um médico.

Fora com os falsários da esquerda. Fora com aqueles que repetem o discurso dos que nos oprimem. Nenhuma mudança começou achando que ia fazer revolução. Mas revoluções começaram com as pessoas defendendo seus direitos mais básicos, como trabalhar e comer. E, não sei se notaram, mas estão destruindo o nosso direito de existir.



Para não errar na prova do ENEM

23 de Abril de 2018, 9:43, por Bertoni

Tiradireitos



O Brasil não é para principiantes

18 de Abril de 2018, 22:02, por Bertoni

Rita mota sousa

Por Rita Mota Sousa, Magistrada do Ministério Público Português

De tanto ouvir dizer que Lula da Silva tinha sido condenado sem provas decidir ler a sentença.

A lei brasileira ensombra o julgamento imparcial pois permite que Sérgio Moro seja o juiz na instrução e no julgamento. A falta de distanciamento mostra-se na sentença de Moro, sendo vários os momentos em que se diz "ofendido" com a defesa, ou se refere a "interferências inapropriadas do defensor", denotando ânimo e falta de distanciamento indesejáveis num juiz.

A decisão de Moro suscita várias perplexidades. A mais notável é porque não estão claramente identificados os factos provados. Toda a decisão é uma redonda motivação. Lula desconhece rigorosamente as circunstâncias em que lhe dizem que praticou o crime. É ler para crer.

Outra perplexidade: as notícias da Globo são consideradas matéria probatória. Aliás, dão-se por provados factos noticiados pela Globo - sem qualquer confirmação da sua veracidade, e só porque foram noticiados pela Globo. No ponto 376 diz-se: "Releva destacar que, no ano seguinte à transferência do empreendimento imobiliário para a OAS Empreendimentos, o Jornal O Globo, publicou matéria da jornalista Tatiana Farah, mais especificamente em 10/03/2010, com atualização em 01/11/2011, com o seguinte título "Caso Bancoop: tríplex do casal Lula está atrasado (...)". E no ponto seguinte: "a matéria em questão é bastante relevante do ponto de vista probatório".

Notícias da Globo são convocadas noutros pontos da sentença como determinantes para prova da propriedade do apartamento, sedo-lhes mesmo atribuído o valor de documentos.

Isto não é de somenos, se pensarmos que se trata de um dos jornais mais lidos no Brasil. Ora, Sérgio Moro atribuiu grande peso ao facto de funcionários do prédio, sem nunca justificarem porquê, terem declarado que viam em Lula o proprietário do apartamento. Impor-se-ia ao julgador perguntar se não poderia ser assim em virtude das sucessivas notícias da Globo que repetidamente o afirmaram.

Um outro eixo central da condenação são as mensagens transcritas.

As duas primeiras conversas são de fevereiro de 2014. A primeira decorreu entre Léo Pinheiro e Paulo Gordilho, respetivamente o empreiteiro e o engenheiro da OAS e ambos arguidos:

Paulo Gordilho: "O projeto da cozinha do chefe tá pronto se marcar com a Madame pode ser a hora que quiser".

Léo Pinheiro: "Amanhã as 19h. Vou confirmar. Seria bom tb ver se o de Guarujá está pronto".

Paulo Gordilho: "Guarujá também está pronto".

Léo Pinheiro: "Em princípio amanhã as 19h".

Paulo Gordilho: "Léo. Está confirmado? Vamos sair de onde a que horas?".

Léo Pinheiro: "O Fábio ligou desmarcando. Em princípio será as 14h na segunda. Estou vendo. Pois vou para o Uruguai"

Paulo Gordilho:" Fico no aguardo. Leo Pinheiro: OK" .

A segunda decorreu entre pessoa não identificada e Leo Pinheiro:

- Ok. Vamos começar qdo. Vamos abrir 2 centro de custos: 1.º zeca pagodinho (sítio) 2.º zeca pagodinho (Praia)

-Ok.

- É isto, vamos sim.

- Dr. Léo o Fernando Bittar aprovou junto a dama os projetos tanto de Guarujá como do sítio. Só a cozinha Kitchens completa pediram 149 mil ainda sem negociação. Posso começar na semana que vem. E isto mesmo?

- Manda bala.

- Ok vou mandar.

- Ok. Os centros de custos já lhe passei?

- Conversando com Joilson ele criou 2 centros na investimentos. 1. Sítio 2. Praia. A equipe vem de SSA são pessoas de confiança que fazem reformas na oas. Ficou resolvido eles ficarem no sítio morando. A dama me pediu isto para não ficarem na cidade.

- Ok.

A terceira mensagem é de agosto de 2014, e foi trocada entre o empreiteiro e um executivo da OAS:

Marcos Ramalho: "Dr. Léo. A previsão de pouso será por volta das 9.40, alguma orientação quanto ao horário do compromisso. Obs.: Reinaldo acredita que chegará no local que o Senhor indicado por volta das 10.30".

Leo Pinheiro: "Avisa para a Cláudia (sec) do nosso Amigo para que o encontro passe para as 10.30 no mesmo local".

Marcos Ramalho: "Ok. Leo Pinheiro: Avisou?".

Marcos Ramalho: "Falei com Priscila. Ela tentou transferir no celular de Claudia, mas ela está no banho e ficou de me ligar em 15 minutos. Pelo horário ela já deve está me ligando. Aviso o Senhor assim que falar com ela".

Leo Pinheiro: "É urgente".

Marcos Ramalho: "Dr. Léo. Alterado para 10.30. Falei com Claudia e agora falei o Fábio (filho)".

Marcos Ramalho: "Dr. Léo. Segue o celular de Dr. Fábio. 04111999739606".

Leo Pinheiro:" Avisa para o Dr. Paulo Gordilho".

Marcos Ramalho: "Acabei de avisar Dr. Paulo Gordilho".

Marcos Ramalho: "Dr. Léo, Dra. Lara só pode atender o senhor as 14.30. Deixei confirmado e fiquei de dar OK pra ela assim que falasse com o Senhor".

O teor das mensagens é simplesmente anódino. A segunda delas será a mais comprometedora. Mas Sérgio Moro não explica por que razão conclui que Lula da Silva é "zeca pagodinho", limitando-se a concluir que é assim. De todo o modo, estas mensagens não são suficientes para se concluir que o apartamento foi oferecido a Lula da Silva, que nem sequer intervém em nenhuma daquelas comunicações.

O elemento de prova crucial foi o depoimento de Léo Pinheiro, que aceitou colaborar com a investigação para ter a sua pena reduzida. Fê-lo perante a perspectivava de passar, pelo menos, mais 26 anos preso.

Este arguido foi detido pela primeira vez em novembro de 2014. Em junho de 2016, já em prisão domiciliária, dispôs-se à colaboração premiada. Esta disponibilidade é contemporânea com a sua primeira condenação, por sinal ditada por Moro, em 16 anos e 4 meses de prisão efetiva. A proposta de colaboração foi rejeitada.

Em setembro de 2016, Sérgio Moro ordena a prisão carcerária de Léo Pinheiro, que entretanto também vira a sua pena agravada para nada menos do que 26 anos de prisão. Em abril de 2017 Léo Pinheiro muda de advogados e propõe nova colaboração, desta vez confessando ter oferecido a Lula da Silva o apartamento tríplex. A proposta de colaboração foi, então, aceite.

Atualmente, e ainda sem qualquer acordo de colaboração premiada concluído, a pena de Léo Pinheiro no processo Lula passou de 10 anos a 3 anos de prisão - em regime semi-aberto e grande parte da qual já cumprida. A colaboração trouxe-lhe enorme benefício, sendo a diferença entre passar o resto da sua vida preso ou apenas uma pequena parte. Quando o prémio é desta grandeza será muito tentador contar o que a acusação quer ouvir. O julgador não pode deixar de ter presente esta lei da vida.

Em termos de documentos, a prova queda-se com a cópia carbono de "Proposta de adesão sujeita à aprovação" assinada por D. Marisa em 12/04/2005 relativamente à aquisição do apartamento 174 (o "apartamento tipo"); e com o original daquele documento, que foi rasurado para o numero 141 (correspondente ao tríplex), ambos apreendidos em casa de Lula.

Entre 2009 e 2014 o apartamento foi visitado duas vezes pela família de Lula de Silva, que não acompanhou os trabalhos de remodelação. Não será plausível que as remodelações tenham sido feitas para seduzir o ex-presidente à aquisição do imóvel? Na altura, Lula era uma figura de prestígio mundial, cuja presença garantiria valor não só ao imóvel, mas até a toda a área. Por outro lado, não sendo Lula, em 2014, presidente do Brasil, por que razão haveria o empreiteiro de se sentir obrigado a remodelar-lhe o apartamento?

Tenho para mim que Sérgio Moro levou o conceito de prova indiciária demasiado longe. Nenhuma das provas é suficientemente consistente e conclusiva. Não afirmo a inocência de Lula. Mas entendo que a sua culpa não ficou suficientemente demonstrada para a condenação. E, tal como muitas vezes se repete pelos tribunais, melhor fora um culpado em liberdade do que um inocente preso.

Fonte: Jornal de Notícias, Portugal

 



Recado dos Simpsons para a ignorante direitista gaúcha

18 de Abril de 2018, 21:36, por Bertoni

A senadora gaúcha, funcionária da RBS, precisa assistir The Simpons!

Bart tem muito a lhe ensinar, senhora reacionária.

Al jazeera não é al qaeda



Ford Focus e Mazda 3, irmãos cada vez mais parecidos entre si

17 de Abril de 2018, 10:47, por Bertoni

A Ford apresentou a linha 2019 do Ford Focus, o médio de sucesso da montadora norteamericana.

A Mazda, montadora japonesa que faz parte do grupo Ford, também apresentou a nova versão do consagrado Mazda 3.

E o que vemos?

Que os irmãos desenvolvidos sobre a mesma plataforma não estão parecidos apenas por baixo, onde os olhos não veem, mas também no design, nas linhas curvas, acentuadas e chamativas, ainda que o modelo japonês pareça mais esportivo que o comportado medio norteamericano

Confira:

Mazda 3 Hatch

2019 mazda 3 hatch

Ford Focus Hatch

Ford focus st 2019 hatch

Mazda 3 Sedan

2019 mazda 3 sedan

Ford Focus Sedan

Ford focus 2019 sedan

Cá entre nós esse Focus Sedan aí da foto tem uma cara de tiozão, lembrando o ar cansado do Ford Mondeo de segunda geração... Espero que ao vivo em cores, ele pareça mais jovem...



Bertoni

Сообщения блога