Ir para o conteúdo

Bertoni

Voltar a Blog do Bertoni
Tela cheia

Convergência: Telinha do celular na telona da TV

6 de Abril de 2019, 16:02 , por Bertoni - | No one following this article yet.
Visualizado 332 vezes

Uma das grandes novidades anunciadas pela Canonical quando do lançamento do Ubuntu Phone era a convergência de telas/dispositivos.

Segundo a Canonical, a partir do smartphone com sistema operacional Ubuntu Phone, poderíamos trabalhar com monitores externos como em um desktop normal, entre outras possibilidades.

Pois bem! Testamos a tal da convergência no Ubuntu Touch, a continuidade do Ubuntu Phone mantida pela comunidade UBports depois que a Canonical desistiu do projeto de desenvolvimento de sistema operacional para smartphones.

Usamos os seguintes equipamentos:

  • Ultra mini teclado/mouse bluetooth
  • Ubuntu Touch 16.04 - OTA-8
  • Smartphone LG Nexus 5
  • Adaptador Slimport
  • TV Samsung 32"
  • Cabo HDMI


Convergencia 04Ultra mini teclado/mouse Bluetooth


Convergencia 05
Adaptador Slimport

 

Seguimos estes passos:

1) Pareamos o Ultra mini teclado/mouse bluetooth com o Nexus 5.

2) Através do aplicativo UT Tweak Tool configuramos o Usage Mode em Automatic. Pode ser também Windowed.
O aplicativo UT Tweak está disponível na OpenStore, a loja oficial do Ubuntu Touch.

3) Conectamos o adaptador Slimport à saída microUSB do celular.

4) Conectamos o carregador do celular na rede elétrica

5) Conectamos o adapator Slimport ao carregador do celular

6) Ligamos a TV

7) Conectamos o cabo HDMI na TV

8) Selecionamos na TV a entrada HDMI à qual conectamos o respectivo cabo

9) Conectamos o cabo HDMI ao adaptador Slimport.

Eis o resultado:

a) Tela para seleção de aplicativos em uso

Convergencia 01

b) Tela do Scope com os aplicativos disponíveis no sistema

Convergencia 03

c) Terminal Linux rodando no celular

Convergencia 02

d) Tela de configuração do Bluetooth

Convergencia 00

Resumindo: A convergência é uma realidade e a tendência de futuro.

Atualmente é funcional, mas algumas coisas precisam ser melhoradas.

Os processadores de arquitetura ARM que equipam os celulares atualmente esquentam muito quando trabalham em modo convergência. O consumo de energia também é alto (para os padrões dos smartphones) e por isso a necessidade de ter o adaptador Slimport conectado ao carregador do celular. Os fabricantes de hardware precisam desenvolver processadores ARM voltados a convergência, que não esquentem tanto, nem consumam tanta energia, entre outras coisas.

Também é preciso que sejam produzidos acessórios de melhor qualidade. Em nosso testes usamos acessórios simples cujo preço total foi de cerca de R$ 90,00. Como se tratam de equipamentos chineses, eles não devem custar mais que 15 ou 20 reais para o consumidor final chinês, ou seja, o custo de produção desses caras é menos de R$ 10,00... Logo, não se pode exigir que sejam hi-tech. São bons e servem para as experiências que estamos realizando, mas para o trabalho pesado não acoselhamos usá-los.

É preciso fazer ajustes no software. Funciona, mas contém alguns bugs e precisa de investimento e muitas horas de desenvolvimento de códigos.

Estamos seguros que assim que a comunidade UBports conseguir recursos (humanos, financeiros e computacionais) para solucionar os problemas existentes, a convergência será o grande diferencial do Ubuntu Touch.

Imagine você, com um celular no bolso, um tecladinho minúsculo, um adpatador microusb/HDMI e um cabo HDMI na bolsa, e ter consigo seu computador com peso total de aproximadamente 250g? E mais! Podendo usá-lo em qualquer lugar do mundo onde haja um monitor ou TV com entrada HDMI? Genial!

Seguiremos com nossos testes, desejando muito sucesso ao Ubuntu Touch e a todos os desenvolvedores de software livre que hoje tratam de trazer segurança, liberdade e convergência para o mundo dos smartphones.

 


Bertoni