Ir para o conteúdo

Diógenes Brandão

Tela cheia

Blog

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | 1 person following this article.
Licenciado sob Copyleft

Eleições Pará: O jogo e seus jogadores

30 de Junho de 2014, 8:53, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Nesta segunda-feira (30) termina o prazo para a realização das convenções partidárias em todo o Brasil e no Estado do Pará nove (09) partidos realizam suas convenções hoje. São eles: PSDB, PT, DEM, PSD, PSB, PR, PMN, PTB e o PMDB.

Destes, só o PT traz uma liderança de peso ao Estado para homologar sua decisão. Trata-se de ninguém mais ninguém menos que o ex-presidente Lula que participará de um evento hoje à tarde onde consolidará a aliança do seu partido com o PMDB, que ele mesmo ajudou a construir no decorrer deste ano e deverá gostar do resultado apurado até aqui. A liderança de Helder Barbalho na recente pesquisa do Instituto Alvo, mostra que os planos estão indo conforme planejado.

Helder Barbalho conta com o apoio do PT e do DEM numa coligação inusitada e que tirou do PSDB um aliado histórico.
Além disso, o PT assiste com entusiamo o racha na base aliada do governo Jatene, que deve lançar mais de um candidato para disputar a única vaga ao senado, colaborando para a eleição de Paulo Rocha (PT), candidato único apresentado pela oposição, que conta  um arco de 11 partidos coligados. São eles: PMDB, PT, DEM, PCdoB, PR, PDT, PROS, PHS, PSL, PTN e PPL.

Da parte dos tucanos, a convenção que apontará Simão Jatene como candidato à reeleição, teve que contar com esforços extras para acalmar o senador Mário Couto, que depois de chamar o governador Jatene de "Safado", havia prometido disputar com o alcaide, a preferência do PSDB para a cadeira de governador, batendo chapa na convenção partidária, prevista também para esta segunda-feira (30).

Com as negociatas feitas e os ânimos abrandados, 14 partidos estarão colaborando com a reeleição de Jatene, entre eles, o PSD do vice-governador Helenilson Pontes o qual disputará junto com Mário Couto (PSDB) a vaga ao senado e dividirão a máquina do Estado para suportar ambas as candidaturas.

Já a candidatura de Jefferson Lima (PP) ao senado ainda será avaliada pelo partido, também nesta segunda (30). É importante salientar que o PP de Gerson Peres definiu manter-se como base aliada de Dilma e no Pará pretende manter-se aliado de Jatene.

Simão Jatene aposta num time de densidade eleitoral para reeleger-se e para tal reatou os laços com antigos amigos.
As especulações da candidatura de Duciomar Costa para o governo e/ou senado até agora não passam de especulações. Em sua edição de hoje, o Jornal O Liberal trouxe a nota abaixo, na qual o ex-prefeito condenado e com os bens bloqueados pela justiça, ainda tem futuro incerto, mas limita-se ao cargo de deputado estadual ou federal, destoando com as informações trazidas pela matéria do jornal Diário do Pará, que afirma que Duciomar será mais um na frota de Simão Jatene que visa levá-lo à reeleição com a ajuda dos votos dos candidatos a pretensos senadores, somando a estes o nome de uma ilustre desconhecida indicada pelo Dep. Wladmir Costa, a Marcela Tolentino do Partido Solidariedade.

O Liberal diz que Duciomar será candidato a deputado Estadual ou Federal.

O Diário do Pará afirma que Duciomar será candidato ao senado.

Certos mesmos, só os candidatos do PRTB, PV e do PSOL, que virão com Elton Braga, Zé Carlos Lima e Marcos Carrera respectivamente, os quais prometem esquentar os debates e tentar azedar o favoritismo de Helder Barbalho e Simão Jatene, mesmo que esta possibilidade seja muito remota, pois as eleições deste ano deverão ser disputadas de fato pelos dois principais blocos rivais, coordenados pelo PMDB e do PSDB.

Quem viver, verá.
Receba atualização do Blog no seu email.



Eleições Pará: Helder lidera com diferença de 8% contra Jatene

30 de Junho de 2014, 3:16, por Desconhecido - 0sem comentários ainda



A pesquisa do Instituto Alvo divulgada no portal UOL, na última sexta-feira (27) pelo blogueiro Fernando Rodrigues, mexeu com os bastidores da política paraense.

Como não poderia deixar de ser, as redes sociais refletiram o clima de disputa entre os dois principais partidos em disputa. De um lado os peemedebistas comemoraram o resultado, alertando que a diferença chegará a ser maior quando forem divulgadas as pesquisas eleitorais envolvendo todo o Estado. Do outro,  tucanos desqualificaram a pesquisa dizendo ela foi comprada.



Nela, Helder Barbalho (PMDB) aparece liderando as intensões de voto na capital do Estado do Pará, onde supostamente Simão Jatene (PSDB), atual governador que disputa a reeleição deveria estar em primeiro lugar nas citações populares, já que seu partido administra Belém e quase toda a região metropolitana que recebem a maior parte dos investimentos do tesouro estadual.



Em relação à disputa nacional, a presidência Dilma (PT) dispara como mais do que o dobro das intensões de voto de seu maior concorrente, o senador Aécio Neves (PSDB).

O blog informa que a pesquisa da Alvo Marketing e Publicidade foi custeada pela própria empresa para fins de análise e que esta mantém a mais completa página de pesquisas eleitorais da internet brasileira, com levantamentos de todos os institutos desde o ano 2000. 

Foram entrevistadas 625 pessoas em Belém nos dias 17 a 21 de junho de 2014 e está registrada na TRE-PA sob o protocolo número PA-00002/2014. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
Receba atualização do Blog no seu email.



Júlio César, o craque que salvou o Brasil

29 de Junho de 2014, 1:05, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Nosso craque nos traços do JBosco Azevedo.

Se houve algum brasileiro que tenha assistido ao jogo do Brasil contra o Chile, neste sábao (28) e não tenha sofrido com a angustiante e vibrante partida, que se apresente. Quero entrevistá-lo e entender tamanha insensibilidade.

Tá certo que o Brasil mesmo tendo sido invadido pelos Europeus em 1500 e só ter tido sua 1º universidade em 1930, tenha feito este país ser desigual, cheio de contradições e injustiças, mas não torcer pela seleção brasileira é de um radicalismo que precisa ser estudado.

No entanto, justifica-se o aumento de pessoas que mesmo não sendo nenhum intelectual deprimido - confesso que já fiquei assim em muitos carnavais, mas me curei - foram contaminadas pelo pessimismo do clima do #nãovaitercopa, embalado por nossa famosa mídia que não é preciso apresentá-la. 

No entanto, o papo agora é a vitória do Brasil e o talento de ambos os goleiros, tanto do Brasil quanto do Chile que foram cruciais para causar tantas fortes emoções no jogo que eliminou os vizinho e classificou nossa seleção para a próxima fase.

Vamos à matéria do portal R7 que noticiou o fato de forma interessante:

Considerado um dos responsáveis pela eliminação do Brasil na última Copa do Mundo, Júlio César salvou a seleção neste sábado, ao se mostrar decisivo na disputa de pênaltis que selou a classificação dramática às quartas de final.

Questionado pela idade avançada e pelo fato de atuar no modesto Toronto FC, Major League Soccer norte-americana, o goleiro de 34 anos calou os críticos com uma atuação memorável contra o Chile.

Júlio César já começou se destacando antes mesmo dos pênaltis. Aos 17 minutos do segundo tempo, fez uma defesa milagrosa em chute à queima-roupa de Aránguiz, do Internacional.

Nos minutos finais da prorrogação, o goleiro contou com a sorte, quando viu uma bomba de Pinilla explodir no seu travessão.

Júlio César foi o "carrasco" de Pinilla, já que também defendeu um pênalti do atacante, antes de repetir a dose diante de Alexis Sánchez, maior estrela da "Roja" chilena.

O goleiro roubou a cena no Mineirão e ganhou até elogios do craque Neymar. "Júlio César é um fenômeno, um gigante. Na hora que tem que aparecer, ele aparece", comentou o camisa 10 depois da partida.

"Estou muito feliz. Acho que o povo brasileiro precisava disso. Eu e os outros jogadores também. Ainda não ganhamos nada, mas a partida de hoje me deu uma força maior", emocionou-se Júlio César, que há poucos meses ainda ouvia críticas por ter deixado o futebol europeu para "jogar com Mickey e Pato Donald".

Júlio César também mostrou seu poder de liderança, ao ir à beira do gramado para pedir o apoio da torcida no final da prorrogação.

Em seguida, porém, o goleiro sentiu a pressão da responsabilidade na hora da disputa de pênalti e começou a chorar, em uma das imagens que ficará marcada na história deste Mundial.

"Nunca escondi que sou emotivo. Vários jogadores me cercaram para me dar força, falando coisas muito bonitas. Sabia que precisava ficar focado para decidir o nosso futuro nesta Copa do Mundo", lembrou.

Com as lágrimas, também voltou à tona o trauma da eliminação nas quartas de final da última Copa, quando errou numa saída de bola e trombou com Felipe Melo no gol que iniciou a virada por 2 a 1 da Holanda, em 2010, na África do Sul.

"Preciso continuar focado para realizar meu sonho de ser campeão mundial. Sair da última Copa como vilão foi muito difícil. Nada acontece por acaso", lembrou.

"Me preparei bem psicologicamente para esta Copa no Brasil e preciso agradecer ao Felipão pela confiança, que me deu tranquilidade para fazer meu trabalho", completou Júlio César, o primeiro atleta "garantido" pelo treinador entre os 23 convocados para a competição, em setembro.

Na época, ele passava por um dos piores momentos de sua carreira por ter sido barrado do Queens Park Rangers, da segunda divisão inglesa.

Mesmo emocionado, o goleiro não perdeu o bom humor. "Tomara que as outras partidas não sejam decididas nos pênaltis, porque, senão, muita gente terá problemas no coração", brincou.


Receba atualização do Blog no seu email.



Monitoramento Eleitoral: acompanhe o humor do brasileiro com os candidatos a presidente

27 de Junho de 2014, 0:52, por Desconhecido - 0sem comentários ainda




A A2C, uma das maiores agências digitais do Brasil, e o Livebuzz, especializado em monitoramento de marcas, criaram o “Monitor Eleitoral”.

> Método

Os robôs do Livebuzz captam as menções a Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos, feitas por usuários do Twitter, Facebook, Flickr, Instagram, Google Blogs, Google Plus, Google News, LinkedIn, Orkut, RSS, Yahoo!, Tumblr, Youtube, Vimeo, SlideShare, Mercado Livre, Reclame Aqui e Foursquare, e com base no que dizem as mensagens classificam os índices dos candidatos.

Um algoritmo simples trata os dados sequestrados em três eixos:

1. Total das menções a cada candidato, o que lhe mede o nível de conhecimento;

2. A compartimentação dessas menções por sentimento positivo ou negativo em relação a cada um (as menções neutras são desprezadas);

3. No cotejo do 1 com o 2 gera o “Índice de Saudabilidade” dos candidatos, que doravante chamarei de IS.

> Antes e depois do xingamento

Observei as quantas ia o humor do brasileiro com a presidente Dilma nas bordas da abertura da Copa, quando ela foi grosseiramente xingada, pois ali reinava um recalque devido ao povo ainda não estar imerso no clima da competição.

Na véspera da abertura da Copa, o IS da presidente estava em meros 2%, mas as grosserias desferidas à presidente funcionaram na base do “feitiço virou contra o feiticeiro”: um dia depois do xingamento o IS dela disparou para 15%.

A síndrome da vitimização ajudou Dilma. Pesquisas do PT demonstraram que mais da metade dos brasileiros reprovou a grosseria. Isso bastou ao PT vociferar o discurso da “elite branca”.

> Consertando

O equívoco da reação foi diagnosticado pelo ministro da Secretaria-Geral da presidência, Gilberto Carvalho, que pronto se escalou para consertar o maniqueísmo do “nós” contra “eles”: dividir o Brasil não é a melhor forma de fazer política em momento tão delicado do governo.

Ontem (25), Lula, que a princípio também embarcou na dicotomia, complementou a fala de Carvalho ao afirmar que “possivelmente a gente [o PT] tenha culpa, vou repetir: que a gente tenha culpa de não ter cuidado disso com carinho”.

As falas de Carvalho e Lula indicam que o Planalto considera que mesmo aqueles que criticam o governo podem opinar por Dilma e que a campanha não pode ser uma querela entre os contra e os a favor da Copa, pois esse é um debate eventual entre conceitos e não um cabo de força entre brasileiros e apátridas.

> Por dentro do IS

O IS de Dilma chegou a 20%, mas fechou ontem (25) em 12%, o de Aécio em 57% e o de Campos em 54%. Dilma é a candidata menos saudável, porque apenas 12% das citações feitas a ela nas redes nomeadas são positivas.

Todavia, tal realidade se pode dar em função de Dilma ser a presidente e a candidata mais conhecida entre os três, mas pode indicar que ela precisa mudar o comportamento pessoal e do governo para romper essa esquina e, por efeito, mudar a opinião pública sobre ela, subindo o seu IS.

> Mudar ou formar opinião?

A campanha, portanto, será um dilema para os marqueteiros da presidente: como mudar Dilma para que mude a opinião pública sobre ela? Podem ainda concluir que é possível vencer com IS tão baixo e apenas tocar o barco com a cara fechada.

Mas para os feiticeiros de Aécio e Campos a moeda é a mesma, embora vista pelo lado oposto.

Como Dilma, até hoje, acumula muito mais menções (68.028) que Aécio (16.898) e Campos (7.544), isso é sinal que há uma opinião formada sobre ela que lhe pode embarcar derrota, e que ainda não há uma opinião formada sobre eles a ponto de lhes alavancar expectativa de vitória.

A pergunta é: é mais difícil, ou mais fácil, mudar ou formar opinião? Quem for mais competente na resposta, e nos meios para operacionalizar a consecução, poderá ser o portador da taça.
Receba atualização do Blog no seu email.



O reizinho e suas bravatas

26 de Junho de 2014, 17:45, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Nota em destaque na coluna "Repórter Diário", do jornal Diário do Pará, em 26.06.2014.

Depois que revelei o Rei da quitanda defendendo o tucanistão paraense, o jornal Diário do Pará percebeu a onda de solidariedade que este blogueiro vem recebendo de vários internautas e noticiou o fato, confirmando a má fama e os atos de covardia e empáfia do reizinho, na coluna mais lida e comentada do jornal, o Repórter 70, na edição desta quinta-feira (26).

Conversando com amigos advogados que estão de prontidão para agir em minha defesa, constatamos com estranheza o fato de que Ronaldo Maiorana, sendo um rico advogado, que possivelmente conhece as leis e tem todo o direito (e dinheiro) de defender sua vida e a de seus filhos - ainda não cumpriu a promessa de procurar a polícia e denunciar aqueles que, segundo ele estão ameaçando-lhes. 



O caso é grave ou uma grande mentira, mas foi isso que foi colocado em público através de seu perfil no Facebook. Pra piorar, o filho caçula e herdeiro do império de comunicação, denominado de ORM (Organizações Rômulo Maiorana) - que no Pará retransmite a rede Globo, controla várias rádios e o jornal OLiberal - não mede esforços para revelar seu comportamento arrogante e cheio de bravatas.

Da minha parte, continuarei a exercer a liberdade de expressão pelos meios que me são possíveis e como não tenho medo, nem tão pouco qualquer interesse de algum dia servir-lhe como empregado, manterei o bom combate contra todos que utilizam as outorgas públicas para os serviços de radiodifusão e as utilizam com o viés do lucro fácil e assassinando reputações de quem bem entendem, tal como os barões da mídia estão acostumados a fazer no Brasil.

TV Liberal é alvo de protestos por manifestantes em Belém do Pará. Foto: Mídia Ninja.

É por essa e por outras, que em Agosto do ano passado, no auge das manifestações públicas que sacudiram o país, as empresas da família Maiorana foram atacadas por manifestantes que protestavam em Belém, jogando-lhe fezes de animas e queimando um caixão da rede Globo em protesto contra sua manipulação através dos meios de comunicação.

Receba atualização do Blog no seu email.



O reizinho e sua bravatas

26 de Junho de 2014, 17:45, por Desconhecido - 0sem comentários ainda


Depois que revelei o Rei da quitanda defendendo o tucanistão paraense, o jornal Diário do Pará percebeu a onda de solidariedade que este blogueiro vem recebendo de vários internautas e noticiou o fato, confirmando a má fama e os atos de covardia e empáfia do reizinho, na coluna mais lida e comentada do jornal, o Repórter 70, na edição desta quinta-feira (26).

Conversando com amigos advogados que estão de prontidão para agir em minha defesa, constatamos com estranheza o fato de que Ronaldo Maiorana, sendo um rico advogado, que possivelmente conhece as leis e tem todo o direito (e dinheiro) de defender sua vida e a de seus filhos - ainda não cumpriu a promessa de procurar a polícia e denunciar aqueles que, segundo ele estão ameaçando-lhes. 



O caso é grave ou uma grande mentira, mas foi isso que foi colocado em público através de seu perfil no Facebook. Pra piorar, o filho caçula e herdeiro do império de comunicação, denominado de ORM (Organizações Rômulo Maiorana) - que no Pará retransmite a rede Globo, controla várias rádios e o jornal OLiberal - não mede esforços para revelar seu comportamento arrogante e cheio de bravatas.

Da minha parte, continuarei a exercer a liberdade de expressão pelos meios que me são possíveis e como não tenho medo, nem tão pouco qualquer interesse de algum dia servir-lhe como empregado, manterei o bom combate contra todos que utilizam as outorgas públicas para os serviços de radiodifusão e as utilizam com o viés do lucro fácil e assassinando reputações de quem bem entendem, tal como os barões da mídia estão acostumados a fazer no Brasil.

TV Liberal é alvo de protestos por manifestantes em Belém do Pará.

É por essa e por outras, que em Agosto do ano passado, no auge das manifestações públicas que sacudiram o país, as empresas da família Maiorana foram atacadas por manifestantes que protestavam em Belém, jogando-lhe fezes de animas e queimando um caixão da rede Globo em protesto contra sua manipulação através dos meios de comunicação.

Receba atualização do Blog no seu email.



Os erros e rumos do Estado brasileiro

25 de Junho de 2014, 1:57, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Lula e Dilma fizeram muita coisa, mas é necessário fazer ainda muito mais.
Prestes a completar 12 anos à frente do governo federal, o PT precisa pensar e agir rapidamente sobre seu legado e os desafios para o futuro, mas principalmente compreender o que está em jogo e o que é o mais importante a ser feito daqui em diante.

O governo do PT errou, tem erros?

Ora, claro. Errou assim como acertou e continua tendo erros e não são poucos, são vários! 

Talvez o erro mais grave entre os demais, seja o fato de que ambos pecaram ao assistirem semi-inertes, a oposição e a imprensa neste 12 anos de governo executarem uma sistêmica e permanente onda de ataques e críticas, que acabou introjectando na mente de muita gente, o sentimento de que o governo não presta, o PT é corrupto e ponto final.

Qualquer argumento contrário a essa 'verdade absoluta' - que foi martelada por revistas, jornais e o noticiário catastrófico da TV e dos rádios, por anos a fio - é considerada por muita gente, como mera conversa de 'petralhas' e pessoas que estão recebendo alguma coisa do governo para defender 'mensaleiros'. Isso tornou-se muito frequente e um fenômeno presente em todas as classes sociais e níveis de escolaridade, identificados de norte a sul do país, por um monitoramento das redes sociais que já faço há alguns meses. 

Tal como uma 'lavagem cerebral', esse discurso produzido por quadros destacados pela mídia monopolista - que ainda reina soberana no aspecto do direito a opinar livremente para milhões de brasileiros, usando para tal as concessões públicas das rádios e TVs - hoje em dia, ao contrário do que muitos intelectuais e esquerdistas imaginam, tem repercussão não só nas elites e setores com interesses escusos e ligados à oposição. 

A modernização do Estado brasileiro e a maior emancipação e liberdade de atuação de órgãos de controle e fiscalização, tais como o Ministério Público, a polícia federal e a Controladoria Geral da União, fez como que houvesse um explosivo aumento no número de investigações e punições dos chamados crimes do colarinho branco, que antes nem imaginávamos poderem ser apurados, já que quem controlava estas instituições, tinham ordens de mantê-las inertes e num pacto corporativista que blindava o sistema de corrupção e desvio de condutas dos agentes públicos.

Essa mudança radical, somada à uma forte crítica de setores majoritários da grande imprensa ligada à interesses corporativos, faz com que haja uma seletividade sobre quais são os casos que viram escândalos e os que seguem engavetados pela dita formação da opinião pública.

Simultaneamente, o povão foi contaminado e padece de uma crise de identidade ao constatar que seu poder de consumo aumentou, negros e pobres agora podem ingressar em faculdades outrora elitistas e que há novas oportunidades surgindo com políticas públicas que lhe atingem diretamente, mas mesmo assim, sua qualidade de vida tem sido atrapalhada pelo aumento do tempo de chegada e saída do trabalho, que com crescimento acelerado das grandes e médias cidades que não foram preparadas para o desenvolvimento econômico da última década, agora faz com que tenhamos muito mais veículos nas mãos de quem antes só andava de ônibus, trem e metrô. Mas é claro que não é só isso que perturba e incomoda essa nova classe social.

Há ainda uma alta taxa de juros e uma contante indução do mercado para que estes setores que hoje se compreendem como sendo a nova classe média, cada dia tornem-se mais ávidos em consumir cada vez mais. Todos querem os melhores equipamentos eletrônicos (TVs, celulares, computadores, etc.) e serviços que antes só os mais afortunados poderiam ter, tais como: assinatura de Tv à cabo, viagens interestaduais, internacionais e até levar o animal de estimação para tomar banho fora, porque não? A moça da novela não faz o mesmo?

Com essa onda de consumo, o brasileiro economiza pouco e ainda é incentivado a comprar a prazo praticamente tudo que deseja, causando um endividamento constante, onde tudo que se ganha, se gasta.

Com a crise econômica mundial cada dia mais impactante sob nossas reservas, o país desacelerou e aquele ritmo de crescimento que vinhamos tendo durante o governo Lula, agora já não está mais o mesmo com a presidenta Dilma, que precisa muito mais do que medidas de alto impacto na economia e de uma boa proposta para cumprir em seu segundo mandato. 

O status quo exige também que as grandes reformas que estão em debate no Congresso Nacional e na Sociedade, ganhem mais celeridade em sua concretização, tais como: A Reforma Política, a Regulamentação e aprofundamento da Democracia Participativa e do Controle Social, a Reforma do Judiciário, tema da mais alta complexidade e melindres tal como e necessária e combatida Democratização dos Meios de Comunicação no Brasil, garantindo assim, maior espaço de participação dos demais atores políticos no pensar o país com mais equilíbrio entre as forças sociais, dividindo assim em fatias justas o espaço midiático que debate, propõe e critica os desafios que a sociedade brasileira tem pela frente.


A sociedade cobra participar mais e não é apenas o governo federal que precisa ceder mais. 

São temas difíceis e polêmicos e não se sabe até que ponto os partidos tradicionais, inclusive o PMDB, principal aliado do PT e do governo Dilma, topa romper com as regalias e comodidade em que se habituaram a viver, deste emaranhado e complexo sistema político brasileiro.

Essas sim, são as preocupações que Dilma deve ter para muito mais do que reeleger-se, dignificar e fazer valer mais um voto de confiança dos setores progressistas e da sociedade como um todo.

De nossa parte, cabe-nos a responsabilidade de sermos mais pró-ativos ao invés de apenas reclamarmos da política, do sistema e de quem nos governa. A sociedade precisar participar mais do dia-a-dia político de sua cidade, pois é nela que chegam os recursos públicos federais e assim cobrar dos vereadores, dos prefeitos, agentes do Ministério Público e da Justiça para que façam valer os salários pagos a eles e cumpram seu papel constitucional de zelar pelos bens e recursos públicos e oferecer a qualidade de vida plena em todas as áreas sociais existentes, conforme prega o Estatuto das Cidades e o pacto federativo que a legislação brasileira firmou e muitos ainda desconhecem ou fingem não querer conhecer.

Qualquer coisa, estou no Twitter: @JimmyNight 


Receba atualização do Blog no seu email.



Yes, nós temos Neymar!

24 de Junho de 2014, 3:13, por Desconhecido - 0sem comentários ainda


Por Paulo Fonteles Filho que tem um excelente blog, mas posta essas pérolas apenas em sua página no Facebook.


Alguns querubins nos olham lá de cima, vejam, estão logo ali, para além das nuvens, no celestial Olimpo dos deuses sagrados da bola. Daqui podemos vê-los iluminando sonhos infantis e de marmanjos gorduchos, dessa gente brasileira, mulata e trabalhadora, dos trópicos, donde a alegria da vida e dos dias também é celebrada num grito capaz de estufar as redes e deixar qualquer arqueiro adversário tonto, zonzo, alquebrado por tão lúdico e poderoso petardo.

Todos eles estão lá: Friedenreich, apelidado pelos uruguaios em 1919 como ‘El Tigre’; Preguinho, autor do primeiro gol tupiniquim em Copas do Mundo; Heleno de Freitas, também tido por ‘Gilda’ no Clube dos Cafajestes; Leônidas da Silva, o ébano diamante, inventor da bicicleta, artilheiro de 38; Domingos da Guia, que nos ensinou que a mestiçagem é o nosso maior goleador; Ademir e Barbosa, do ‘Maracanazo’; Nilton Santos, a enciclopédia; Didi, o etíope; Mané Garrincha, a alegria do povo e o Doutor Sócrates, o herói esguio da democracia corintiana, dentre outros.

Como guardiões de nossa identidade profunda - de uma nacionalidade que vê no jogo coletivo o caminho para a superação de mazelas tão antigas quanto o tempo – os semideuses da pelota parecem lançar raios às pernas circenses do geniozinho da raça, o menino Neymar. Tão jovem e decidido, tão único e combativo, tão sereno e carismático que faz com que a gente se sinta irmão, pai, tio ou amigo daquele que ostenta, na camisa 10, a destreza sagrada do manto que já foi de Pelé, Rivelino e Zico. 

Na mais que profunda madrugada, toda a nação canta de esperança e superação. Feliz do filho pátrio que faz sorrir moços e velhos! Se é por música ou poesia, não sei, talvez as duas, mas, aqui, batendo os tambores, recorro aos versos de Jorge Ben para explicar aquilo que vimos nesta tarde mágica de segunda-feira no planalto central do país : “Pula, pula, cai, levanta/Sobe, desce, corre, chuta/Abra espaço/Vibra e agradece”.

Muitos que te floreiam, Neymar, receosos da autoestima do povo, não queriam e até mentiram sobre o que acontece no país neste instante. Inflaram mascarados jaborianos e nas Vênus platinada insultaram a inteligência das pernas e o esforço nacional de que somos capazes de tudo que quisermos, bastam objetivos claros e nitidez política, além de um profundo amor à brasilidade que parece insultar nossas endinheiradas elites e seus aliados externos. 

Rogo ao Olimpo do fubebol brasileiro, em oração: protegei os gambitos de nosso craque! Protegei, senhores alados da feitiçaria das chuteiras, a nossa mais elevada esperança dos zagueiros botocudos que fazem do açougue poderosa referência para enfrentar nosso mais proeminente bailarino!

Amém!
Receba atualização do Blog no seu email.



Avisem ao Tino Marcos

24 de Junho de 2014, 2:56, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Tino Marcos corrige Galvão Bueno e hoje corre risco de vida.

Alguém precisa avisar ao comentarista Tino Marcos, que do dia do jogo da abertura da copa pra cá, ele é tido como 'persona non grata' pela família controladora das Organizações Rômulo Maiorana (ORM), aquela que é proprietária de prédios, uma fábrica de refrigerantes, um hotel de luxo, de rádios, de um jornal e da TV Liberal, afiliada da Rede Globo no Estado do Pará.

O fato do jovem e inteligente comentarista de futebol da "Vênus Platinada" ter corrigido seu colega global, o Galvão Bueno, quando este disse que o hino à capela foi cantado pela primeira vez, em uma partida da seleção brasileira de futebol em Fortaleza e não em Belém, como de fato ocorreu, fez o Portal UOL noticiar o fato afirmando que o Diário do Pará é o principal jornal do Estado e não o Jornal O Liberal que reivindica a mesma posição, há muito tempo superada pelo concorrente. 

Mesmo assim, a notícia publicada causou um tremendo furor nos herdeiros do império da comunicação, montado à base de contrabando e alianças espúrias com a ditadura militar e setores atrasados da política e mantido por corrupção, chantagens, sonegação de impostos e até desvio de recursos públicos. 

Tino Marcos, eu sei que não tens culpa e que foi o UOL que disse o que todos nós sabemos, mas quando vieres ao Pará, não aceite a hospedagem no Radisson Hotel Maiorana Belém. Seu café tem enormes chances de ser envenenado. 

Vai por nós, paraenses!


Receba atualização do Blog no seu email.



O rei da quitanda e o império do Tucanistão da Globo no Pará

22 de Junho de 2014, 4:33, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Dono da afiliada Globo revela que tem partido no Pará e ameaça quem critique o governador tucano.
"É lamentável que certos covardes utilizem de forma fraudulenta o meu feed, para atacar o governador Simão Jatene, se os covardes quiserem não tem problema debato sobre a gestão do governo, não tenho procuração do governo, simplesmente ele é ético e competente. Fica fácil saber em quem eu vou votar, claro que é no PSDB. Porém respeito é claro quem vota em outro partido ou outro candidato, vamos debater idéias, como o tamanho do estado, sou a favor de um estado necessário que faça uma, educação, saúde, segurança, e os projetos de assistência social, padrão FIFA. Saindo desta áreas fundamentais, o governo se desfaça de estatais, empresas de economia mista ou seja o que for possível passe para a iniciativa privada e se concentre no que é essencial a população, que estes sanguessugas procurem trabalho não emprego"
Você deve estar pensando que este texto tenha sido publicado por Armínio Fraga, o rentista, ex-presidente do Banco Central no triste reinado de FHC, ex-funcionário do megaespeculador George Soros e atual dono da empresa Gávea Investimentos. Mas não.

A frase foi digitada por Ronaldo Maiorana, herdeiro de uma das maiores empresas de comunicação do Pará (ORM/OLiberal), filiada da Rede Globo no Estado, referindo-se a este blogueiro pelo fato de ter sido marcado no meme abaixo, que critica a falta do cumprimento da Lei de Acesso à informação Pública, por parte do atual governador do Estado do Pará, sr. Simão Jatene que disputará sua reeleição sem tocar no assunto.

Para Ronaldo, criado em uma das famílias mais ricas, poderosas, conflitantes e processadas do Estado, criticar o governador tucano é uma heresia que deve ser punida com chicotas e até agressão física, como já fez com o jornalista Lúcio Flávio Pinto e até hoje nunca se retratou publicamente.

Abaixo o motivo do pití do engomadinho.


"De um lado o MST critica Dilma por ter abandonado a Reforma Agrária, por outro o PSDB - que mandou balas nos trabalhadores rurais na chacina que tornou-se escândalo mundial e fez o Brasil ser punido pela Corte Interamericana de Direitos Humanos - cobra informações sobre os recursos repassados à Reforma Agrária, no afã de criar um factoide e atrair ingênuos para sua odiosa campanha anti-povo.

Acontece que qualquer cidadão pode ter acesso aos investimentos e custeios do governo federal, bastando para isso consultar o site da transparência pública.

Criada pela Lei nº 12.527 e sancionada em 18 de novembro de 2011, pela presidenta Dilma Roussef a lei de Acesso à Informação Pública que regulamenta o direito constitucional de acesso dos cidadãos às informações públicas é aplicável aos três Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. 

A Lei institui como princípio fundamental que o acesso à informação pública é a regra, e o sigilo somente a exceção. No entanto, no Pará governado pelo PSDB isso não é possível, já que o Estado é um dos cinco que ainda não permite o acesso às informações do que faz com o dinheiro público, tornando o obscurantismo a regra e a clareza a exceção." 

Tendo lido a cobrança que atinge em cheio a torre de comando da atual gestão tucana e sendo advogado, portanto conhecedor de mais uma irregularidade de seu amigo pessoal e maior anunciante das empresas de sua família, Ronaldo Maiorana ameaça me denunciar à polícia com um argumento torpe:

"Você sabia que isto é crime, caso repita vou dar queixa na delegacia de crimes ciberneticos, e se não for você, saiba que cada máquina tem um ID, é fácil identificar o autor. Pensando bem porque você não usa o seu próprio feed sem incluir terceiros ?"

Eis que lhe respondo em cima da bucha:

"Os verdadeiros crimes estão todos na justiça paraense e envolvem contratos de uso de antenas públicas da FUNTELPA, contrato com jatinho comprado de forma irregular, propriedades adquiridas de forma suspeita e por aí vai. O meu é ter mostrado que o governador do Estado não cumpre a lei e tem um panfleto muito bem pago para proteger-lhe da uma parte da imprensa paraense que mais parece uma quitanda: Quem paga, leva!"

Lendo isso, recolhe-se ao seu templo obtuso e de lá, vocifera para seus funcionários que lhe socorrem rapidamente com frases de apoio que mais parecem ter saído do programa do Chaves: Não se meta com essa gentalha! 

E logo em seguida revela o nível de sua capacidade retórica:  

"Só consegui bloquear um os outros não aparecem como amigos, realmente é uma gangue paga para tentar desqualificar quem pensa diferente deles, democracia para estes quadrúpedes é o regime venezuelano, cubano, norte coreano e todas ditaduras que não suportam a diferença de opiniões, fica difícil tentar algum diálogo com pessoas que não admitem que pensem diferente deles. Sinceramente não tenho vontade nenhuma de dialogar com estes indivíduos de quatro patas. VÃO PASTAR".

E assim comporta-se mais um dos representantes chinfrins dos barões da mídia brasileira que acostumado a passar hidrante na pele para descer do carro e subir as escadaria de seu castelo, não admiti ver o cliente de sua quitanda confrontado, apesar de por causa dele, ter seu nome, de seus irmãos, irmã e até da mãe, em páginas processuais por escândalos que vão de contrabando, passando por sonegação fiscal e até desvio de recursos públicos.

Da minha parte, deixo a tréplica: 

"Eis-me aqui Sr. Ronaldo Maiorana, cheio de vontade de ser processado por vossa senhoria que sentiu-se ofendido por um meme numa rede social. Não me espanta partir da família que tem várias ações na justiça uma ameaça tão esdrúxula contra aqueles que incomodam. Além da delegacia virtual vão mandar seus capangas me espancarem como fizeram como o jornalista Lúcio Flávio Pinto?"

Receba atualização do Blog no seu email.



Acorda Belém: Hoje é dia do Arrastão do Pavulagem!

22 de Junho de 2014, 3:15, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Um festival de sons e cores, bailados e sorrisos invadem as ruas do centro de Belém em Junho.

Arraial do Pavulagem conduz cerca de 20 mil pessoas durante a quadra junina em Belém. Instituto
Foto: Instituto Arraial do Pavulagem.

Figura indispensável no cortejo, o boi-bumbá do Pavulagem foi inspirado em outros bois de toada, mas aos poucos ganhou características próprias.
 Foto: Instituto Arraial do Pavulagem.

Estandartes confeccionados pelo Mestre Nato são destaque de adereços em meio à multidão.
Foto: Ray Nonato.

A concentração será às 9h na escadinha do cais do porto, na avenida Boulevard Castilhos França, ao lado da Estação das Docas. Depois o cortejo segue pela avenida Presidente Vargas até a praça da República, onde a banda do Arraial do Pavulagem realizará um show com a participação de artistas locais.
Receba atualização do Blog no seu email.



A origem das coisas é quase sempre dos amigos da Rede Globo

22 de Junho de 2014, 1:27, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Há algum tempo que eu venho me aventurando nessa vibe de criar memes para as redes sociais. 

Confesso que me divirto com as peças que desenvolvo de forma artesanal. Há inclusive quem pense que eu use as ferramentas mais avançadas do mercado de edição de imagens, mas não. 

Programinhas simples, como o paint que vem junto ao sistema operacional "Rwindows", fazem quase tudo que preciso para curtir esse hobby, se assim vocês me dão licença de chamá-lo.

Na noite deste sábado, observando um meme postado por uma "militante" do PSDB paraense, resolvi parar para estudá-lo e tentar respondê-lo. Trago abaixo para que deem uma olhada: 


O material que com toda a certeza, não deve ter sido feito por amadores, foi publicado originalmente na página do Deputado Federal Fernando Francischini (SDD-PR), o qual recentemente decidiu apoiar a candidatura de Aécio Neves à presidência da República. A foto abaixo retrata o autor da publicação da postagem acima com seus aliados políticos, no dia do abraço do afogado, digo, no dia da convenção de sua partido quando anunciaram a aliança.

A seca, o pó, os dólares e a corrupção juntos numa só foto.

Não foi preciso olhar por mais de 10 segundos a sua página para ver que o deputado que já foi tucano usa sua página e redes sociais para atacar sistematicamente a presidenta Dilma. Prova disso é que logo de cara, encontro uma postagem com uma foto e seguinte provocação: "Qual a legenda?" 


É claro que logo em seguida vem um "comentarista" e chama a presidenta e a senadora Greisi Roffman (PT-PR) de vagabundas e conclama votos em Aécio.

Macete antigo do sub-mundo do jornalixo: Fazer uma pergunta e um comentarista anônimo responde ao intento.

Parei logo aí, pois logo aí se vê que não se trata de um homem sério. Para não frustrar minha suspeita, vou em busca da vida pregressa do elemento e numa rápida pesquisa, na qual juntei o nome Fernando Francischini + corrupção no Gloogle, me deparo com várias informações de impor inveja até a Alcapone, por saber que o arauto é um ex-delegado da polícia federal especialista em espionagem e que em menos de 02 anos já passou por 03 partidos: Era do PSDB, passou um ano no PEN e agora está líder do partido na Câmara.

O então detrator de Dilma e de outros petistas só fez esse tour após ter sido identificado no inquérito da polícia federal que revelou seu envolvimento com um esquema que daria um ótimo roteiro cinematográfico. 

Como toda boa raposa a vigiar o galinheiro, Francischini foi membro da CPI que investigou o famoso Carlinhos Cachoeira e - pasmem! - foi descoberto por seu íntimo relacionamento com os espiões da quadrilha do próprio Carlinhos Cachoeira. 

E tem mais.

O jornalismo do Brasil 247, afirmou em 25 de Maio trouxe a seguinte informação: 

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, democratizou o acesso às informações da ação empreendida pela Polícia Federal e minou o poder do deputado Fernando Francischini (SDD-PR). Moro tornou públicas as informações do inquérito – são mais de cinco mil páginas em papel e outras nove mil digitalizadas – e isso deve evitar que os vazamentos seletivos prossigam.

Suspeita-se, entre os responsáveis pela Operação Lava Jato, que Francischini, ex-delegado da PF, seja o principal responsável pelo "vazoduto" que tem instrumentalizado as manchetes de jornais, capas de revistas e longas reportagens nas TVs, que visam desgastar o governo Dilma, a Petrobras e o PT. Isso porque, logo após as prisões da Operação Lava Jato, Francischini recebeu por sete horas advogados dos doleiros presos, que lhe pediram apoio e lhe entregaram todo o inquérito, até então desconhecido da imprensa. São quase 5 mil paginas em papel  e outras 9 mil paginas digitalizadas.

Experiente no trato dessas informações, Francischini teria fatiado o inquérito, selecionando os "capítulos" mais importantes e distribuindo o material a veículos como Veja, Folha, jornal O Globo e TV Globo. O primeiro alvo foi o deputado André Vargas (PT-PR), que passou a balançar depois que um pedido de um jato emprestado ao doleiro Alberto Yousseff veio à tona. Francischini teria até montado uma lógica de distribuição de informações. Veja recebia o trecho do inquérito na quinta-feira, com o compromisso de não publicar na sua edição online. Folha e a TV Globo recebiam as informações na sexta-feira. Era a garantia de que todo os temas selecionados por ele renderiam também no fim de semana.

Viram só meus amigos da Rede Globo, como é que se faz o jornalixo no Brasil? 

Mas nada como um dia após o outro, não é verdade? 

Com a atitude ousada e correta do juiz federal responsável pelas investigações, finalmente começaram a aparecer os demais envolvidos com o doleiro, que por uma coincidência Kafkiana, já começa a chegar em nomes de pessoas ligadas ao deputado que postou o meme que iniciou esta postagem. 

O doleiro que já deu carona pra tucanos e um petistas está preso, enquanto que a Globo divulgou sem muito alarde que o deputado baiano - ligado ao caluniador de Dilma e dos demais petistas - está solto e será apenas expulso do partido, vindo novamente aparecer em outro, quem sabe indicado pelo próprio autor da expulsão.

Na imprensa brasileira é assim: As notícias só repercutem e pegam fogo quando a carona é adivinhem de que partido?


O motivo? 

Ter publicado um meme no Facebook. 


Siga-me no twitter: @JimmyNight.


Receba atualização do Blog no seu email.



Protestos bloqueiam balsas no Marajó

21 de Junho de 2014, 17:31, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Manifestantes interditam o acesso às balsas no porto do Arari.
Começou com um grupo de 40 pessoas e agora mobiliza centenas de populares que interditaram e impediram o embarque e desembarque de balsas no porto da Henvil na foz do Rio Camará. Nenhum carro ou caminhão chega ou sai dos municípios de Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari. 

As informações são do Movimento Acorda Marajó que tem feito protestos contra os aumentos abusivo no preço das passagens, mesmo diante de vários acordos da empresa de navegação que detém o monopólio do serviço de transporte de cargas, veículos e passageiros através de balsas sucateadas e sem o mínimo conforto aos usuários.

Populares interditam o porto do Camará e exigem redução da tarifa nas balsas e a renovação da frota.

Mesmo já tendo havido diversas reuniões com a intermediação do Ministério Público, ALEPA e ARCON, nada tem feito a empresa recuar em seus reajustes da tarifa e nem tão pouco melhorar o péssimo atendimento dispensado à população daquela região do Marajó.

O clima é esse: Ninguém entra e ninguém sai pelas balsas.

Hoje, o contingente da Polícia Militar não foi suficiente para dissipar os manifestantes que prometem radicalizar, caso sejam agredidos pela corporação. Os donos da empresa, percebendo a gravidade da questão, ameaçam recolher as balsas e enviá-las para embarque e desembarque do município de Soure, mas o Movimento já avisou que caso isso seja feito, tem a população ao seu lado para dividirem-se entre o porto do Camará e a cidade de Soure, mantendo assim a interrupção do acesso às balsas.

A única forma de entrar e sair daquela parte do Marajó é via barcos de passageiros que continuam com suas viagens normalizadas. Lideranças do movimento alegam que isso se dá pelo fato de não haver o interesse de impedir o direito de ir e vir da população, já tão sofrida.

Enquanto isso, o governo do Estado que é o responsável pelo ordenamento e fiscalização desta concessão pública que é o transporte fluvial, finge não ter nada a ver com o caso e omite-se novamente de apresentar uma solução à população que tanto necessita deixar essa situação humilhante que é ser transportada por latarias enferrujadas e tendo que pagar valores absurdos por isso.

Receba atualização do Blog no seu email.



Carlos Santos: Um exemplo de sucesso e humildade

20 de Junho de 2014, 14:15, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Eu e Carlos Santos clicados por Lorena Brandão, na tarde desta quinta-feira (19/06/2014).

Na tarde desta quinta-feira (19), recebi com muita honra, a visita de Carlos Santos em minha casa.

Empresário do setor varejista e proprietário da 3ª maior empresa de comunicação do Estado, com emissoras de rádio e TV, o marajoara que chegou à Belém aos 13 anos de idade para dar continuidade aos seus estudos, foi trabalhar cedo como tipógrafo em uma gráfica, passando a ser camelô no ver-o-peso, onde destacou-se como liderança entre seus parceiros, que o queriam ver vereador de Belém. Porém, declinou das indicações de seguir a carreira política para dedicar-se ao faro e o talento para os negócios. 

De lá pra cá, não parou de crescer: Montou uma loja de venda de discos (vinil) com o nome de Discolux e passou a vender móveis e colchões, na consolidada rede de lojas, hoje denominada de AVISTÃO. Com a ajuda do capital deste empreendimento, montou a Gravasomgravadora que ajudou muitos artistas paraenses a saírem do anonimato e estrelarem no mundo do rádio, dando ênfase aos ritmos paraenses, como o Carimbó, Siriá, Lundum e o Brega. 

Como radialista, passou pelas rádios Clube, Guajará e Liberal e chegou na Rádio Marajoara, tornando-se um ano depois, o principal acionário da emissora que prosperou e hoje é uma das maiores do Estado do Pará.

Por saber conquistar e preservar relações com todos que cruza, destacou-se no segmento artístico, sendo compositor e interprete de várias canções que embalaram gerações, no que podemos chamar de "clássicos do romantismo". Em sua carreira como cantor, teve até a participação do Rei Pelé em um de seus discos, que somaram 3 (três) compactos, 10 (Dez) Lps e 4 (Quatro) Cds, alcançando a marca de 3, 5 milhões de cópias vendidas em todo o Brasil e no Exterior. Com o feito, não poderia ter sido diferente: Ganhou 6 (seis) discos de ouro e (Cinco) 5 de platina. 

Sua desenvoltura podia ser vista semanalmente através do programa "Carlos Santos na TV", onde além de expor seus trabalhos, oportunizava com que diversos outros profissionais em início de carreira e já consolidados no mercado local, também ganhassem visibilidade. Era o início da exibição pioneira de um programa de auditório genuinamente paraense e que potencializou ainda mais o visionário empreendedor.

Em 1988, dá início ao seu 1º programa no SBT de Belém, passando pela BAND, Tv Executiva Canal do Campo, TV Diário de Fortaleza, Rede Estação de Recife, Tv Miramar da Paraíba e gravou seu programa por um bom tempo em um estúdio de São Paulo. Em 2005, estreia seu programa diário na sua TV Marajoara e nela, além de cobrir o Estado do Pará, o programa "Carlos Santos na Tv" é também transmitido em canal aberto nas cidades de São Luiz, Imperatriz, Macapá e em mais de 120 municípios espalhados pelas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Com isso, Carlos Santos ficou extremamente ligado à imagem de um dos seus melhores amigos e ídolos, um dos ícones da comunicação brasileira, o dono do SBT. 

Já deu pra saber quem é, né? 

É ele mesmo: Silvio Santos.

Tal como Silvio, Carlos também tem uma trajetória muito parecida com o mega-empresário brasileiro: Começou vendendo produtos nas ruas e tornou-se empresário da comunicação e comandou um programa de TV. Tal similaridade, lhe trouxe o apelido de "Silvio Santos Paraense".

Em 1990, já no ápice de sua popularidade, teve seu nome citado em um pesquisa eleitoral com quase 15% do eleitorado paraense e por isso foi convidado e aceitou o convite mais ousado de sua trajetória política: Ser candidato a vice-governador na chapa de Jader Barbalho. 

Na época, Carlos Santos (Marajoara) já era concorrente de Jader (RBA/Rádio Clube) na área da comunicação, mas isso não o impediu de seguir a coligação de seus partidos e acabaram vencendo as eleições daquele ano. 

Foi vice-governador do Pará de 1991 a 1994, quando tornou-se titular, perante a renúncia de Jader Barbalho para candidatar-se ao Senado Federal. Governou o Estado por nove meses e registrou definitivamente seu nome na história do Estado.

Prêmios e homenagens

Em 1984, Carlos Santos foi escolhido o primeiro homem de marketing do Estado do Pará, pela ADVB-PA e no carnaval de 2002 foi homenageado pela Embaixada de Samba do Império Pedreirense, com o tema “Carlos Santos, o amigo do povo, de camelô a governador, a trajetória de um vencedor”

Já em 2004, foi escolhido como o melhor apresentador de TV, em programas de variedades, recebendo o 1º troféu do Prêmio Estrela do Pará de Comunicação, além do Mérito Comercial, ofertado pela Associação Comercial do Pará e de ter sido escolhido Lojista do Ano, pelo Clube dos Diretores Lojistas em 1989, tendo ainda recebido a Medalha de Mérito Grão Pará, a mais alta condecoração oficial do Estado, em reconhecimento e agradecimento pelos relevantes serviços prestados ao Pará.

Planos para o Futuro

Carlos Santos considera-se um homem realizado em todos os aspectos de sua vida e pode durante esta tarde de uma conversa rápida, contar um pouco do que já fez e do que ainda pretende fazer. 

Tendo seus filhos ao seu lado e dando continuidade aos negócios no ramos do comércio e da comunicação, Carlos continua sendo um visionário que agora busca conhecer as novas tecnologias digitais, aprimorando sua rede e ampliando-a para a internet, onde ainda não explora tal como deseja. 

Sua personalidade íntegra e de fortes princípios e valores, lhe garantem respeito e confiança nos mais variados grupos empresarias, religiosos e partidos políticos. 

Por sua gentileza e humildade, conquistou mais um amigo e eu me orgulho de hoje poder ser mais um amigo do "amigo do povo".
Receba atualização do Blog no seu email.



Os Pitbulls atacam novamente

20 de Junho de 2014, 2:53, por Desconhecido - 0sem comentários ainda



Encarando a dura realidade dos dias atuais, onde sua versão já não é a única lida e assimilada como verdade pelos brasileiros, os pitbulls da Veja reagem de forma irracional, babam, rosnam e vociferam, mostrando mais uma vez a disposição de suas mentes doentias em querer transformar suas mentira em verdades e se antes seus alvos preferidos eram Lula, o Partido dos Trabalhadores e Dilma Rousseff, há dias que ele mira em Alberto Cantalice, quem me parece ter acertado em cheio, o coração da máquina de produzir escândalos e boatos que abastece os órgãos de imprensa e a internet de suas incitações ao ódio contra o PT.

Ao comparar o Partido que vem sendo eleito pelo povo brasileiro, de forma democrática por três eleições consecutivas ao Partido Nacional-Socialista Alemão - que implantou o nazi-fascismo que muitos de seus leitores e reprodutores tanto defendem - Reinaldo Azevedo dá demostrações do declínio e do desespero dos que esperavam que o PSDB ainda estivesse no poder, para de suas coberturas em SP determinar para onde o governo federal levaria suas naus.

Como não conseguem mais ditar suas ordens e nem orientar a economia, que hoje investe no Brasil e não no capital especulativo, os arautos da profecia do caos, não encontram outra saída que não seja pregar o apocalipse para que suas falanges que impregnam as redações dos grandes jornais, que por sua vez orientam radialistas e demais profissionais da imprensa, mantenham a regra de satanizar o PT para o povo brasileiro não o reelegê-lo de novo.

Pelo desespero revelado nas palavras do mentecapto, ele e sua horda não conseguirão seu intento e assim como tá tendo a copa que profetizaram que não haveria, amargaram outra derrota do povo nas urnas e terão que manter-se disparando devaneios maniqueístas nas páginas que ainda lhe dão espaço para seus latidos.

Quem diria!?

Receba atualização do Blog no seu email.